Vida

Como saber que projetos devem ficar em andamento e quais devem ficar em stand-by devido à quarentena

Queridos leitores. O blog ainda está em manutenção e está instável. Vou arriscar postar este texto para fazer um teste mesmo, mas peço paciência durante mais alguns dias. O suporte está mexendo no servidor, para só depois podermos fazer alterações na parte visual. Sabemos todos os problemas que estão ocorrendo no momento, portanto não precisa comentar. 😉 Agradeço a compreensão.

Recebo o título deste post como dúvida frequentemente nos dias de hoje. Geralmente, o que vocês relatam é a dificuldade de saber lidar com planejamentos para o mês, o ano, por conta da pandemia, do isolamento social e quarentena, e também sem saber como vão ficar as coisas.

Bem, se teve algo que a terapia e o budismo me ensinaram é que se preocupar com coisas que não temos controle só traz ansiedade. E aqui entra então a minha orientação base para você neste post: em organização, podemos focar naquilo que temos controle, dentro de quaisquer circunstâncias fora de controle também, como o que estamos vivendo hoje em dia.

Uma seguidora me perguntou no Instagram como ela poderia planejar a vida dela, pois ficou desempregada. Essa situação é lamentável e triste, e não quero que o processo de organização seja visto como um placebo ou distração nesse caso, mas como uma habilidade para ajudar a gente a lidar de maneira um pouco mais pragmática com esses momentos mais difíceis.

Sobre a seguidora, minha resposta:

Não tem como a gente controlar quando terá um novo emprego ou não, pois não depende só da gente. Mas dá para planejar e organizar:

  • Revisar e atualizar o currículo
  • Aprender ou melhorar habilidades para valorizar o currículo, através de estudos
  • Explorar sites de vagas de empregos

Além disso:

  • Reorganizar as finanças para esse período
  • Organizar uma rotina de estudos e projetos relacionados (idiomas? cursos online?)
  • Ler livros que ajudem no seu equilíbrio emocional
  • Procurar terapeutas que estejam fazendo trabalho voluntário para ajudar quem precisa durante a pandemia sem cobrar nada
  • Aprender a meditar (para ajudar com a ansiedade)
  • Aprender a cozinhar ou aprender receitas novas para comer de maneira sustentável, aproveitando melhor os alimentos (e gastar menos) e comendo de forma mais saudável
  • Regularizar o sono (por favor, aproveite para descansar!)
  • Pensar sobre a vida e olhar para dentro, buscar autoconhecimento, pensar nos seus valores pessoais e em como pode buscar atividades que contribuam com o mundo
  • Assistir palestras do TED no YouTube da sua profissão (e outros temas)
  • Transformar algum hobby em renda extra (ex: tricô)
  • Explorar sites de serviços online (tipo Get Ninjas) para pensar em oportunidades
  • Procurar maneiras de fazer trabalho voluntário mesmo online
  • Organizar uma agenda de conversas (mesmo virtuais) com a família e amigos
  • Cadastrar-se em um app de relacionamentos para se distrair se estiver solteira/o
  • Ter conversas mais profundas sobre a vida se estiver comprometido/a
  • Participar de LIVEs dos amigos
  • Descobrir um novo hobby
  • Assistir todos os filmes e séries que você nunca teve tempo
  • Descansar, ficar sem fazer nada o tempo que quiser!
  • Aperfeiçoar-se em algum hobby que já tenha (ex: tocar violão)
  • Aprofundar-se em algum caminho espiritual, se tiver vontade

Além do que, o próprio planejamento da vida, para todas as pessoas, não importa a hierarquia, emprego, situação, tudo – você deve se planejar para aquilo que tem controle, aquilo dentro da sua vida que você pode efetivamente fazer algo a respeito. Você não sabe quando a quarentena vai acabar, então não foque em planejamentos que dependam disso. Foque em projetos que você pode planejar com ou sem quarentena. A lista acima dá uma dimensão e, se você estiver trabalhando, certamente terá o dobro de atividades porque no seu próprio trabalho deve ter bastante coisa a fazer.

Existe uma máxima budista que diz:

Se há solução, não precisa se preocupar.
Se não há solução, não precisa se preocupar.

Eu complemento:

Se você consegue planejar, não precisa se preocupar.
Se consegue, não precisa se preocupar.

Foque no que você pode fazer. 😉

5 Comments

  1. Olá, Thais! Tudo bem?

    Em qual e-mail posso entrar em contato para uma solicitação de entrevista para a revista em que trabalho? Já enviei um e-mail para a Editora Gente e na parte de contato do blog, mas não tive retorno até o momento.

    Aguardo sua resposta e agradeço desde já pela atenção!

    1. Oi Isabella, tudo bem? Você usou os contato da página oficial de contatos aqui no blog?

      Veja: http://vidaorganizada.com/contato

      Obrigada!

      1. Havia tentado apenas na ferramenta de contato, enviei um e-mail para a equipe de ações comerciais! Muito obrigada, Thais!

  2. Laura Emerim says:

    Amei muito o post! Mesmo <3

    Só uma coisinha, na frase do final ficou duas vezes "se você consegue" em vez uma se você consegue e outra se você Não consegue

  3. Que texto lindo! Dá até um aconchego no coração. Muito obrigada, Thais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados