Dicas de produtividade

MITs (Most Important Tasks)

Hoje eu gostaria de falar sobre uma técnica de produtividade que gosto muito.

“Most important tasks” = “tarefas mais importantes”

A ideia original se trata de, diariamente, você definir as 3 tarefas mais importantes que você precisa fazer. Aquelas que, se chegar ao final do dia tendo concluído, você se sentirá satisfeita/o.

Essa tática conversa com o GTD™ também, porque nos ajuda a ter foco apropriado.

No GTD™, a gente foca no que estiver no calendário e nas próximas ações diariamente.

Para mim, as MITs geralmente são:

  • resolver algum problema que está me preocupando
  • trabalhar em um projeto-chave que vai fazer andar muita coisa
  • antecipar algum prazo

Veja, todo mundo tem muita coisa para fazer – eu sei disso. Mas as coisas têm importâncias diferentes. E, se a gente deixar, até o final do dia fica só apagando incêndio e deixa de lado tarefas realmente importantes. Estabelecer desde o início do dia as “metas do dia” ajuda a configurar mentalmente o foco.

Você pode anotar em um post-it, na sua agenda, no seu Bullet Journal, onde quiser. Eu gosto de anotar no Bullet Journal como “foco do dia”. Às vezes, nem defino três, mas apenas uma. Me ajuda bastante, de fato, com relação ao foco.

As perguntas para você definir suas MITs podem ser:

  • Quais são as três coisas mais importantes que eu preciso fazer hoje?
  • O que, se eu concluir hoje, vai fazer TODA a diferença na minha vida ou no trabalho?
  • Qual deve ser meu foco hoje?

Se você quiser ir na produtividade nível faixa preta, tente concluir suas MITs antes das 11 horas da manhã. É uma boa prática.

Você já usou essa técnica? Por favor, compartilhe suas percepções nos comentários.

18 Comments

  1. Danielly says:

    Eu não conhecia essa técnica e amei conhecer. Já estou fazendo o planejamento da próxima semana usando tambpem essa técnica. Muito grata por esse post

  2. Muito legal, Thais! Também gosto de me organizar dessa forma, pois ajuda a diferenciar as tarefas que são essenciais daquelas que são só “acessórios”. Para meu dia de hoje, foco total na escrita da tese!
    Abraço!

  3. KATT REGINA LAPA says:

    Eu não conhecia. Mas, adorei!
    Fazia de certa forma intuitiva ou assinalando na lista de tarefas do dia aquela que TINHA que terminar naquele dia.

  4. Francislaura Aguera says:

    Adorei a dica ! Implementando já

  5. Eu a a usava um pouco e nem sabia que era uma técnica.Faço no meu trabalho mas nem todo dia, isso que preciso melhorar.

  6. Muito legal!
    Vou começar a utilizar isso no meu Bullet Journal (com setup de contextos do GTD).

  7. Tenho adotado esse hábito e realmente funciona

  8. Claudia El-moor says:

    Adorei. Vou tentar usar!

  9. Mônica Coculilo says:

    Conheci essa técnica através do livro ” A Única Coisa” e gostei muito. Uso muitas vezes.

  10. Eu uso isso desde que eu li o livro a “Única Coisa” e tem me ajudado muito na minha produtividade. Vale realmente a pena.

  11. Oi Thaís, adorei a técnica…mas tenho um dúvida sobre o bullet journal… Pensando que você usa no formato de Moleskine, e imagino que acabe usando mais de um por ano… O que você faz com os cadernos quando eles estão todos preenchidos? Joga fora? Arquiva por um tempo? Pergunto isso pois acabei de fazer uma super organização na minha casa e tinha mtas agendas e cadernos antigos guardados, que acabei jogando fora pois ocupavam muito espaço e mtas coisas que havia anotado de dicas etc eu nunca voltava neles para consultar… Tenho receio de aderir ao bojo ( e seria no modo impresso que eu gosto) e recomeçar a acumular novamente.

    1. O grande propósito dos bullet journals é manter o registro.

    2. Você poderia criar um Commonplace Book, que é um caderno onde vc pode anotar dicas e referências de diversos assuntos que são de seu interesse no momento. Tem post aqui no blog ensinando como fazer.

  12. Junior José Reis says:

    Thais poderia fazer um post ou vídeo mostrando o bullet journal dela rs. Entendo que tem conteúdo muito pessoal (se for foto dá para embaçar algumas coisas rs), mas fiquei muito curioso, parece lindo demais!

  13. LUCAS ARANHA says:

    Fala Thais, eu comecei a utilizar a técnica há mais ou menos umas duas semanas.
    Porém não consegui manter a constância, mas as vezes que eu usei fez uma diferença enorme na minha produtividade.

    Forte abraço!

  14. Rodrigo Vianna says:

    Eu costumo, semanalmente, escolher dentre as tarefas registradas no meu Wunderlist aquelas que são prioritárias, frente ao que vai acontecer naquela semana ou mais pra frente. Como faço isso para a semana, acabo incluindo mais do que 3 ações. Outras tarefas vou cumprindo conforme o contexto em que me encontro.

  15. Thais, todo domingo eu procuro planejar minha semana, ver isso de 3 tarefas por dia me fez ver a importância de resolver certas pendencias durante a semana e não ficar somente na mente a mesma, vou tentar implanta-la em meu calendário diário para sempre definir ou ver as pendencias que tenho para resolver.

  16. Thais,

    A ideia de focar no e nos MITs, recomendada por muitos métodos de produtividade (Lei 80/20, One Thing,e tantos outros), de certa forma não vai de encontro com o GTD que não distingue projetos de metas, desde que necessitem de mais de um passo para sua conclusão?

    1. Não entendi a pergunta. Todas essas técnicas conversam com o GTD normalmente. Se puder me explicar melhor seu ponto de vista, posso esclarecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados