Categoria(s) do post: Diário

Meus queridos, após receber alguns comentários e reações a este texto eu resolvi fazer uma revisão dele e inserir algumas notas, pois creio que não devo ter escrito de modo a me fazer entender. Fazer essas alterações para mim é importante porque quero mostrar de maneira clara para ensinar e ajudar. Você encontrará essas anotações complementares abaixo, em amarelo. Obrigada.

Já faz algum tempo que ando querendo escrever este post para compartilhar com vocês como tem sido a rotina do meu dia depois das mudanças que implementei no meu trabalho, então este post traz justamente essa demonstração.

Não acredito em dias perfeitos nem em rotinas ideais, mas penso que a gente se conhecer e tentar trazer para o dia a dia formatos que nos permitam viver bem e com significado sejam boas práticas de organização pessoal.

Eu passei a entender o meu dia com três grandes blocos nos períodos em que eu estou acordada. Vou falar sobre manhã, tarde e noite, mas se você tiver horários diferentes basta adaptar. Não se trata do horário em si, mas da sequência – já expliquei sobre isso em textos anteriores sobre rotinas. 😉

Eu uso manhã, tarde e noite porque eu costumo dormir à noite e ficar acordada durante o dia, mas quem trabalha de noite e dorme durante o dia pode simplesmente adaptar à sua realidade. Mais uma vez: não é sobre horário! Esse é o ponto mais importante de todo o post. Continua.

Cada um dos blocos dura de 1 a 2 horas, dependendo dos meus outros compromissos e horário em que acordei. Entre um bloco e outro, levanto, me movimento, faço alongamentos. Isso é muito importante, para a “separação física” entre um e outro mesmo! Veja abaixo então como ficam os blocos.

Eu coloquei a duração média de cada bloco apenas como estimativa. Pode variar para baixo e para cima. Não é esse o ponto, e sim a sequência. Segue o fio.

Bloco 1 – Manhã

Este é o bloco da “hora mágica”, que os nossos amigos Hal e Robin chamam de “milagre da manhã” ou “5am club”. Eu procuro sempre adequar meu sono ao horário de nascer do sol (atualmente 5h35 da manhã), mas nem sempre consigo. Como falei, vida real, não ideal. Mas, sempre que acordo mais cedo, gosto muito.

Esse primeiro bloco acontece então das 5h30 às 7h30, mais ou menos.

O que eu faço nesse bloco: leio (tomando minha xícara de café, a única do dia), medito (sozinha ou com o aplicativo Calm, que me dei de presente no final do ano passado), faço a saudação ao sol da yoga, escrevo um pouco (diário) e leio o jornal enquanto tomo meu café-da-manhã.

Se eu acordar às 5h, às 9h ou ao meio-dia, esse bloco será o primeiro do dia. Certo? Entendemos que não diz respeito ao horário e sim a ser o primeiro bloco ao acordar? Eu coloquei o horário médio que costumo acordar no dia a dia, mas não que é a regra para todo o sempre. 😉

Bloco 2 – Manhã

É meu bloco de deep work. Coloco o fone de ouvido e a playlist Deep Focus no Spotify e vou para o computador escrever. O que eu escrevo? Textos para o blog, a newsletter, scripts para vídeos e aulas, materiais dos meus cursos e outros insights para conteúdos futuros.

Também é o momento em que crio os conteúdos para o canal do Telegram e o Instagram.

Esse bloco também dura de 1 a 2 horas, em média, pois é o tempo que consigo ficar concentrada sem me cansar tanto mentalmente. Se eu comecei às 7h, vou então até umas 8h ou 9h, dependendo do meu próprio ritmo. Aqui, dei a estimativa de horário apenas para ilustrar caso eu tenha acordado em tal horário. Mais uma vez: não quer dizer que eu faça exatamente neste horário… mas que este bloco é o segundo do meu dia, antes de almoçar.

Mantenho sempre uma garrafa de 1 litro de água abastecida ao meu lado, para ir tomando golinhos ao longo da manhã. Fico muito satisfeita quando chego na hora do almoço com a garrafa vazia, pois repito o procedimento de tarde e aí sei que bebi bastante água.

Bloco 3 – Manhã

Como já venho de um bloco grande e de concentração, eu gosto de fazer um breve intervalo para a realização de algumas tarefas domésticas, como guardar as roupas limpas, colocar a roupa para lavar, trocar as lixeiras e lavar a louça. O ponto aqui é: depois de um bloco de concentração intensa, o terceiro bloco vem com atividades mais rotineiras e físicas, que descansam a mente.

Eu evito ao máximo sentar no sofá ou algo do tipo para não ficar com preguiça!

Nesse bloco eu também lido com as prioridades do dia que estão na minha agenda. Por exemplo, as contas a serem pagas, ações pontuais, rotinas, planejamento de compromissos.

Se eu começar esse bloco umas 9h, consigo ir até às 11h tranquilamente. Nesse horário, dou uma olhada nas minhas mensagens (What’sApp e e-mails) para ver se tem algo urgente e, se sim, respondo. Se não, deixo para responder mais tarde.

Se eu estiver trabalhando em casa, aproveito a pausa para preparar o almoço.

Quando mudarmos nosso escritório, em alguns dias da semana eu terei o tempo de deslocamento, que será feito mais ou menos nesse horário.


Almoço

Gosto de almoçar ao meio-dia pois isso está alinhado com a ayurveda. Ou eu almoço o que preparei no dia ou esquento a comida em banho maria (estou deixando de usar microondas aos poucos porque ele mata a prana dos alimentos).

Vamos lá. Toda a minha rotina está alinhada ao meu sono e à minha alimentação. Meu sono é prioridade – a alimentação em segundo lugar. Todo o restante se adequa, e não o contrário. Se eu acordasse meio-dia, devido ao meu trabalho ou à minha rotina de vida de qualquer maneira, almoçaria depois dos três blocos. E cada bloco pode durar qualquer quantidade de tempo. EU comentei que, PARA MIM, de 1h a 2h funciona bem, pois mais do que isso eu perco a concentração. Mas se eu tiver 15 minutos pro bloco, vai durar 15 minutos. Mais uma vez: não é sobre horários… mas neste post, trouxe horários apenas para ilustrar, pois são os horários que faço hoje, em um dia de verão, normal na minha vida, sem acontecimentos externos e outros compromissos que fujam dessa configuração.

Vale dizer que isto não é uma REGRA nem serve para ENGESSAR o meu dia. Eu criei essa estrutura de blocos observando os CONTEXTOS que já faço na minha vida NATURALMENTE. Entendendo como eu funciono MELHOR, estabeleci essa ideia dos blocos apenas porque SEI que ela funciona para MIM. Eu não IMPUS uma rotina que não é natural para mim.

Gosto de almoçar tranquilamente. Monto a mesa com uma taça bem bonita para a água, coloco talher, guardanapo, tudo bonitinho. E sento e como com calma, se preferência sem ficar mexendo no celular ou fazendo outra atividade que não seja me concentrar na comida.

Quando termino, lavo a louça e já atualizo a lista do mercado com o que preciso comprar. Faço uma caminhada leve depois de comer, para facilitar a digestão, então é a hora que eu aproveito para resolver coisas na rua (mercado, farmácia, banco, entre outros).


Bloco 1 – Tarde

Ao voltar do almoço, é hora de eu “me abrir para o mundo”.

Este é o momento em que respondo os comentários do blog, os comentários nas redes sociais, e processo as minhas caixas de entrada (What’sApp e e-mails).

Geralmente é um bloco que leva de 1 a 2 horas também. Eu costumo colocar uma música mais animada para ouvir com o fone, para não ficar com sono. Beber água ajuda muito a “acordar o cérebro” (melhor do que café).

Se eu começar esse bloco às 13h, então, vou até 14h ou 14h30 com ele.

“Thais, e se você tiver um compromisso o dia todo e não tiver como fazer essa rotina?”

Aí eu não faço, gente. A estrutura de um DIA não está desvinculada de uma estrutura maior de uma semana, de um mês etc. Isso é essencial entender aqui e em todo o processo de organização. Quando eu faço o meu planejamento semanal, e se vejo que terei dias em que não estarei em casa ou no meu trabalho normal, eu vejo que obviamente não terei os tais blocos, então se tiver algo para aquele dia em questão, eu adianto.

“Thais, significa que você não realiza reuniões nem tem compromissos externos?”

Hoje eu passei o dia todo fora. Meus blocos “da tarde” não aconteceram como neste post. 1) Porque não são obrigação. 2) Porque eu adiantei ontem o de hoje e isso me deixou tranquila para fazer meus outros compromissos…

A organização não é sobre engessar, impôr padrões ou regras, gente. É sobre se entender, se conhecer, e adequar TUDO ao seu estilo e ritmo de vida.

Bloco 2 – Tarde

Esse é o momento do dia em que me dedico a gravar aulas, vídeos, editar, fazer reuniões (se necessárias), cuidar dos cursos e programas de mentoria de modo geral e responder as mensagens de suporte em todos os meus cursos.

De modo geral, tudo o que for relacionado aos cursos eu acabo fazendo aqui. Por exemplo, se preciso finalizar a diagramação de alguma apostila, ou editar aulas. É um dos maiores blocos do dia, mas tomo cuidado para ele não passar de 2h, pois sei que esse é o meu limite para não ficar cansada mentalmente dedicada a um único tipo de atividade.

Se eu começar às 14h30, esse bloco vai até umas 16h ou 16h30.

Vou trazer mais um exemplo para ilustrar: se eu tiver uma reunião nesse horário, obviamente esse bloco não vai acontecer. Se tiver algum prazo, terei feito antes, no dia anterior, o necessário aqui…

Bloco 3 – Tarde

O último bloco da tarde é dedicado a alguns encerramentos. Vejo novamente as caixas de entrada, respondo comentários, faço últimas postagens nos stories, resolvo pendências que surgiram no dia etc. Se ainda houver algo não finalizado no segundo bloco da tarde, aproveito para finalizar agora.

O bloco costuma ir até umas 17h30 ou 18h30 no máximo. Depende da nossa logística com o filhote também (tem dias que eu o pego na escola, outros dias é o marido).

Tenho me disciplinado para, nesse momento, realmente desligar o computador e ir fazer outras coisas. Mesmo quando tenho aula ou LIVE de noite, eu desligo tudo nesse momento para descansar um pouco ou parar de vez.

Vamos lá: quando encerro meu dia oficial de trabalho, é com esse bloco. Não importa o horário…


Bloco 1 – Noite

Esse é o bloco “do agito” aqui em casa. É aquele momento de chegar, colocar o filhote no banho, fazer comida, dar uma geral na casa. Fica todo mundo pra lá e pra cá arrumando as coisas.

Geralmente é o horário das 18h30 até umas 19h30 ou 20h.

Se eu fiz comida na hora do almoço, provavelmente essa será a nossa janta também. Se não, meu marido ou eu preparamos algo. Às vezes eu tenho compromissos na parte da noite, às vezes ele que tem, então vamos alternando quem faz o quê no dia a dia.

Tudo o que ainda faltar da rotina da casa a gente acaba fazendo nesse momento, que termina com o jantar. Devido à ayurveda, eu gosto de jantar cedo (entre 18h e 18h30). Mas, se eles comerem mais tarde, enquanto eles jantam eu bebo um suco ou tomo uma sopinha leve, para acompanhar.

Tenho percebido que, quando não como alimentos mais pesados à noite, eu fico melhor. Já faz cerca de um ano que venho tentando implementar essa mudança e meu corpo fica muito bem quando eu consigo.

Bloco 2 – Noite

Este é um bloco de concentração na parte da noite. Geralmente cada um vai fazer suas atividades – Paul vai ler, brincar, fazer lição ou jogar um pouco de vídeo-game e meu marido vai tirar músicas, finalizar algumas edições de vídeos ou qualquer outra atividade particular dele. Eu aproveito esse momento para trabalhar na minha dissertação (percebi que escrevo melhor nela nesse período noturno) ou em artigos acadêmicos de modo geral. Também posso simplesmente realizar algumas leituras, especialmente revisão de textos traduzidos do GTD™.

A gente também se organiza para fazer coisas juntos ao longo da semana. Por exemplo, em um dia meu marido assiste um filme com o filhote enquanto eu escrevo, no outro dia eu assisto séries com ele, e por aí vai. Assim conseguimos ter sempre tempo de qualidade juntos mas também realizar atividades individuais, quando necessárias.

Vai das 20h às 22h no máximo esse bloco.

Se o bloco levar 15 minutos, vai até 20h15. Se levar 1h, vai até 21h. Se levar 2h, vai até 22h. Se a gente estiver fora, ele nem vai existir. Espero que agora tenha ficado um pouco mais claro…

Bloco 3 – Noite

O propósito desse bloco é simplesmente me preparar para ter uma boa noite de sono. Se eu acordei antes das 6h, provavelmente estarei bastante cansada aqui, então é tomar banho, fazer massagens e ler um pouco antes de dormir, se eu conseguir. O Paul e eu costumamos ler juntos na cama, às vezes.

Mais uma vez, esse bloco pode acontecer às 20h15, ou depois da meia-noite… independe do horário, ele é apenas ANTES DE DORMIR.

É comum meu marido ainda ficar acordado, pois a rotina dele é diferente da minha. Ele aproveita para assistir os filminhos dele (é cinéfilo) na quietude da noite kkk.


Ter estruturado o meu dia dessa maneira foi muito importante porque:

  1. O que guia a coisa toda é a minha rotina de sono. Esse é o ponto-chave pra definir os horários.
  2. Em segundo lugar, a minha alimentação. Tenho seguido os princípios da alimentação ayurvédica.
  3. Entendo como funciono melhor em termos de energia ao longo do dia. Me concentro de manhã, me abro a outras pessoas na parte da tarde e me concentro mais um pouco à noite. Porque essa é a minha rotina de vida. Para uma pessoa que trabalhe à noite, será outro horário. Ela provavelmente terá mais energia à noite. Etc.

Ter descoberto o que funciona para mim foi essencial. Estruturar a rotina dessa maneira faz meus dias terem mais significado e consigo encaixar tudo o que é importante na minha vida.

Claro que há dias em que mudo a “programação”. Por exemplo, nesta semana tenho dois dias em que ficarei o dia inteiro em reunião. O que preciso fazer é decidir se a troca valerá a pena. Ou seja, trocar como normalmente é o meu dia com o compromisso em si. Às vezes preciso adiantar algumas coisas para que não sejam prejudicadas as atividades essenciais e prazos do meu trabalho, mas de modo geral eu já atuo assim no dia a dia (por ex, quando escrevo para o blog, escrevo de 3 a 5 textos de uma vez, então sempre está adiantado).

Tenho gostado muito dessa rotina atualmente e encorajo todos os meus alunos a elaborarem algo parecido levando em conta suas necessidades atuais e responsabilidades tanto no trabalho quanto em casa. A ideia aqui não é copiar a minha rotina, mas usá-la para ter insights a respeito de como estruturar a sua. Espero que o post tenha cumprido essa missão.

Se tiver dúvidas, deixe um comentário. Obrigada!