Categoria(s) do post: Comida

Postei outro dia um texto sobre como preparo as minhas marmitinhas para toda a semana. Está bem completo e recomendo a leitura. Lá explico como faço, como me organizo, como meu marido e filhote comem, se eu congelo, que receitas uso etc.

Tenho compartilhado nos stories do Instagram quando eu preparo e muitas pessoas me pediram para compartilhar no blog as receitas que usei a cada preparo, então o post de hoje traz como foi na última vez. Preparei no domingo 16 potinhos e ainda sobrou bastante comida que ficou na geladeira e se será consumida por todos em casa ao longo dos dias.

Eu gosto de aproveitar o que eu já tenho na despensa, então um dia antes de fazer as compras eu analiso o que eu tenho, penso no esquema dos preparos e aí faço a minha lista de compras.

Minha ideia nesta última leva foi variar mais os ingredientes, porque eu percebi que estava fazendo as mesmas combinações em todas as marmitas e isso deixava um pouco mais enjoativa a refeição. Desta vez, todas as combinações foram diferentes.

Por enquanto uso potes de plástico, mas sei que os de vidro são melhores e mais duráveis. Como já tenho esses, não planejo substituir agora.

De bases, eu preparei:

  • macarrão tipo conchiglione que eu tinha aberto na despensa
  • macarrão tipo espaguete
  • arroz vermelho com castanhas
  • batatas assadas no forno com alecrim

Quando tudo ficou pronto, eu fui colocando essas bases nas marmitinhas, e depois fui complementando com os acompanhamentos, que foram:

  • tofu marinado no shoyu e assado com cogumelos (travessa 1, junto com as batatas)
  • tomates recheados com azeitona, pesto e champignons, assados no forno (travessa 2)
  • cebola roxa, pimentão, abóbora e abobrinha, assados no forno (travessa 2)
  • brócolis grelhados com alho
  • feijão preto
  • salada de feijão branco (como se fosse um vinagrete)
  • molho de tomate com muitos legumes
  • lentilha cozida
  • carne de soja refogada com legumes, como se fosse carne moída

Não cozinho com receita. Eu simplesmente preparo os ingredientes e depois vou montando as marmitas. Por exemplo:

  • espaguete, carne de soja, molho de tomate e brócolis
  • espaguete, tomate assado, lentilha e molho de tomate
  • batata, feijão, legumes e tofu
  • conchiglione, tomate assado, lentilhas e legumes
  • arroz, feijão, carne de soja e legumes
  • etc. (veja mais na foto acima)

Fecho as marmitas e já congelo imediatamente. Meu marido fez faculdade de gastronomia e diz que, quanto antes for congelado, melhor para absorção de nutrientes. Eu pretendo fazer um curso de técnicas de congelamento em algum momento, assim como outros cursos de culinária.

Um dia antes, eu pego duas marmitas no congelador e coloco na geladeira, para descongelar. Tanto em casa quanto no trabalho eu consigo consumir essas refeições no almoço e no jantar.

O que eu sempre faço a mais:

  • macarrão
  • molho
  • lentilha
  • arroz
  • feijão
  • salada
  • carne de soja

Dessa maneira, nos próximos dois ou três dias eu não me alimento com as marmitas, e sim com esses alimentos que estão na geladeira. Meu marido e filho consomem carne ainda, então eles usam essas bases de acordo com o gosto deles e meu marido apenas prepara alguma proteína que eles estejam com vontade para comer junto. Por exemplo, se tiver macarrão e molho, ele pode misturar atum ao molho ou fazer almôndegas. Geralmente eles fazem frango grelhado, frango ou linguiças assadas, ou filezinhos grelhados. Eles amam estrogonofe, então geralmente quando acabam as comidas acima eles fazem juntos.

A única coisa que ainda preparo no dia a dia são as saladas, que não duram muito tempo na geladeira (de dois a três dias). É bem tranquila a rotina.

O que também ajuda bastante é dar uma incrementada nos temperinhos quando esquento a comida. Por exemplo, no macarrão, coloco o “queijo” ralado e manjericões frescos. A comida descongelada fica super boa e saborosa, e com esses toquezinhos ela fica melhor ainda.

Eu gosto muito de valorizar meus momentos das refeições, então faz parte do ritual tirar a comida da marmita depois que esquentou e arrumá-la bonitinha em um prato.

Cada potinho cabem 270 gramas e isso é suficiente para mim (muitas vezes nem como tudo). Você pode aumentar o tamanho ou consumir junto com salada e legumes frescos.

16 potinhos costumam levar quase duas semanas para serem consumidos pois, como disse, nos primeiros dias eu como os outros alimentos que estão na geladeira e também almoço / janto fora em algumas situações que forem necessárias. Quando eles estão acabando, eu escolho no meu planejamento semanal o dia em que vou preparar as próximas e me programo para fazer compras.

Se vocês gostarem desse formato de post, posso continuar compartilhando. Obrigada!