Diário da Thais, Plenitude & Felicidade, Empreendedorismo, Contribuição com o mundo

Revisando minha “performance” com as leis do triunfo do Napoleon Hill (setembro 2020)

Eu gosto de ler alguns livros de maneira cíclica, especialmente livros que se propõem a serem cursos, como é o caso de “A lei do triunfo”, do Napoleon Hill. Li esse livro pela primeira vez em 2017, depois em 2018, e senti vontade de reler agora em 2020.

Se você tiver interesse, eu já publiquei aqui no blog um post com a bibliografia comentada do Nap, falando sobre o que achei de cada um dos livros publicados em português, quais meus preferidos, indicações para iniciantes etc. Clique aqui para ler.

No primeiro capítulo do livro “A lei do triunfo”, o Nap traz uma tabela com as leis e que nota ele atribuiria a grandes nomes da história da humanidade que, segundo ele, foram pessoas notáveis.

É uma pena que eu não tenha registrado as minhas notas quando li o livro pela primeira vez, em 2017, pois tenho certeza que tudo seria muito diferente. Eu mudei demais de lá para cá, vivenciei muitas coisas, conquistei outras, e tudo isso foi uma jornada e tanto para me entender como líder, empresária, trabalhadora, mãe, esposa etc.

Minha média ficou 88, equivalente a George Washington kkk já posso ser presidente.

Mas o que eu queria mesmo era fazer um levantamento das 16 leis e a minha relação com elas, neste post.

  1. Objetivo principal definido é uma habilidade de foco. Eu creio que eu aprimorei demais essa habilidade nos últimos anos.
  2. Confiança em mim mesma é basicamente o meu foco para 2020, quando eu estabeleci que meu lema seria “confie mais no seu trabalho”. A síndrome do impostor pega forte as mulheres, e quando eu coloquei ali uma nota mais baixa em 2018 eu estava me sentindo bem diferente de como eu me sinto hoje, de fato.
  3. Hábito de economizar ainda pode melhorar, mas mudei radicalmente.
  4. Iniciativa e liderança eu dei a mesma nota, o que é curioso. Eu percebi que não sou uma pessoa que não gosta de estar em um cargo de gestão. Acho péssimo ficar cobrando os outros, não tenho maturidade suficiente para alguns tipos de relacionamentos, e prefiro trabalhar na minha.
  5. Imaginação é uma coisa que definitivamente sei ter. <3
  6. Entusiasmo melhorou muito, mas ainda pode melhorar mais.
  7. Autocontrole foi a “lei” que mais eu melhorei, sem dúvida nenhuma. Me tornei uma pessoa bastante focada e disciplinada. Penso que isso veio das decisões que tomei a respeito da minha saúde.
  8. Hábito de fazer mais do que fui paga para fazer – sempre fui essa pessoa, mas em 2018 eu estava sobrecarregada organizando cursos presenciais e levando o mestrado, além do luto com a morte da minha avó. Por isso dei a nota baixa (auto-cobrança é uma coisa terrível). Eu estou em um momento em que sinto que preciso focar mais em melhor o que já preciso atender em vez de ficar abrigando coisas a mais. Não sei se deu pra entender. Mas foi por isso a nota que eu dei.
  9. Personalidade agradável. Ai, gente. Desculpem, é meu fraco. Sou uma pessoa calma e fácil de lidar, mas detesto injustiças, abusos, humilhações. Isso me faz ser uma pessoa que briga e discute bastante, e sei que de modo geral a pessoa prefere as pessoas que relevam mais.
  10. Pensar com segurança é uma lei muito importante para mim, e desenvolvi bastante nos últimos anos.
  11. Concentração = amo. Sempre fui uma pessoa focada, mas vim aprimorando isso. Ainda acho que tenho pontos a melhorar, mas me considero acima da média nesse quesito. Sei falar NÃO como ninguém.
  12. Cooperação. Sei que tenho muito a melhorar aqui ainda.
  13. Tirar proveito dos fracassos foi uma habilidade que definitivamente aprendi a desenvolver na marra nos últimos anos e estudar os livros do Nap teve um profundo impacto nisso, especialmente o “Atitude Mental Positiva”.
  14. Tolerância, mesma nota de 2018. Acho que pelo mesmo motivo do 9.
  15. Praticar a regra de ouro. Virou princípio para mim. É isso.

Então vamos lá: as notas que eu dei 100 foram bem interessantes. Objetivo definido, imaginação, autocontrole, tirar proveito dos fracassos e exercer a regra de ouro. As notas mais baixas foram com personalidade agradável, tolerância, entusiasmo e cooperação. Me falem se não é um indicativo excelente do que devo trabalhar para ser uma pessoa melhor? Não à toa, elegi espiritualidade como área de foco para 2020, pois todas as habilidades que eu desenvolveria em meu caminho como budista me ajudariam nesses pontos de melhoria que elenquei.

Vamos para um ponto de reflexão que considero importante aqui. É possível ter nota 100 em todas as leis, me tornando uma “pessoa perfeita”? É o que eu quero? Não. Aliás, existem muitas pessoas que são geniais de um lado e totalmente imperfeitas de outro. Isso não quer dizer que eu não compreenda quais são os meus pontos fracos e queira atenuá-los, até mesmo para não prejudicar outras pessoas com as quais convivo. O que quero dizer é que o foco não está em ser perfeita, mas sim no autoconhecimento, de entender que esses pontos meus são elos mais fracos e que precisam de atenção.

Acho esse exercício muito útil de ser feito de tempos em tempos. Talvez uma vez por ano? Pode ser. Vou criar uma checklist para revisar sempre no meu aniversário. 😉

3 Comments

  1. KATIA REGINA GOMES FERREIRA says:

    Thais, interessante você escrever sobre essa sua boa prática de releitura de livros, dessa constante autoavaliação. Mas o que mais admiro é a sua sinceridade e coragem de se reconhecer frágil, de mudança de pensamento. De ser verdadeira conosco. Parabéns por seu trabalho. Saúde para você e sua família. Beijo

  2. adorooooooooooooooooo essas check list de aniversario faço uma de finanças do Gustavo Cerbasi e estou tentando criar uma com gtd algo sobre horizontes… mas ainda nao consegui o formato mas to de boa com isso

  3. PATRICIA MOURAO says:

    Incrivel como cada vez que leio suas matérias ou vejo seus videos me identifico, e acho q isso me ajuda muito a olhar para dentro de mim e questionar as minhas crenças, embora isso seja muito comum quando nos deparamos com pessoas diferentes de nós. Continue sempre esse trabalho, pois assim como me motiva muito, tenho certeza que motiva muita gente a melhorar. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados