Categoria(s) do post: Diário da Thais, Carreira, Estudos

Na semana passada, eu concluí uma das etapas mais importantes do meu mestrado, que foi defender a minha dissertação. Fui aprovada, sou oficialmente mestra em Comunicação e tirei 10 no trabalho. Fiquei muito feliz e satisfeita no dia, grata ao universo e a todo mundo que esteve relacionado nesse processo. A gente não faz absolutamente NADA sozinho, então eu só tenho realmente a agradecer.

Na foto acima, estão os meus professores: Marcelo (à esquerda) e Luis Mauro (meu orientador). Ainda tínhamos na banca a professora Ana Paula, da UNISINOS, que participou via Skype.

Eu fiquei nervosa SIM, não vou negar. Claro que um nível de nervosismo “Thais Godinho”, com calma, gerenciado com muita meditação e foco, mas ainda assim fora do meu eixo. O que considero absolutamente normaaaaal, visto que nunca tinha defendido um trabalho para uma banca antes na vida e tinha medo do que pudesse acontecer, dos questionamentos etc.

A qualificação aconteceu no meio de dezembro. Os professores me falaram MUITA coisa. Eu anotei tudo. Depois, conversando com o meu orientador, priorizamos as alterações. Algumas caberiam, outras ficariam para explorações futuras. Eu descansei no final do ano e reservei o meu mês de janeiro para trabalhar na dissertação e fazer as mudanças. Teve um capítulo inteiro novo, além de trechos grandes adicionais. Foi ótimo fazer, mas “pesado”. Eu confesso que já estava um pouco de saco cheio do meu trabalho! Sério, não aguentava nem olhar mais para ele, de tanto que já tinha escrito, mexido etc.

Meu professor estaria de volta no dia 27, e no dia 26 à noite, o texto estava na caixa de entrada dele.

Meu professor revisou, pediu uma ou outra adição, que eu fiz, e assim levei o trabalho para a gráfica, pois ele precisaria ser entregue na secretaria antes do dia 15/2 (entreguei com folga alguns dias antes). Esse dia foi o melhor de todos. Fui viajar no dia 17 e a única coisa que precisava fazer era aguardar o meu professor agendar a defesa, que aconteceu no dia 5 de março.

Pesquisei muito sobre como é uma defesa de mestrado. Em vídeos mesmo. Revisei a apresentação que fiz para a qualificação, tirei algumas coisas, coloquei outras, mais assertivas. A apresentação ficou super bonita. A dissertação, quando publicada, vou divulgar aqui junto com a apresentação. Também quero explicar melhor como foi essa pesquisa e os resultados obtidos, pois ela foi importante para validar questões essenciais de sobrecarga e ansiedade do uso de aplicativos como o What’sApp no trabalho.

Já sabendo que eu ficaria dedicada a esse assunto mentalmente, procurei deixar a minha semana relativamente livre para pensar só nesse assunto. Claro que tive que trabalhar em outras coisas mas, de modo geral, adiantei e adiei o que pude e, no dia da defesa e no dia seguinte, tirei folga do trabalho. Foi a melhor coisa que eu fiz, mesmo porque na segunda-feira anterior eu tomei chuva e fiquei sem voz durante quase dois dias. Precisava descansar.

A sensação de ter concluído essa etapa foi muito curiosa. Me senti feliz mas, acima de tudo, aliviada, pois eu realmente achei que não fosse conseguir concluir esse mestrado. Achei simbólico tê-lo feito na semana do Dia da Mulher.

Eu me senti muito segura apresentando o meu trabalho porque estou imersa nesse tema há mais de dois anos e também tenho experiência em oratória. Isso me ajudou demaaaais, pois do contrário certamente seria um fator adicional de nervosismo. Depois que eu apresentei (durante uns 15 a 20 minutos), os professores fizeram observações sobre o trabalho. Observações essas que preciso discutir com meu orientador o que devo fazer na versão final ou não, que deve ser entregue em 30 dias, naquela versão encadernada bonitona, que ficará na biblioteca da faculdade.

Este post é mais uma expressão emocional minha e para compartilhar a felicidade por ter concluído esta etapa! Pretendo elaborar um montão de conteúdos ainda sobre o mestrado, e se você tiver alguma dúvida específica, por favor, deixe aqui nos comentários. Quero ir escrevendo e gravando vídeos a respeito, pois tenho certeza que é uma fase da vida em que toda dica é bem-vinda. Obrigada! <3