Categoria(s) do post: Plenitude & Felicidade

Olhar de maneira compassiva para si mesmo/a é o maior ato de autocuidado que existe.

Não se trata de ser egoísta e pensar apenas em você, mas de tratar-se bem, do mesmo modo que você trata os outros. Existem pessoas que pensam demais em todo mundo ao redor e muitas vezes se deixam de lado. Mas o grande ponto é que apenas você pode cuidar de si mesma/o.

Esse olhar compassivo individual ajuda a gente a olhar o mundo de outra forma. A apoiarmos mais, termos mais empatia e aceitar vulnerabilidades. Desenvolvemos resiliência. Aprendemos com o que acontece na vida.

Por isso, eu listei algumas coisas que você pode começar a fazer desde já para se olhar dessa maneira mais carinhosa. São elas:

  • Cuidar do seu sono como se ele fosse sagrado. É durante o sono que você recupera as suas energias para o dia seguinte. Dormindo mal, isso vai influenciar toda a sua energia. Muitas vezes, por conta de uma situação transitória (recém nascidos em casa, último ano da faculdade, transições de carreira), dormimos menos. É importante ter perspectiva. E, mesmo nesses casos, tomar cuidado para que o sono seja o melhor que você puder proporcionar dentro dessas circunstâncias.
  • Escrever um diário. Que seja simples, mas que diariamente você escreva como foi o seu dia, como superou dificuldades, como se sentiu. É uma maneira de se observar e de se conhecer.
  • Ler afirmações positivas. Existe um grande benefício em conversar consigo/a mesmo/a de forma positiva. Escrever afirmações para ler todos os dias pela manhã ou antes de dormir pode ajudar você a ter um pouco mais de paz mental e amor próprio.
  • Tentar as coisas. Muitas vezes, temos um desafio difícil à frente e achamos que não vamos conseguir. Portanto, nem tentamos. Apenas tente. Sei que soa clichê, mas tentar e não conseguir é melhor do que não tentar e não conseguir do mesmo jeito. E, tentando, você ainda corre o risco de conseguir. Tentar dá um recado interno para você de coragem e autoconfiança.
  • Crie espaços para planejamentos na sua rotina. É como se você agendasse uma reunião consigo mesma/o. Reserve um espaço de tempo para pensar sobre a vida, seus valores, princípios, objetivos de curto, médio e longo prazo, revisar projetos e compromissos. Se você conseguir fazer isso pelo menos uma vez por semana, sentirá que haverá mais clareza em todas as suas atividades.
  • Lide com pessoas positivas. Muitas vezes, nós, mulheres, temos esse sentimento de obrigação de querer cuidar das pessoas ou aceitar certos relacionamentos porque temos pena ou porque a outra pessoa vai ficar magoada se deixarmos de falar com elas. Isso não faz bem para ninguém. Você não é obrigada/o a manter um relacionamento com uma pessoa em que parece que você está devendo algo o tempo todo. Procure se cercar de pessoas que te fazem bem, e que você sente que as deixa bem também. Muitas vezes, é só uma questão de energia.
  • Pare de se comparar com outras pessoas. Cada um tem seu tempo, sua experiência, seus privilégios, suas escolhas, sua estrutura e suas condições. Compare-se sempre com você mesmo/a. Cresci no último ano? O que eu aprendi? Onde posso melhorar?
  • Coloque limites possíveis no seu uso da tecnologia no dia a dia. Por exemplo: 18h, desligar o computador. 20h, sem celular. 22h, sem tv. Você não precisa usar exatamente esses horários – eles são exemplos do que você pode escolher fazer na sua vida para não ficar tão dependente das telinhas e não agitar a sua mente antes de uma noite de sono.
  • Torne suas tarefas mais agradáveis. Todos nós precisamos executar coisas chatas de vez em quando. Pergunte-se como pode tornar aquela tarefa mais agradável. Ouvindo música? Vendo um vídeo legal quando concluí-la? Passar roupa vendo a sua série preferida na tv? Busque estratégias assim para evitar ficar presa/o à ideia da “tarefa chata”.
  • Diga mais “não” para coisas que pareçam erradas para você. Deixe sua intuição te dizer. Quando você diz sim para algo que te agride internamente, isso vai te fazer sofrer mais do que dizer não na hora do pedido, e por mais tempo.

A compassividade é uma construção. Escolha algo na lista acima que você possa fazer ainda hoje e comece. <3