Categoria(s) do post: Diário da Thais, Roupas

Eu quis fazer este post como um piloto, porque achei a ideia interessante, mas gostaria de saber se vocês acham interessante, tá bem? Se acharem, eu continuo fazendo. 🙂

Estou fazendo uma revisão do meu guarda-roupa porque mudei meu estilo nos últimos anos – ou o amadureci, não sei especificar -, então avaliar peça a peça faz com que eu repense cada uma delas e justifique seu armazenamento. Precisa valer a pena manter. Para isso, faço algumas perguntas:

  • A peça está detonada, puída, rasgada ou algo que não dá para arrumar? Se não, mantenha.
  • Você usou essa peça no último ano? Se sim, mantenha. (pondere por conta da quarentena)
  • Ela é confortável? Você a usaria todos os dias, se pudesse? Se sim, mantenha.
  • Combina com o seu estilo? Te ajuda na construção do estilo que você quer ter? Se sim, mantenha.
  • Essa peça veste bem em você? Você se sente bem com ela? Se sim, mantenha.
  • Se não veste bem, daria para levar em uma costureira para ajustar?
  • Você consegue combinar essa peça com pelo menos três outras do seu guarda-roupa? Ela compõe looks que te deixam com vontade de usar? Se sim, mantenha.
  • A peça demanda ajustes simples? Uma barra, trocar o zíper, botões ou coisas simples? Se sim, separe para reparos.
  • Você vai conseguir usar essa peça nesta estação? Ela é versátil e adequada ao clima da sua região? Se sim, mantenha.
  • Exceção: se for um item “sentimental”, deixe reservado para avaliar futuramente.

(Esse questionário foi baseado no livro “The Curated Closet” mas personalizado para a minha realidade)

As perguntas são um guia, não regras. Servem para ponderar. Só você pode decidir se vale a pena manter a peça.

Comecei então com a minha camisa jeans. Ah, eu não passo roupas, ok? Não ligo para isso.

A camisa que eu tenho é da Renner e eu comprei em 2017, se não me engano. Ela era um azul médio para escuro e agora já está mais desbotada. Eu gosto dela porque ela tem os botões diferentes, em pérola, além de ser um tecido bem molinho, o que permite que eu use confortavelmente quando não está tão frio e também por baixo de suéteres.

Questionário:

  • A peça está detonada, puída, rasgada ou algo que não dá para arrumar? Não.
  • Você usou essa peça no último ano? Sim.
  • Ela é confortável? Você a usaria todos os dias, se pudesse? Sim.
  • Combina com o seu estilo? Te ajuda na construção do estilo que você quer ter? Sim.
  • Essa peça veste bem em você? Você se sente bem com ela? Sim.
  • Você consegue combinar essa peça com pelo menos três outras do seu guarda-roupa? Ela compõe looks que te deixam com vontade de usar? Sim. (vou mostrar mais abaixo)
  • Você vai conseguir usar essa peça nesta estação? Ela é versátil e adequada ao clima da sua região? Sim.

Eu achei curioso começar essa série de posts por essa peça porque ela realmente é uma peça que descreve bem o meu estilo – meio masculino, meio rocker, meio cowboy, meio francês, meio minimalista, meio clássico, dark academia, tons profundos – um mix, de alguma maneira, de todas as coisas que gosto de usar. É uma peça que me representa bem.

Vou trazer alguns looks com ela para vocês entenderem como eu trago para o dia a dia.

(gente, só vi depois na edição das fotos como o espelho precisava de um paninho. relevem! ao vivo quase não dá pra ver – limpo toda semana mas minha casa pega muito pó por conta da rua agitada)

“Acordei, preciso sair rápido e não estou a fim de pensar em nada, ao mesmo tempo que quero estar confortável”

A calça de sarja preta também é da Renner e o mocassim, da Zara.
Se estiver frio, um suéter preto (esse é de chenille, da Marisa)

“Vou passar o dia tendo aula do Doutorado”

Suéter listrado Renner também

“Minhas amigas me chamaram pra almoçar” (antes da quarentena)

Cinto Marisa, calça Levi’s

“Preciso instalar as prateleiras novas em casa”

Calça Levi’s

“Reunião de equipe” (antes da quarentena, ou pelo Zoom)

Blazer Bazzarella

“Vou ao cinema no domingo” (antes da quarentena)

Colar Renner, calça C&A

“Trabalhar em casa”

Saia de couro fake Renner também

Vale sempre lembrar que dá para mudar completamente o look com casacos, lenços e outros acessórios que não usei no post.

Eu só tenho uma camisa jeans. Talvez futuramente seja o caso de ter uma mais clara. Por hora está ok.

Como esse foi um post teste, piloto mesmo, relevem a qualidade das fotos, pessoal! Prometo corrigir essas falhinhas em posts futuros agora que já sei o que pode acontecer na edição e produção. 🙂

Vocês curtem posts assim? Um guarda-roupa organizado faz diferença no dia a dia, em ter uma rotina tranquila, e “processar uma peça” não é tão diferente de “processar um e-mail”. O espaço de armazenamento e ter peças funcionais, que combinem entre si, dentro do seu estilo, respeitando os limites de espaço, faz sim parte de uma vida organizada.

Deixe seu comentário

48 comentários

  1. Camila comentou:

    É muita sincronicidade! Sempre faço essa revisão das peças no fim do ano mas como ganhei peso na quarentena, progarei uma revisão nesses moldes para julho. Obrigada por postar. <3

  2. Rose comentou:

    Adorei o formato do post. Nem vi a poeira no espelho. Amo camisas tenho uma branca e uma azul de linho que são mega versáteis e já usei até como saida de praia. Sempre bom olhar para o que temos e testar novas combinações.

  3. Wal comentou:

    Muito bom o post, pode com certeza incluir outros nesta linha. Semana passada iniciei este processo no meu guarda-roupa e já separei vários itens para vender e doar.

  4. SANDRA BANDEIRA comentou:

    Gostei muito desse post…preciso desapegar da camisa passada, só venho usando blusinhas que dispensam o ferro e minhas camisas estão esquecidas numa pilha. Fica como sugestão para um próximo post! “Quebrando os grilhões do ferro de passar roupa!” Kkkkk

  5. Marcela comentou:

    Amo posts sobre organização de guarda-roupa (incluindo escolha de peças, cenários para usá-las etc)! 🙂

    Também curto camisa jeans, apesar de que, onde moro (Fortaleza-CE), só consigo usá-la à noite ou em ambiente com ar-condicionado rsrs

  6. Julia Garani comentou:

    Amei o formato de post! Muito útil. Estou esperando voltar para a rua para fazer uma curadoria mais intensa, mas esses tempos acabei tirando umas coisinhas do guarda-roupas.
    p.s.: Entendo seu blog ser profissional, mas eu acho legal fotos assim, sem muita produção ou edição. Da um ar de pessoalidade 🙂

  7. Daniela comentou:

    Achei bem interessante o post. Organizar o meu guarda-roupa ainda é uma luta para mim. Todas as suas dicas de organização são bem vindas 🙂

  8. Sandra Valéria Piccolo comentou:

    Adorei, Thais. Só para lembrar, achei interessante suas considerações: não passo as roupas, o espelho estava meio assim. Prudente, em épocas onde todo mundo veste toga!
    Pode continuar sim, e você nos inspira tremendamente.

  9. Ana Paula Bento da Silva de Araujo comentou:

    Amei! Por favor continue! 😉

  10. Carol comentou:

    Gostei sim do post e é bastante relevante pra mim que hoje estou de férias e fazendo esta revisão em todo o armário.

  11. Maria comentou:

    Ótimo post Thaís! Gostaria de ver mais!

  12. Jéssica comentou:

    Gostei muito do formato do post, adoro ver vários looks com a mesma peça

  13. Sussu comentou:

    Acho muito bacana você compartilhar este lado criativo e fashionista. O que seria de nós sem umas peças coringas, não é mexxxmo? <3

  14. Karine Aureliano comentou:

    Gosto muito de como você traz a realidade do dia a dia para o blog. Por favor, poste mais desses conteúdos, gostei bastante.

  15. Tatiana comentou:

    Adoro quando tem esse tipo de post: parece que a gente tá conversando pessoalmente. Como outras, também não me ative à qualidade das fotos, achei super ok. Mas, ainda sou do time da roupa passada 🙂

  16. Tatiana comentou:

    E a poeira pensei que era algum filtro nas fotos! Hehehehe!

  17. Fabiana de Souza comentou:

    Gostei muito do formato do post! É sempre válido fazer essa análise no guarda-roupas. Amo camisas jeans mas não consigo usá-las sem passar, preciso desapegar do ferro de passar… rsrs

  18. Regina comentou:

    Gostei muito e ainda teve uma “coincidência” – na minha ultima revisão do guarda-roupa separei para doação uma camisa igualzinha, mas no meu caso não se enquadrava mais no meu “novo momento”.

  19. Ana Luisa de Oliveira Ribeiro comentou:

    Também não passo roupas!!
    Adorei o post e as combinações! TODAS
    Não dei a menor bola para a limpeza do espelho, nem notei.. rarrararrara
    Só achei engraçado, que o look mais “chique”, com a saia, seja o de ficar em casa…
    Claro que agora, todos são de ficar em casa, mas eu sempre me arrumei, praticamente só para sair!! Mas preciso mudar esse conceito bobo de achar que tenho que me arrumar para “os outros”.

    Beijocas

  20. Cristiane comentou:

    Curti muito o post!

  21. Renata comentou:

    Olá Thais! Adorei o post! Me inspirou a aplicar no meu guarda-roupas e fiquei pensando no quanto ter looks ‘testados e aprovados’ poderia me ajudar a poupar tempo e ao mesmo tempo, a ter segurança em relação à imagem. Por favor, faça mais postagens assim!

  22. Clarissa comentou:

    eu gostei do formato do post e também do questionário.

  23. Jeanne comentou:

    Gostei, essa de combinar é o que realmente ajuda. Olha q nestes tempos o gasto com roupa foi muito menor ….rs Continue Thais.

  24. Elizia Meira comentou:

    Amei esse post, estava querendo comprar uma camisa jeans (parecida com essa, mas sem os botões de pérola) e me questionei se harmonizaria com as outras peças de roupa que já tenho no sentido de combinações… Com suas dicas ficou evidente as muitas possibilidades de combinações. 👏😊

  25. Soraia Sezerino comentou:

    Adorei esse formato. As perguntas sobre a peça foram essenciais, já imprimi pra fazer uma boa análise no meu guarda-roupa. Gostei da tua criatividade com a camisa , em todas as fotos ficaram muito bem , no dia a dia nem se percebe ser a mesma peça.

  26. Bruna Carolina comentou:

    Thaís, gostei muito da ideia do post! Achei bastante versátil a camisa jeans e as combinações q vc fez! Essa semana fiz uma limpa no meu armário e doei uma jeans por motivos de “extremamente puída” kkkk mas já está na minha wish list comprar outra.

  27. Sónia Neves comentou:

    Amei!

  28. Thaís comentou:

    Achei legal demais! Pode fazer mais vezes 😀
    As legendas para os looks ficaram ótimas, ajudou super a visualizar as situações.
    Obs.: adoro camisa jeans também

  29. Daniele comentou:

    Eu amei este post de vc mostrando formas diferentes de usar sua camisa jeans! Nunca imaginei tantas possibilidades! Adoraria que vc continuasse a fazer este tipo de post. Obrigada.

  30. Priscilla Harada comentou:

    Eu adorei esse post!
    Engraçado que estou a semana toda pensando em montar uns looks para deixar pronto para a semana, já que esfriou bastante aqui e estou me sentindo meio perdida com as roupas que fiquei acostumada a usar nos últimos meses. Veio em ótima hora! Fiquei inspirada e vou usar suas perguntas.
    Não passar roupa muda a vida, né? hahaha
    Bom final de semana, Thais!

  31. Ana Paula Viegas comentou:

    Adorei! Faça mais! 🙂

  32. CLAUDENICE PASSOS PALACI comentou:

    Olá, Thais! Adorei a proposta de organização do guarda-roupa, mais versátil! Fiz a experiência e descobri que nunca tinha parado para pensar em “meu estilo”! Então, comecei a escrever sobre isto e descobri como estou neste momento da minha vida e o que me agradaria mais agora. Já tenho adotado o Minimalismo como modo de vida: então o atual guarda-roupa já está bem reduzido! Porém, pelo que pude ver, muitas peças não estão conversando com quem estou/sou agora! Fiz uma lista de coisas novas, com novas cores e padrões! Como sou uma pessoa de mudanças bemmmmmmm demoradas e processuais, vou levar o restante deste ano para ir comprando e organizando tudo! Vai ser bem divertido! Quero brincar bastante com essa mudança de estilo! Gratidão pelas orientações e contribuições! Namastê!!!!

  33. Vania comentou:

    Curti muito o post! 🙂

  34. Liliana comentou:

    Sincronicidade. Camisa jeans nem faz muito meu estilo. Mas passei a semana usando algumas.

  35. Marcia Pagnano Solano comentou:

    Amo esses posts, Thaís!Por mim vc pode continuar rs.

  36. VANESSA CRISTINA FERREIRA comentou:

    Post muito prático e excelente formato pra utilizarmos pra nossa revisão. Muito obrigada.

  37. Fabiana comentou:

    Gostei mto! Vou me inspirar 🙂 Continua sim!

  38. Ana Vitória Menezes comentou:

    Amei Thaís, adoro esse tipo de post!

  39. Letícia comentou:

    Amei o conteúdo! Por favor, faça mais assim!!!!! 😀

  40. Marcy comentou:

    Thais, gostei das dicas! Em meu guarda-roupa tenho meu estilo e outras roupas que ganhei ou herdei- minha irmã gosta de me dar o que não serve para ela.
    Algumas eu reformo, e dou o meu “toque”, outras guardo.

  41. Maiara comentou:

    Curti!!!estou com o guarda roupa cheio de peças por apego e preciso começar uma revisão!

  42. Rogelma Ferreira comentou:

    Olá Thaís. Percebi que no seu quarto tem uma escrivaninha. Eu também tenho no meu quarto, mas uso muito pouco. Para qual finalidade você usa a sua? Bjs <3

  43. Ana Paula comentou:

    Amei a ideia do post!!!
    Vou fazer junto.
    Beijinhos científicos

  44. Analu Stella comentou:

    Pode manter o projeto Thais!

    Curti o post, mto pertinentes as reflexões!!

    E show ver os exemplos de uso, com as fotos!

  45. AMorenaFlor comentou:

    ADOREI. Continua por favor…

  46. Luana Martins comentou:

    Estou adorando essa série de posts Thais! <3

  47. MARIA ELIZETE FREITAS QUERO comentou:

    Parabéns por abordar vários assuntos. Eu nunca foi organizada “formalmente” então vou pegando uma idéia aqui, outra ali…e não é que estou feliz com o que já consegui?Você é otima no que faz didática e acolhedora, o que faz toda a diferença. Gratidão!