Categoria(s) do post: Plenitude & Felicidade, Equilíbrio emocional, Anual

É uma delícia pensar na vida e definir metas para o ano novo.

No entanto, o perfeccionismo que a maioria das mulheres acaba desenvolvendo vem de uma cobrança interna e externa tremenda.

Todo mundo quer mudar no ano novo. É uma tendência em todo o mundo. A gente quer aproveitar esse momento para fazer as coisas de maneira diferente.

No entanto, as coisas têm que ser factíveis e fazerem sentido. Se forem, e você sente que falhou, reorganize os pensamentos e reacerte o foco. Não desista. Pense no resultado final. É perfeitamente normal não mudar de uma vez. É um processo, um aprendizado. Não se cobre e não deixe que te cobrem. Ninguém tem nada a ver com isso!

Já fazemos tanta coisa. Somos workaholics por natureza. Queremos cuidar de tudo e de todos. Por isso, há essa tendência de pegarmos pesado com nós mesmas, como se nada menos que perfeito fosse aceitável.

O ano virou e você tem aspirações. Isso é ótimo! Mas, muito além de uma meta, é você ficar bem. Essa é a maior prioridade. Se a meta que você estabeleceu não está te fazendo bem, ou você muda a meta ou muda o percurso até ela. Mas uma coisa eu posso dizer: você não precisa de mais uma cobrança na sua vida. Fique bem.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

4 comentários

  1. Lua comentou:

    Estou adorando a frequência dos textos. Obrigada por ser tão comprometida com o blog!

  2. nika comentou:

    me encontrando em um ótimo momento! obrigado por isso, thais! <3

  3. André Rodrigo junio Mendes comentou:

    Olá Thaís Godinho, sou André Mendes
    Amo o seu trabalho e sua abordagem. Acompanho tudo que posso na medida do possível. Você nunca sentiu que essa abordagem não te sabotasse de algum modo, por pegar talvez leve d++