Armário-Cápsula – Primavera / 2019

33
7151

Chegamos na época de um novo armário-cápsula!
No ano passado eu publiquei um post bastante explicativo sobre a preparação do armário desta estação, que considero complexa pela variação de clima e temperatura ao longo dos próximos três meses. Se for novo por aqui ou ainda não tiver lido, recomendo a leitura para pegar o fio da meada do post de hoje, onde falarei sobre:

  • as escolhas para o meu armário de primavera
  • meu processo de planejamento
  • as categorias utilizadas na composição do mesmo

Paleta de cores

 

 

Estou apaixonada por peças brancas porque estou achando que elas ficam ótimas em mim. Percebi que já tinha boas peças (especialmente partes de cima), mas definitivamente é algo para melhorar com o tempo, fazendo novas aquisições.

O azul e o verde para mim são super primaveris. O verde é onipresente nos meus armários de primavera – gosto muito. Mas atualmente estou fascinada por esse tom meio abacate pastel (kkk, invente suas cores). Comprei uma pashmina exatamente desta cor para poder fazer alguns testes mais baratos com a cor antes de efetivamente comprar peças mais caras.

Cinza e preto são padrão no meu armário, pelo elemento rock’n roll que é muito parte da minha personalidade. No entanto, com a chegada do calor, eu vou trazendo peças mais claras para compôr junto.

O processo

O planejamento desta vez foi muito assertivo. Quis eleger menos peças, justamente para focar e usar mais a minha criatividade. Acho que o legal do armário-cápsula é justamente isso – você brincar com menos opções, não ter menos peças. No momento eu tenho bastante roupa e não sinto a necessidade de comprar nada, o que é ótimo. Eu simplesmente selecionei peças que eu já tinha e que combinavam tanto com a paleta de cores quanto com a estação. Não me prendi ao número de peças e sim à praticidade delas funcionando juntas.

Meu estilo

Como falei acima, é mais rock’n roll, com elementos clássicos. Como estou em uma transição de vida para o veganismo, estou prestando mais atenção em tópicos que antes não me atentava, como o uso de tecidos que não venham de exploração animal (desde seda até couro), dando preferência às fibras vegetais e aos sintéticos, desde que estes tenham um toque leve e agradável.

Eu também adoro o desafio criativo de me manter em um estilo rocker mesmo usando peças que tenham cores mais claras!

Amo peças florais, especialmente com o fundo escuro, mas procuro sair um pouco desse clichê de estampas de flores na primavera. As de folhas, no entanto, gosto muito. Preciso dar uma segurada na mão para não ficar repetindo o padrão.

Clima

A primavera em São Paulo é um verdadeiro desafio. Já está calor, mas ainda temos algumas viradas de tempo com frio e chuva, além da brisa geladinha no final de tarde e começo de noite. Por conta disso, mantive algumas peças chave mais quentinhas que podem salvar minha pele ao longo da estação, até dezembro.

Categorias de peças

As categorias que eu trabalho no meu guarda-roupa são:

  • calças, shorts e macacões
  • saias e vestidos
  • casacos, blazers e jaquetas
  • camisetas, regatas, camisas, blusinhas
  • calçados

Não entram no armário-cápsula: acessórios, pijamas e roupas de academia.

Eu gosto muito da textura do jeans e da sarja, então por isso eu sempre tenho essas peças no meu armário, mesmo em épocas mais quentes. Confesso que tenho gostado mais do calor agora que emagreci, pois antes não me sentia tão à vontade para mostrar o meu corpo com roupas mais fresquinhas. Para compôr esse armário de primavera, então, eu escolhi dois shorts (que são suficientes), um macacão de malha que adoro e algumas calças que gosto bastante e considero coringas. Finalmente, também posso dizer que são todas confortáveis. Acho muito chato ter que usar peça que aperta ou machuca, ainda mais no calor.

(1) Mom jeans, C&A), (2) Jeans skinny, Zara, (3) Pantacourt de linho, Hering, (4) Macacão de malha, Besni, (5) Calça de sarja verde, Marisa, (6) Calça skinny preta, Renner, (7) Shorts jeans, Renner, (8) Shorts brancos, Carrefour

Vestidos e saias são peças que eu adoro usar no calor. São peças confortáveis e fáceis. Eu gostaria de ter mais vestidos. Talvez sejam aquisições que eu invista nos próximos meses.

(1) Vestido longo tipo camisa, Zara, (2) Vestido tipo camisa, curto, Renner, (3) Vestido de malha listrado, Marisa, (4) Saia florida, C&A

Ter dois vestidos de manga comprida (que também dá para dobrar e usar as mangas mais curtinhas) é bom justamente por conta das variações de temperatura. Um vestido de malha bem fresquinho atende bem nos dias mais quentes. E essa minha saia florida que já está quase andando sozinha, de tanto que já usei.

Apesar de morar no Brasil e já estar calor nessa época, como eu comentei anteriormente, ainda temos dias mais friozinhos por aqui. Além disso, meu modelo de trabalho, que me deixa em salas de aula e de reuniões com o ar condicionado super gelado me obrigam a ter peças mais quentinhas em qualquer época do ano!

(1) Sobretudo Zara, (2) Blazer Bazarella, (3) Jaqueta jeans C&A, (4) Jaqueta de couro sintético Forever 21
(1) Blusa de lã sintética mais grossinha, Marisa, (2) Suéter Renner, (3) Suéter C&A, (4) Cardigan Marisa, (5) Suéter C&A

Uma das práticas que aprendi a personalizar no meu armário-cápsula diz respeito à quantidade de blusinhas e camisetas. Eu não posso me dar ao luxo de ter poucas peças de cima, pois não tenho tempo para lavar todos os dias e também transpiro bastante no calor – não me sinto confortável de usar dois dias seguidos a mesma peça. Logo, a técnica que implementei foi a de escolher modelos de partes de cima, e aí ter peças repetidas, se for necessário. Exemplo: camiseta branca. Posso ter mais de uma. Isso resolve o meu problema. Quando eu citar “camiseta branca”, então, não significa que eu tenho apenas uma camiseta branca, mas que aquele modelo representa outras peças iguais.

(1) Camiseta branca com estampa, C&A, (2) Camiseta branca lisa, Bazarella, (3) Regata estampada, Riachuelo, (4) Camisa branca, Riachuelo, (5) Camiseta com botões, C&A
(1) Camisa de linho, Renner, (2) Camiseta de manga longa, Marisa, (3) Blusinha de viscose estampada, Riachuelo

De modo geral, os modelos foram:

  • camiseta branca lisa
  • camiseta branca com estampa
  • regata
  • camiseta listrada
  • camiseta preta de banda
  • blusinha de viscose
  • camiseta colorida sem estampa
  • camisa jeans
  • camiseta de manga comprida sem estampa
  • camisa de manga curta
  • caftan estampado
Um apanhado geral das partes de cima penduradas
Visão geral das camisetas na gaveta

A cada estação eu procuro reduzir a quantidade de camisetas de banda que eu uso, mas eu não consigo porque gosto e uso muito. kkk

Sobre sapatos. Eu não tenho muitos calçados em tons de marrom, o que eu acho que poderia me levar a algumas aquisições com o passar do tempo. Para a primavera, no entanto, acredito que os pares que eu tenha hoje já me atendam bem.

(1) Chinelos Havaianas, (2) Sandália com pedrarias, Prego, (3) Sandália com tiras, Piccadilly, (4) Sapatilha azul, Moleca, (5) Sapatilha preta com laço, Corello, (6) Tênis modelo luva, sem marca, (7) Coturno de couro sintético, não lembro a marca, (8) Tênis branco, Moleca, (9) Mocassim, Santa Lolla

Então aqui está: meu armário-cápsula de primavera!
O que você achou? A paleta de cores também te agrada? Você tem alguma dúvida sobre os motivos pelos quais eu incluí alguma peça? Deixe um comentário abaixo que farei o meu melhor para responder. Obrigada! ❤️


O conteúdo do blog é produzido diariamente e gratuitamente. Temos alguns materiais pagos e cursos online que nos ajudam a manter esse conteúdo funcionando. Se tiver interesse, confira abaixo nosso curso 100% online sobre organização do guarda-roupa, que patrocina este post. Muito obrigada.


 

33 comentários

  1. adorei! só por curiosidade, acho que vc já fez análise de coloração pessoal, se não me engano; qual a sua cartela?

  2. adorei! só por curiosidade, acho que vc já fez análise de coloração pessoal, se não me engano; qual a sua cartela? você a levou em consideração na hora de montar o armário-cápsula?

    • Oi Thais!
      Amei o post! Me deu mtas ideias! Não sou vegana, já fui vegetariana, mas desencanei, por n motivos de vida. Uma coisa que n tem haver com o assunto, mas me surgiu lendo o post, foi que há uns dois anos eu venho consumindo em brechós (montei um na internet também), e várias questões relacionadas a roupas começaram a me surgir. Eu lembrei que alguns amigos veganos afirmam consumir em brechós por ser uma atitude que eles também consideram de acordo com seu estilo de vida, além de que tem toda a questão da poluição da indústria, trabalho escravo e etc.
      Aí fiquei na curiosidade se você consome em brechós também ou não por algum motivo específico (tipo, dificuldade de achar coisas que gosta, tempo, por exemplo). Amo muito seu trabalho, agradeço de coração todos os posts 💓

  3. Confesso que não gosto de preto kkkk, tenho o mínimo possível dessa cor, substituo essa cor por cinza e azul marinho.
    Adorei que forma que montou o guarda roupa 💜

  4. Thaís, amo seu blog, mas por falta de tempo, estou há algum tempo sem vir aqui…
    Aí vim ler esse post, e quase infartei aqui de felicidade: você está em transição para o veganismo??? Que tudo!!! <3
    Nem terminei de ler o restante, parei nessa parte e tive que vir comentar, tamanha minha felicidade.
    Cada dia que passa, vejo mais e mais pessoas que eu admiro acordando para a causa vegana! Meu coração se enche de esperança de que a humanidade pode ser melhor. Parabéns!!!! E obrigada!!!

  5. Thais, você está lindíssima nessa foto do post! Não sei sua idade, mas parece que você tem 25 anos! Arrasou, fica muito bem de branco mesmo.

  6. Lendo seu texto , eu observei a clareza que você tem sobre qual é seu estilo , comecei a me questionar ” qual é o meu estilo?” ,e comecei a pesquisar um pouco sobre isso. Interessante que esse é um tipo de clareza que eu ainda não tinha , sempre me perguntava porque 80 % do meu guarda roupas é estampado , e ai na hora de sair não consego combinar quase nada com nada . Eu amo estampas , mais sei que também preciso de algumas peças de cor lisa para balancear rsrs , vai ser bastante útil pra mim conhecer meu estilo , e ir atras de peças novas para complementar oque já tenho .
    Muito obrigada pelo texto que me trouxe tantos “insights” ,

    • Tenho o mesmo problema. Muitas estampas e dificuldade em combinar. Estou aos poucos incorporando peças lisas mas sempre me pego adquirindo mais uma estampada.

  7. Bom dia, Thais! Eu tenho um sonho de conseguir montar um armário-cápsula também mas, por enquanto, não é prioridade.
    Você comentou sobre saias e vestidos que são peças que eu também adoro e, se pudesse, usaria sempre. O problema do vestido é que eu acabava enjoando e cansando da cara dele. Aí eu comecei a ver uns looks no pinterest de blusa por cima do vestido e foi aquela ‘explosão mental’, eu que estava enjoada dos vestidos, olhei meu armário e descobri dentro dele várias ‘saias’ kkkkk. Sempre muito inspirador ler seu blog, já estou salvando as dicas para o meu armário-cápsula em 2020!

  8. Olá Thais, o armário cápsula se limita ás roupas para trabalho e saídas ou também para usar em casa? Existe essa divisão pra você?

  9. Oi Thais tudo bom? Gosto muito desses posts de armário cápsula, pq vejo que eu já vivo com um! Moro em Belém, cidade que tem somente dois climas: quente e muito quente!!! Rsss. Isso facilita muito montar o guarda roupa pq não preciso me preocupar com variações de temperatura… Ah, adoro seu blog parabéns

    • Um equívoco comum com relação ao armário cápsula é achar que tem a ver com uma quantidade pequena de peças ou com estações. A ideia do cápsula é você criar uma coleção coesa de peças para situações diversas, de uma estação a uma viagem ou uma semana. Seria você pegar dentro do seu armário e montar um kit de peças que combinam, com uma determinada finalidade.

  10. Tais!!!
    acha que o conceito fica bem para criança?? compro muita roupa pra minha bebe de 3 anos e parece que nunca tem nada..kkkkk

  11. Tem camiseta de banda na cor bege ou branca, eu também amo. mas estou diminuindo as roupas pretas de banda (já to com 41 aninhos) te acompanho desde lá no comecinho, nem lembro o ano. bj

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui