Categoria(s) do post: Finanças, Vida

A área que escolhi para dar foco em 2021 é finanças e, por isso, minha cabeça já está trabalhando em algumas ideias por aqui.

Uma das coisas que faço é planejar a área em longo, médio e curto prazo, pois isso me ajuda a ter clareza sobre o que é prioridade e como posso usar esse ano novo para fazer um recorte desses objetivos e trabalhar neles.

Eu tenho um único objetivo de longo prazo para finanças, que é conquistar independência financeira. Conquistar independência financeira significa, para mim:

  • Não depender do meu trabalho para pagar as contas. Conseguir economizar e investir meu dinheiro de modo que o montante ou os juros gerados por esse montante paguem as minhas despesas mensais.
  • Poder focar em iniciativas significativas e no legado, independente da condição financeira da empresa. Poder investir naquilo que acredito, em coisas novas, mesmo sem saber se terá um retorno financeiro garantido. Arriscar mais com projetos inovadores, bancar projetos que demandam mais dinheiro e estrutura.
  • Poder investir em qualquer projeto importante que a minha família queira fazer. Exemplo: se a minha mãe quisesse vir morar em São Paulo e ter uma loja aqui, eu teria como bancar esse projeto. Se o Paul quiser estudar nos Estados Unidos, eu teria como bancar esse projeto sem fazer dívidas ou cair em um desfalque financeiro.
  • Poder destinar regularmente um montante do faturamento da empresa para causas ambientais e humanitárias. Investir em projetos desse tipo.
  • Poder comprar uma casa dos nossos sonhos, que seja sustentável, porém com uma área verde e cômodos amplos (mas que ainda assim seja possível de ser mantida por nós, em termos de manutenção).
  • Gerar empregos estáveis, que dêem segurança para a minha equipe, e que paguem bem. Desenvolver os talentos. Poder investir em cursos e capacitação para que as pessoas cresçam nessa estada ao meu lado.

Para que tudo isso aconteça, eu começo a trazer mais para perto, pensando no planejamento de médio prazo (aqui, neste caso, estou pensando na década entre meus 40 e 50 anos – completarei 40 em 2021):

  • Tenho em mente o faturamento anual da empresa para quando eu estiver prestes a completar 50 anos. Prefiro não expôr aqui pois acredito em mostrar os resultados quando acontecerem, em vez de dispersar as energias no meu pensamento. Com esse faturamento alcançado, eu terei a chance de conquistar praticamente todos os objetivos de longo prazo.
  • Para a empresa, o foco está na consolidação do Método Vida Organizada e no desenvolvimento de projetos ligados a ele e melhoria contínua do curso em si, o que envolve um montão de setores.
  • O objetivo relacionado à família tem muito a ver com investimentos também. Para o Paul, tenho um investimento prevendo a retirada para esse médio prazo, por exemplo. A minha mãe, como comentei em outro post, estou aqui para dar suporte no que ela quiser fazer.
  • Sobre a nossa casa, estamos aqui onde estamos. No entanto, meu marido e eu já conversamos sobre o assunto. Decidimos juntos que, se a empresa alcançar um valor X de faturamento, vamos procurar outra casa para nós, com as condições que comentei. Como é um projeto para médio prazo, significa que será uma casa onde passarei a minha velhice. Tudo isso precisa ser levado em consideração.
  • Com relação a projetos voluntários, eu já invisto bastante, proporcionalmente à minha condição de vida hoje. Eu não gosto de falar muito para não soar como marketing pessoal. Mas eu quero fazer mais. Quero poder ajudar ainda mais ativamente, com segurança para essas iniciativas também. Hoje eu costumo contribuir regularmente com algumas ONGs e também bancar projetos pontuais pelo Catarse, Vakinha Online ou Apoia-se.
  • Com relação à equipe, eu quero em primeiro lugar garantir prosperidade, crescimento e segurança para quem já trabalha comigo. E, ano após ano, pensar com carinho cada contratação. Acredito muito em contratar pelos valores e pelo caráter e em desenvolver as competências.

Aí chegamos no curto prazo (até dois anos). Ou seja, entre dezembro 2020 e dezembro 2022, que cenário me vejo construindo? O que quero que seja verdade até dezembro 2022 em termos de finanças?

  • Entra aqui a projeção financeira de faturamento da empresa para 20211 e 2022, se continuarmos investindo em modelos que dão certo e agregando outras iniciativas.
  • Em até dois anos, eu quero ter implementado e consolidado algumas coisas importantes para o Método Vida Organizada. Prefiro não expôr aqui pois acredito em mostrar os resultados quando acontecerem, em vez de dispersar as energias no meu pensamento. Mas é uma série de projetos bacanas.
  • Com relação aos investimentos, tenho metas do que gostaria de ter investido em termos de valores e tipos. Isso inclui um investimento com foco na casa, outros com foco na empresa, outro para a faculdade do Paul, contratação de pessoas etc. Mas muito vou formatar neste ano de 2021, justamente por ter finanças como a área de foco (vou falar mais a seguir).
  • Com relação aos projetos sociais, pretendo em até dois anos ter um plano esquematizado para separar uma porcentagem ou valor fixo para esses projetos.
  • Uma meta que vai me ajudar a guardar mais dinheiro é conseguir a bolsa taxa no Doutorado, que só pode ser solicitada a partir do segundo ano. É uma bolsa que só abate a mensalidade – o restante continua senso custeado por você. Mas já ajudaria bastante.

E aí chegamos ao curtíssimo prazo, que é o recorte de tudo isso para fazer em 2021. Podemos chamar de projetos.

  • Doutorado: ir super bem com o projeto e as disciplinas, de modo que eu tenha argumentos bons para pedir a bolsa no ano seguinte. É o que depende de mim para conseguir a bolsa. E, de qualquer maneira, continuarei guardando o dinheiro para as mensalidades do segundo ano, caso eu não consiga.
  • Quero reorganizar todos os meus investimentos este ano.
  • Ler vários livros de finanças que tenho e que possivelmente vão me ajudar a pensar em novos projetos e boas práticas.
  • Vou conversar com um amigo que se ofereceu para me ajudar com uma consultoria financeira. Vai ajudar demais.
  • Vagas sociais em todas as turmas do Vida Organizada. Investimentos em outros projetos sociais, ligados à causa animal, violência contra as mulheres, educação, meio-ambiente e outros.
  • Tenho algumas pendências burocráticas para resolver, como contas inativas, recebimentos internacionais, melhor modelo para notas fiscais, esse tipo de coisa. Tudo isso faz parte da lista de projetos.
  • Continuar o bom trabalho. <3 Continuar cortando custos, manter nosso estilo de vida super tranquilo, sem alto consumo etc.

Os projetos são revisados semanalmente, onde ajustes são feitos. Novos projetos entram diariamente e projetos em andamento são concluídos com o passar do tempo. Objetivos são revisados trimestralmente, ou antes, se eu sentir necessidade.

Pretendo compartilhar sobre tudo isso aqui no blog ao longo dos meses. Obrigada por estar aqui. <3

Deixe seu comentário

16 comentários

  1. Vania comentou:

    Muito inspirador este seu post. Me ajudou a formatar e detalhar melhor meu proprio planejamento. 🙂

  2. Renata Natacci comentou:

    Parabéns pelo doutorado.
    Boa sorte com a bolsa taxa. Acho que, com o foco que tem, você consegue, sim (eu consegui no fim do mestrado lá, paguei a maior parte do curso, mas, mesmo assim, ajudou muito).
    Tem muita gente legal no departamento de Ciências Sociais. Desde o pessoal da secretaria até professoras (falo no feminino de propósito), como a Prof. Maura Veras, a Prof. Marisa Borin e a Prof. Rose Segurado (certamente há outras e outros, mas essas são algumas que conheci mais, talvez você já conheça).
    De novo, parabéns!

      1. Renata comentou:

        Boa sorte e, já que, feliz Natal e 2021.

  3. Letícia Moraes comentou:

    Que post inspirador, Thaís. A cada linha que lia, eu me emocionava e imaginava você já conseguindo todos os seus objetivos. Fico muito feliz com sua felicidade. Irei me basear no seu planejamento também, muitos insights legais <3

    Feliz Natal e um próspero Ano Novo

  4. Dani Santana comentou:

    Muito legal teu post, contribuiu com visão a médio e longo prazo, muito obrigada. Como estou pensando em finanças para 2021, “tamo junto” mais uma vez, porque o ano que passou também foi espiritualidade. Bom final de ano para vc, sua família e seus leitores e um 2021 mais promissor para todos nós.

  5. Maiara Fangueiro comentou:

    Curiosa para saber os livros de finanças que vais ler! Compartilhe!

  6. Bia comentou:

    Oi Thais,

    Tem um canal gringo no YT sobre finanças que eu gosto muito e que eu acho que tem uma visão que pode ser interessante pra vc. Só deixar de lado as questões particulares dos EUA, mas tem muita coisa que se aplica a qualquer um. Se chama one big happy life, vale a pena dar uma olhada, eu gosto bastante!

  7. Adorei seu post. Vc traduziu em palabras e períodos tantas coisas que tinha pensado. Vc me ajudou a organizar os pensamentos em metas de longo, médio, curto e curtíssimo prazo. Tb é o meu foco para 21 , o planejamento financeiro. Parabéns e sucesso para nós todas

  8. Larissa comentou:

    em 2021 também quero focar no assunto, estou tendo que começar do zero pois mudei de país e aí tudo é diferente.. e não achei youtubers de finanças britânicos ainda, nem os livros todos que vejo no Brasil..

  9. É tão bom ler o que você escreve, ouvir você. Me inspirei muito em você em 2020. Migrei meu trabalho para online, ofereço capacitação em Proteção `a Criança – prevenção de abuso sexual infantil (com o @espacodeprotecao). Obrigada, grande abraço, e ótimo 2021.

  10. Corina Maioli comentou:

    Show, os seus posts e o seu MVO são muito bons, a minha area tambem será finanças e que venha 2021.

  11. Quando leio esse tipo de post seu, me dá uma sensação de clareza muito grande do que verdadeiramente é importante! Estava ontem mesmo revisando meus livros de finanças, vendo em quanto eu ainda preciso poupar para chegar num percentual legal, etc.

    Sempre que leio um post sobre isso, me motiva mais! Obrigada por tanto.

  12. V. comentou:

    Querida Thais,
    vi seu vidéo no YouTube com seus livros de finances, e falta um livro essencial, com muito senso et consciência que penso vai te agradar, e sobretudo com 8 passos muito praticos:
    A BOLSA OU A VIDA – Vicki Robins e Joe Dominguez
    Original em inglês, dos anos 90, é preciso ler a versão atualizada que leva em conta as mudanças do mundo atual (best seller do New York Times 2018)
    Foi traduzido em muitas línguas – nao achei em francês (moro na França) e li em espanhol – bem fácil.
    Eles tiraram milhares de pessoas nos Estados Unidos e pelo mundo todo das dividas, do dia seguinte sem saber como viver, levando as pessoas a entender como funciona o dinheiro, o preço réal (a energia vital!) do dinheiro, e como ficar independentes da “corrida dos ratos” – é um precursor do movimento que sera FIRE.
    Vamos que vamos, 2021 é também meu ano de AGIR no setor finances (ler eu sempre soube ;p).
    Bom 2021 para voce e todos os seus ótimos canais.

  13. Milene comentou:

    Esse seu post me deu um baita insight financeiro sobre guardar dinheiro um ano antes de um determinado objetivo. Trouxe uma luz pra uma questão que estava pensando em como fazer e vai me ajudar muito! Obrigada por isso, Thaís!