Saúde, Ayurveda

Hábito: pranayamas e exercícios respiratórios

Este mês estamos falando sobre bons hábitos para ter uma rotina tranquila, que resultam em uma Vida Organizada. Fiz diversas pesquisas aqui no blog, no YouTube e no Instagram para recolher sugestões de temas que sejam urgentes a vocês, e com esse compilado eu vou conseguir criar um montão de conteúdos que considero bacanas para ajudar a galera nesse momento. Então muito obrigada pela sua participação. <3

Hoje eu quero falar sobre um hábito que acredito ser importante para você, pessoa que sofre com sinusite, rinite, ansiedade e outras questões respiratórias. Vale lembrar que eu não sou médica e o teor deste texto é apenas trazer a minha experiência pessoal, orientada por profissionais para o meu caso específico. Consulte sempre um profissional!

Vamos lá: eu nunca fui uma pessoa que tinha problemas respiratórios até fazer uma cirurgia complexa em 2017 que mexeu com meu metabolismo inteiro e de repente eu me tornei uma pessoa que sofre com sinusite. E, convenhamos: morando em São Paulo, era até estranho não desenvolver algo do tipo.

Naquele momento, nasceu essa motivação para buscar maneiras de ficar bem. Tomei remédios, mas nunca fui fã de ficar tomando comprimido assim. A coisa toda só se resolveu quando eu aliei duas coisas: alimentação focada no antiinflamatório e exercícios respiratórios.

Respirar ar puro também é essencial e, por isso, pelo menos uma vez por ano gosto de viajar para um lugar alto e montanhoso para respirar ar puro e fazer um detox da poluição. Moro em um bairro arborizado, e frequentar parques e praças sempre fez parte da minha rotina. É óbvio que, com a pandemia, ambas as coisas estão suspensas (e me fazem muita falta).

O que eu tenho feito então é intensificar a rotina de cuidados “com o nariz”, que na verdade tem a ver com o pulmão e o ritmo de respiração do corpo. Eis um resumo:

  • Acordar cedo e respirar o ar de início do dia pela janela;
  • Fazer pranayamas na cama mesmo, antes de levantar (explico abaixo);
  • Usar um dispositivo curioso chamado lota, nos dias em que me sinto “congestionada” (explico abaixo);
  • Fazer uma prática ayurvédica chamada nasya, de lubrificação das narinas (explico abaixo);
  • Praticar yoga, especialmente asanas (posturas) que “abrem o peito”;

Pranayamas

O vídeo abaixo da Fernanda Lima (rs) mostra exatamente o exercício que eu faço quando acordo. Faço ao longo do dia se sentir necessidade também.

Lota

Não uso todos os dias, mas quando me sinto congestionada, uso pela manhã. Veja o vídeo abaixo (ou clique aqui). Comprei o meu no Mercado Livre.

Nasya

Trata-se de lubrificar as narinas com óleo e os dedos, pela manhã. É bem simples de fazer e faço diariamente. Veja o vídeo do Tiago abaixo ou clicando aqui, explicando o que é.

Não consigo dizer que minha sinusite está “curada”, mas praticamente não sinto mais os efeitos, e sofria muito com isso. Certamente foi um hábito saudável importante que incorporei.

6 Comments

  1. Pedro Teixeira rodrigues says:

    Thais obrigado de verdade por dividir conosco esses ensinamentos. Pratiquei o Pranayamas e senti grande diferença na minha respiração, me senti aliviado. Já quero também adiquirir o Lota pra fazer parte da minha rotina. 💙

    1. Que legal, Pedro. Fico feliz. 🙂 Obrigada por comentar.

  2. Pratiquei pranayama por alguns meses; ajudou à época, mas nunca senti os benefícios de maneira profunda ou duradoura.

    Quanto à lota, estudei durante algum tempo a respeito e quis comprar, mas vi que usar soro fisiológico e aplicar com o nariz dá um ótimo resultado, além de ser mais seguro do que água morna com sal marinho.

  3. Breno de Vasconcelos says:

    O aparelho da Sterilair ajuda bastante também na respiração.

  4. Thais, gosto bastante quando você divide suas experiências pessoais conosco. Estudo yoga de maneira sistemática há mais de um ano e nesse pouco tempo, aprendi a não fazer uso alopáticos de “ferramentas” orientais. Sei que ajuda quando estamos numa situação difícil, mas o hábito de inserir essas práticas milenares em nossa rotina nos dá uma experiência ainda melhor.

  5. Luciana tasse says:

    Oi Thais!! Muito obrigada pelas dicas. Não entendi como vc faz o nasya em si mesma e que óleo utiliza..muito obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados