Rotinas, Equilíbrio emocional, Rotinas

O segredo da boa rotina é não deixar que a exceção vire regra

Este post é curto mas a lição dele é tão importante que mereceu um post sozinho para ser destaque mesmo.

Um dos fatores que eu mais observo fazer com que as pessoas desandem a sua rotina é se deixarem levar por uma situação excepcional e passarem a considerá-la como regra por distração ou falta de conhecimento. Vou explicar.

Suponhamos que você esteja fazendo dieta e o seu nutricionista liberou que você comesse um chocolate no final de semana (eu sei que esse exemplo é restritivo, horrível e pode ser fora da realidade, mas é apenas um exemplo fictício mesmo). Aí você comeu o chocolate no sábado. Mas aí, no domingo, seus amigos te chamaram para um churrasco e, lá, cantaram parabéns para alguém. Tinha bolo. Você acabou comendo porque né, faz parte.

Na segunda-feira, de volta à rotina, você vai almoçar e, de sobremesa, tem um mousse de maracujá no restaurante por kg – por coincidência, seu preferido. E aí você pensa assim: “ah, já quebrei minha dieta mesmo com o bolo ontem, vou comer o mousse!”. E aí você come o mousse. Quando você vê, está comendo doce todos os dias de novo.

O exemplo serve para ilustrar como a gente se deixa enganar no dia a dia com algumas situações não apenas prazerosas, mas fáceis, que tiram a gente da rotina, mas que muitas vezes são apenas excepcionais. Pode ser ficar até mais tarde no trabalho, não responder os seus e-mails hoje, dormir mais tarde em dia de semana, beber uma taça de vinho a mais no jantar, enfim, insira aqui qualquer coisa que você faça que seja fora da sua suposta rotina.

Se você dorme e acorda cedo todos os dias, não é porque teve aula até às 22h em uma noite e uma festa de um amigo no sábado até tarde que isso vai desandar a sua rotina. Rotina é o que você faz na maioria dos dias. Exceções podem acontecer – para o bem e para o mal! Mas o mais importante é você entender que foi apenas uma exceção, e voltar à sua rotina – seja qual for – o quanto antes.

Meu marido é músico, e hoje em dia não vou mais em todos os seus shows. Porém, quando eu vou, é apenas uma exceção no meu horário de sono. É a questão do custo-benefício. Para mim, é legal estar com ele no show de vez em quando. Ou ficar até tarde vendo um filme durante a semana. Que seja. O que não pode é virar rotina, ir dormir todo dia tarde e aí tornar a exceção, regra.

Por favor, observe-se e tente entender quantas vezes você já se deixou levar por uma situação excepcional que acabou virando regra na sua rotina. Isso já aconteceu com você? Como foi? E, se está acontecendo no momento, o que você pode fazer para reverter isso e voltar a uma rotina que te deixe melhor?

Você também pode gostar...

Posts mais acessados

10 Comments

  1. Ana Paula Magri says:

    Esse exemplo da alimentação é perfeito! A síndrome do Jaque: já que comi isso ontem, já que dormi tarde ontem, já que não lavei a louça… E por aí vai.
    Como é difícil romper esse pensamento, esse ciclo vicioso que me paralisa!
    Assim, engordei 30kg,.perdi energia, flexibilidade, fôlego e disposição para muitas coisas.
    A cada texto lido, prometo pra mim mesma que vou mudar, que desta vez vai ser diferente… E, quando me dou conta, voltei pro mesmo lugar. É muito frustrante, mas sigo tentando.
    Lendo “Mude os seus horários…” Espero que consiga aplicar o que está ali e recupere minha energia e disposição para mudar o que é preciso.
    Obrigada pelo blog e por cada texto.

    Abraço

    1. Kkkk gostei muito da sindrome do Jaque, faz total sentido. Penso que o segredo é “sempre voltar”, independente de onde parou, persistência e resiliência são armas poderosas pra retomar e manter hábitos, pelo menos pra mim.

  2. Gabriela says:

    A mais pura verdade! Sou assim mesma e tenho tentado mesmo mudar isso, em especial no que está relacionado ao descanso e a alimentação. Acho que é meio parecido com o deixar as coisas para o próximo dia. Essa semana me falaram assim: amanhã você já vai ter 10 coisas para fazer, se deixar mais essa que pode fazer em 15 minutos, então amanhã terá 11 coisas e mais os imprevistos. Achei fantástico. Fiz o que tinha de fazer e desde então estou executando isto como um mantra. Os resultados positivos são incríveis, pois tenho chegado ao final do dia com uma sensação muito grande de realização. E agora vou incorporar mais este: não é porque não fiz isto de acordo com o aquilo que quero para mim ontem ou mais cedo que vou repetir agora. Thaís, como sempre, muito obrigada!

  3. Eu percebi que tinha esse padrão ouvindo um podcast da Fran Guarnieri onde ela fala sobre perfeccionismo. Dalí em diante, passei a ter outra postura e encaro as coisas de maneira diferente. Vai do jeito que dá!!! Rsrsrs… Se não deu pra fazer num dia, faz no outro. Se deu errado num dia, dá certo no outro… O importante é manter a constância!!! 😊
    Inclusive percebi que isso torna a vida mais leve pq é legal “quebrar as regras” de vez em quando.

  4. Mariana Lima Scaliza says:

    Conseguir sair e voltar para a rotina. Esta disciplina é o que diferencia os bem sucedidos dos maus sucedidos em qualquer área… mas principalmente na dieta!!!! Kkkkkkk super me identifico com este problema em determinadas áreas da vida.

  5. Ana Luisa de Oliveira Ribeiro says:

    Perfeito!!! É isso que acontece em quase todas as áreas (se não, em todas) da minha vida!!! Voltar ao “conhecido”, ao que acho que é zona de conforto! MAS NÃO É CONFORTO NENHUM! Me faz mal! Não gosto de mim ali. Quero lugares novos.. mais saudável, clm alimentação melhor, mais centrada, mais descansada, menos estressada… isso será confortável. Novas metas. Ana Luisa-2020!!! Sem voltar ao que me faz mal, só por que derrapei…

  6. Natalie Bianca Marchi Avancini says:

    Excelente post Thais. Isso se aplica incrivelmente também para nossas finanças … gastei demais no final de semana com “x”, agora, como já “estou ferrada mesmo”, vou meter o pé na jaca.
    Isso nunca funciona, só piora mesmo.

    1. Foi a primeira coisa em que pensei porque é onde mais me dói! Concordo demais!

  7. FRANCELINE says:

    Fundamental essa ideia! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *