Saúde, Ayurveda

O lance da água morna com limão todo dia de manhã

Alguns anos atrás eu publiquei aqui no blog um texto sobre o hábito de tomar água morna com limão pela manhã e até hoje eu recebo comentários lá, pois acredito que as pessoas cheguem através de buscas no Google sobre esse assunto. Agora que estou estudando mais Ayurveda e me aprofundando, achei que seria importante escrever novamente sobre esse assunto até mesmo para atualizar aquele material.

É muito importante começar dizendo que o que importa sobre o Ayurveda é você se observar, se conhecer e trazer soluções personalizadas para a sua vida, que impactarão a sua saúde em um nível mais abrangente. Não é por que é indicado tomar água morna com limão durante algum tempo, ou alguma vez, que você deve fazer isso pelo resto da sua vida. Esse vídeo do Matheus com a Laura no canal do Vida Veda no YouTube traz uma explicação rápida e clara sobre essa prática.

Eu quis fazer este post porque, hoje, acordei e tomei água morna com meio limão e uma lasquinha de gengibre. Tenho tomado TODOS OS DIAS? Não. Por que tomei HOJE? Porque hoje acordei com o estômago meio esquisito. Ontem comi algo que não me fez muito bem, dormi um pouco enjoada, e hoje de manhã achei que eu precisava cuidar melhor do meu agni (fogo digestivo), além de estar com a sinusite “atacada” porque entrou uma frente fria em São Paulo. Logo, beber água morna de manhã em jejum, com meio limão e um pouco de gengibre, faria bem para o meu estômago e também fortaleceria a imunidade no dia de hoje para mim. Também ajuda a eliminar toxinas.

Como sou dosha vata, colocar um pouco de sal torna a bebida salgada e ameniza os efeitos desse dosha também, que sempre ficam agravados em épocas mais frias. (Doshas são biotipos. Leia mais sobre esse assunto aqui.)

Beber todos os dias nem faz bem! Acaba com o esmalte dos dentes, pode irritar o estômago e dar azia, em vez de ajudar! Por isso é muito importante que você se conheça e que conte com bons profissionais da área da saúde para te orientar caso a caso. Não saia implementando mudanças na sua alimentação sem consultar especialistas, tá bem?

Eu faço acompanhamento profissional. Tenho meu médico gastro, que me acompanha há anos, nutricionista e terapeuta ayurvédica. Além de estudar em um curso de formação de Ayurveda e me aprofundar muito. Mesmo assim, mesmo com esse estudo, eu sigo recomendações médicas porque tenho a humildade de entender que eles sabem infinitamente mais do que eu. Mas quem está aqui no dia a dia comigo sou eu mesma. Logo, preciso me observar e me conhecer, entender os sinais que o corpo me manda e respeitá-los.

Não apenas a água morna com limão, mas tudo aquilo que você ler como boa recomendação na Internet deve ser visto e enquadrado na sua situação personalizada particular. Essa é a melhor maneira (a meu ver) de cuidar da saúde, pois deixa a gente mais próximo da gente mesmo – uma conexão natural que pode ter se perdido com o passar dos anos.

Você também pode gostar...

Posts mais acessados

1 Comment

  1. Evelyn Dos Santos Mata says:

    Sobre buscar orientação médica para qualquer coisa:
    minha nutri pediu pra usar açafrão (antes da pandemia) em preparações na cozinha… devido ao caráter anti-inflamatório do mesmo.

    Como não curtia o sabor achei conveniente trocar por um shot com limão e propólis, bem em alta hoje em dia.
    Tomei alguns dias, na verdade, 1 mês, ao passo que fazia uso de antibióticos, devido a uma otite crônica que possuo e trouxe secreção purulenta, e minha otorrino – que não sabia que usava o shot – orientou.

    Passados alguns dias de antibiótico, a situação não passava. Entrei com mais 2 antibióticos… isso se sucedeu por 20 dias… na 3a semana, eu senti meu dente estranho, mais sensível, com uma falha digamos assim….

    Liguei para uma amiga médica, e entrei em contato com a nutri. Resultado:
    não deveria ter usado meios ácidos em demasia junto com os antibióticos. E shot com propólis também não deve ser usado continuamente.
    A otorrino, também me deu uma chamada… pois certamente o problema com o esmalte dos dentes foi “superestimulado” pelo uso junto de antibióticos.

    Agora, além de tudo isso, terei de procurar um dentista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *