Livros

“Como se faz uma tese” (Umberto Eco)

O segundo livro que eu li este ano (veja qual foi o primeiro) me deixou com a sensação de que eu deveria ter lido há mais tempo! Eu li agora, na fase final da minha dissertação do mestrado, e mesmo assim o livro me trouxe insights legais e ajustes interessantes que ainda tive tempo de fazer no trabalho. (comentarei mais sobre ele em posts futuros)

“Como se faz uma tese”, do Umberto Eco, é um clássico no meio acadêmico. Não li antes porque achei que ele fosse mais voltado para o doutorado, mas me enganei! Ele fala sobre pesquisa de uma maneira mais ampla e, ao mesmo tempo, traz recomendações simples e certeiras para quem estiver trilhando o caminho da pesquisa acadêmica.

O livro é dividido em:

  • O que é uma tese e para que serve, quem deve ler este livro e como uma tese serve mesmo depois da conclusão do seu curso
  • Como escolher o tema e todas as suas variáveis
  • Como fazer a pesquisa do material, fontes, bibliografias, fichamentos, orientações para a leitura dos livros
  • A parte escrita do trabalho, com orientações para redação e referências técnicas mesmo que ajudam e muito

É um livro curto (170 páginas), leve e até mesmo bem-humorado que eu recomendo sim  em qualquer momento da vida, se fazer pesquisa acadêmica for o seu interesse, ou se você é escritor, jornalista ou trabalho com redação e pesquisa de uma maneira menos formal.

3 Comments

  1. Raquel Wanderley da Cunha Chaussê says:

    Abriu os meus olhos! Já tinha ouvido falar mas achava que era muito “acadêmico” mesmo… vou ler!!

  2. Thais, esse livro é pra trabalhos apenas em Ciências Humanas? Sou de Ciências Exatas, me interessei, também estou escrevendo dissertação de mestrado. Vi que o preço do livro tá meio salgado, por isso pergunto se também aplicaria na minha área. Muito obrigada.

    1. É para todas as áreas. Não se aprofunda em nenhuma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados