Categoria(s) do post: Áreas da Vida

Algumas dicas rápidas e pontuais para quem está comprando seus presentes de Natal neste mês:

  1. Aproveite as liquidações ocasionais das lojas de departamentos, moda e decoração para conseguir bons achados. A economia pode chegar a 80%. Antes de dezembro chegar, algumas lojas ainda mantêm suas liquidações, para aumentar os preços novamente com a proximidade do Natal.
  2. Dê prioridade aos produtos nacionais, que não sofrem com a variação do dólar. Como o dólar sobe e desce loucamente hoje em dia, as lojas mantêm os preços mais altos para compensar possíveis prejuízos que tenham com a venda desses produtos. Logo, optar por produtos nacionais corta esse risco e pode garantir que você esteja pagando menos por um produto similar.
  3. Procure não financiar ou comprar nada parcelado no momento. Desde abril, a taxa Selic passou de 7,25% a 9% ao ano (dados: revista Você S/A, outubro/2013). Isso inclui o uso do cartão de crédito, também ligado a essa taxa.
  4. Invista em produtos artesanais, que não só garantem presentes exclusivos como também incentivam o comércio local, o trabalhos dos artesãos e possibilita a negociação de preços, quando pagos à vista ou comprados em quantidades maiores. Todo mundo tem um amigo que faz e vende artigos artesanais, ou conhece uma feira na cidade que tenha tais produtos. Aproveite!
  5. Não comprometa seu orçamento com presentes! Prefira presentear menos pessoas que comprar presentes para um batalhão, na maioria das vezes, com itens insignificantes. E, se mesmo assim comprometer seu orçamento, reflita sobre a necessidade de compras nesse período. Se você tirar dinheiro de necessidades básicas da sua família para comprar presentes, é sinal de que algo está errado. Se presentear, no entanto, for algo importante para você, vale a pena esperar pelo reforço do décimo terceiro. =)

Boas compras!