Categoria(s) do post: Social, Áreas da Vida

[quote class=”amarelo”]Não sei o que está acontecendo comigo, não consigo me organizar. Antes eu era de uma organização invejável, porém depois que sai do meu trabalho virei essa pessoa desanimada e desorganizada.

Moro com minha mãe, com Parkinson e em último grau de desorganização, se consigo organizar um pouco alguma coisa, vem ela e bagunça tudo, isso é o dia inteiro, meus dois filhos(25 e 27) também são desorganizados.

Enfim, é uma para tentar arrumar e 3 para desarrumar… Tem um quarto na casa que meu filho implora desde o ano passado para que eu o arrume, pois ele não quer mais dormir junto com o irmão, até porque as namoradas de ambos dormem aqui em casa nos finais de semana e parece até que possuo um bloqueio, não consigo arrumá-lo de jeito e maneira. Começo e não consigo terminar, tem um armário grande e uma bicama que nunca foi usada. Nesse armário só tem coisas minhas(papéis, documentos, roupas, etc…). Não consigo entender o porquê disso.

Da mesma forma o quarto de minha mãe está na mesma situação, a diferença é que ela guarda tudo em caixas, e é uma por cima da outra…meus irmãos em suas casas tem o mesmo problema, suas esposas reclamam muito, pois eles tem mania de guardar tudo, tem papéis, livros, roupas da época em que eram solteiros,ambos casados há mais de vinte anos, os dois tem quartos em suas casas cheios de caixas, papéis, discos, tudo velho. Ah, aqui em casa ainda tem caixas no quarto de minha mãe que meu irmão trouxe para cá e são dele, computar antigo, arquivo com documentos…

Começo a acreditar que somos os “acumuladores”, isso deve ser uma doença, resolvi te escrever para pedir ajuda para esse mal. O fato também é que não dou conta de tantos afazeres. Roupas, casa, médicos, comida, filhos, mãe, animais domésticos….

Acho até que meu desânimo é em função de querer fazer e não conseguir, por favor me ajude…[/quote]

Oi querida leitora,

Veja, é muito comum a sua situação. Muitas famílias passam por isso – acumulam bastante coisa. Então, em primeiro lugar, não se sinta tão mal por essa situação. A vida acaba nos levando a essa acumulação se não prestarmos atenção em tudo isso.

Minha recomendação para você é que você tenha em mente que sua casa não ficou cheia da noite para o dia e nem ficará vazia nesse mesmo período de tempo. Tente não se cobrar tanto. Comece hoje, 15 minutos, com uma sacola na mão e recolhendo coisas para jogar fora. Amanhã, a mesma coisa. Vá fazendo isso até esvaziar sua casa de pequenas coisas e, na sequência, doe ou venda as grandes.

Só depois de se desfazer do que não usa mais que você poderá começar a pensar em se organizar, porque não dá pra gente organizar tralha.

Boa sorte.

Obs – Acima, foi minha resposta por e-mail para a leitora. No entanto, esqueci de citar, e posto aqui agora, que é importante os filhos fazerem parte desse processo todo. Eles são bem grandinhos e deveriam cuidar das suas coisas. Claro que, como mãe, a gente fica querendo fazer tudo… mas é importante que eles se mexam também, viu?