Categoria(s) do post: Saúde

O que eu sempre compartilho com vocês é sobre a possibilidade de personalizar a rotina diariamente, de acordo com as necessidades pessoais no dia e. de tempos em tempos, de acordo com as circunstâncias (por exemplo: um bebê recém-nascido em casa, uma transição de carreira, ou até mesmo uma mudança de fuso horário).

Nas últimas três semanas, eu venho estado envolvida em vários eventos que aconteceram e que ainda estão em andamento: um seminário acadêmico, o maior evento do setor (Personal Organizer Brasil), onde participei em uma mesa e assisti as palestras, a Semana da Produtividade Compassiva, um curso de uma semana gratuito que ministrei todos os dias ao vivo na semana passada, e esta semana estamos fazendo o onboarding da Turma 5 do curso online do Método Vida Organizada, que sempre demanda muitos esforços em conjunto, dedicação plena aos alunos e uma aula inaugural que acontecerá sábado.

Por mais que eu adore acordar em determinado horário todos os dias (antes do nascer do sol), eu sei que esse horário de acordar faz com que eu fique com sono e cansada mais cedo também. Costumo encerrar meu dia de trabalho por volta das 17h ou 18h, normalmente. O que acontece é que, com essa rotina de cursos e eventos, muitas aulas acontecem no final da tarde ou à noite, então eu senti que precisaria fazer reajustes temporários no meu sono para ficar bem nessas semanas. A palavra-chave da decisão está no temporário. Eu sei que mudar totalmente não me deixa bem. Minha energia muda completamente quando eu durmo e acordo mais tarde. Ok, eu fico descansada, consigo ministrar minhas aulas com qualidade no final da tarde, tudo certo. Mas tem que ser durante um tempo pré-determinado, senão bagunça bastante o meu metabolismo e o corpo começa a dar sinais de que está sentindo a mudança.

Toda decisão que afeta a rotina tem seus prós e seus contras. O grande parâmetro de decisão, ao meu ver, é o propósito. Neste momento, meu propósito era passar essas três semanas bem, atendendo meus alunos bem, sem ter consequências de cansaço e sobrecarga na minha saúde. Por isso, tirei todas as atividades que não precisavam estar neste momento, mudei meu horário um pouco, mas me mantive restrita em todo o resto: alimentação, atividade física, meditação etc. Continuo dormindo boas horas de sono toda noite (entre 7 e 8 horas), mas em horários diferentes (indo dormir entre 23h e meia-noite e acordando 7 ou 8 horas depois).

Dá pra fazer isso, sabendo que é um ajuste temporário, e que depois eu vou voltar para o horário de sono que sei que funciona melhor para mim.

Como você se relaciona com sua rotina e sono? Para você é algo abstrato ainda ou você já consegue fazer esses manejos? Conta aqui nos comentários, se quiser. 😉

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.