Armário-Cápsula – Primavera 2018

19
4451

Olá, pessoal! Hoje estou bastante empolgada para mostrar um pouco do meu armário-cápsula de primavera. Fiz um post outro dia dizendo como costumo planejar um novo armário-cápsula e, lá naquele post, eu explico também como eu faço e os propósitos de fazê-lo, então não vou escrever novamente sobre isso no post de hoje, tá bem? Caso você tenha interesse, recomendo fortemente que leia aquele outro texto antes deste aqui.

Ao começar a preparar este post, eu percebi que esse foi o armário-cápsula com mais peças que já tive, e isso me ajudou a querer fazer mudanças. Uma das coisas mais legais de você ter um blog e compartilhar alguns aspectos tão pessoais da sua vida (por exemplo, suas roupas!) é justamente a oportunidade de ver “de fora” e de repente ter insights que você não teria olhando apenas do seu próprio ponto de vista.

Eu sempre começo um armário-cápsula pelo planejamento que descrevi no outro post. Depois de definir as cores, eu consigo ter uma visão mais geral do que quero fazer. Porém, desta vez eu percebi que ficar focando muito em uma cartela de cores específica pode me levar a querer comprar peças que eu ainda não tenha, então eu acho que vou testar não usar cores específicas e sim sempre usar cores da minha cartela mesmo, sejam quais forem.

Um ponto importante sobre o armário-cápsula de primavera é que eu acredito que ele acabe tendo mais peças porque ainda temos dias frios, assim como já temos dias bem quentes, então preciso de mais peças para ter essa versatilidade no dia a dia. No mesmo guarda-roupa que eu tenho um vestido leve e florido eu tenho também uma calça de veludo, sabem?

Eu começo sempre a definição do armário-cápsula escolhendo as partes de baixo, começando pelas calças, depois as saias, macacões e vestidos. Como eu perdi muito peso no último ano (40kg), 90% do meu guarda-roupa é novo. Muita coisa eu mantive de quando estava com mais peso, porque são roupas que realmente são mais flexíveis, mas roupas que dependam de caimento eu tive que ir comprando aos poucos mesmo (calças, jaquetas etc).

Eu tenho três calças que, do meu ponto de vista, combinam muito com o tom dessa estação. Ainda falta uma calça branca que, se eu não comprar na primavera, espero comprar para o armário de verão. Essa calça amarela é da C&A e eu comprei em uma liquidação por R$39,90. A calça azul turquesa é da Renner e também foi comprada em uma liquidação, mas por R$59,90. A calça rosa pastel também é da Renner, mas comprei a preço cheio no ano passado (R$129,90). Como é uma calça de modelo diferente, de alfatairia, achei que valia o investimento. O mesmo vale para a calça de lã cinza, que usei muito no inverno, que também é da Renner e custou a mesma coisa. Nessa foto, tem também uma legging pied de pouller que comprei há muitos anos na Marisa por uns R$39,90 e uma calça jeans mais grossa da Levi’s, com lavagem cinza e cintura alta (R$280).

Além das calças da foto, tenho algumas calças coringa que acabam entrando em todas as estações. Duas calças jeans com lavagens diferentes (uma escura tradicional e uma mais desbotada, informal), uma calça de sarja preta e, na foto, uma calça pantalona de veludo, que foi um verdadeiro achado (paguei $39,90 em uma liquidação da C&A). As calças jeans são Levi’s e Zara, e a calça preta de sarja é da Renner.

Leve observação: a calça de sarja cinza e a calça pantalona preta de veludo muito provavelmente podem subir para o armário de inverno (parte de cima do guarda-roupa, onde guardo as roupas específicas de outras estações) à medida que o frio for embora definitivamente com o avanço da primavera. Por enquanto, ainda têm sido peças úteis.

Vamos agora para as saias. Eu gosto muito de usar saias, especialmente em meia estação e frio, porque adoro meia-calça.

Essa florida com fundo preto é um curinga do meu guarda-roupa. Ela consegue ficar em praticamente todos os últimos armários-cápsula que fiz (está até meio desbotada). Comprei na C&A, mas não lembro o preço. A saia verde de couro é da Renner e comprei no começo deste ano (e usei MUITO). Acho que foi R$90. A saia lápis também é da Renner, de um tecido muito bom, bem grosso e estruturado, e paguei por volta de R$90 também. A sainha de malha, com estampa bem primaveril, e bem levinha, eu comprei em alguma liquidação da Marisa por uns R$19,90.

O armário de primavera já traz alguns shorts e bermudas. O primeiro é um short meio com glitter que comprei na liquidação da Renner no ano passado (acho que foi R$25). O short jeans é meio curinga no meu guarda-roupa. Uso muito em todas as estações, mesmo no frio (com meia calça). Comprei na Renner, mas não lembro o preço (talvez R$59,90?). Os outros dois shorts parecem iguais, mas um é branco branco e o outro é um off-white, aquele branco “mais sujinho”, quase creme. O branco eu não sei nem de que loja é. Tenho há uns dez anos (sim, ele está largo agora, mas gosto porque fica confortável. Costumo usar muito quando vou para a praia). O “beginho” eu comprei na viagem para a praia que fiz no começo do ano, em uma loja sem marca. Gosto dos shorts porque ficam bonitinhos com blusas de frio, de malha, além de serem ótimos para os dias realmente quentes, mesmo antes da chegada do verão.

Finalizando as partes de baixo, tenho três vestidos e um macacão. Na primeira foto, o macacão é de malha preto com detalhes em renda. Comprei há alguns anos, quando ainda estava gorda, na seção plus-size da Besni (custou uns R$50). Ainda hoje ele veste bem e é muito confortável para o dia a dia.

O vestido bege florido eu comprei na liquidação da C&A por R$49,90, este ano. Na foto de baixo, o vestido florido (se não me engano) é da Renner e também tenho há pelo menos uns três anos (ele já apareceu em outros armários-cápsula por aqui). Gosto dele porque é de linho, manga comprida, e bem bonito. Funciona bem para primavera justamente por ser um meio-termo. Não me lembro do quanto custou.

O vestido preto é um vestido de veludo com detalhe bordado, que eu amo de paixão, e foi comprado também em alguma liquidação este ano por R$49,90 (Renner ou C&A). Ele veste muito lindinho no corpo, com um formato A, mais ou menos.

Eu confesso que não fotografei todas as partes de cima. Tirei algumas fotografias que exemplificam essa parte de maneira geral. Acima, as blusinhas que uso mais para trabalhar ou para situações um pouquinho mais arrumadinhas (em nível pessoal, jantar com amigas ou marido, por exemplo). No dia a dia, uso para ministrar cursos, participar de reuniões ou visitar clientes.

Na foto de cima, a blusa marinho com estampa Paisley inspired é da Riachuelo (não lembro o preço). A azul com flores vermelhas é da Luigi Bertolli (também não lembro quanto paguei). Ela é mais curtinha e fica ótima com calças de cintura alta e, como já falei antes, ajuda na minha proporção (tenho o tronco mais comprido que as pernas). A blusa vinho com estampa de bicho também é da Riachuelo. Tenho uma foto com elas para vocês verem melhor (eu e a Aninha do Eu Organizado):

Continuando, na foto de baixo eu tenho uma blusa preta com paetês que comprei na Marisa (não lembro o preço). As duas blusas preto/branco são da C&A (39,90), compradas em anos diferentes. A blusa de renda azul pastel também é da C&A (R$39,90).

Apenas duas camisas: uma vinho (Renner, não lembro o preço) e uma jeans (também Renner, mais antiga e não lembro o preço). Eu quero comprar uma camisa branca ou off-white ainda nesta estação, mas quero comprar de algum tecido mais fluido, que não amasse, pois detesto perder tempo passando roupa ou levando na lavanderia. Me conheço e sei que precisa ser assim para eu usar mais.

Além das blusas e camisas mostradas acima, eu tenho:

  • coletes (um marinho, um preto e um bege, que uso muito em meia estação)
  • jaquetas (jeans, couro preta, camurça caramelo)
  • casacos (parca mais quente, azul de lã)
  • cardigans (preto, cinza, bege)
  • blazer (branco – vou fazer o teste de guardar o preto para ver se rola!)
  • suéteres (verde, preto, marinho, cinza, estampado com flores e fundo preto)

E tenho também camisetas variadas, que eu chamo de “base”. São camisetas que uso por baixo das roupas e, para mim, formam mais uma estrutura que o armário em si.

As imagens acima são apenas ilustrativas, do meu armário-cápsula de inverno em 2015. Seguem mais ou menos a mesma lógica: camisetas de manga curta ou comprida, ou em cores lisas como preto, cinza e branco, ou listradas.

Algumas reflexões que tive ao escrever este post e analisar o meu armário de primavera:

  • Algumas peças vou guardar lá pelo meio da estação, quando começar a esquentar mais. Também quero guardar as peças cor de vinho, que eu usei mais no outono e no inverno. Quero focar em outras cores nesta estação (pastel).
  • Preciso adquirir poucas peças novas. E, quando adquirir, posso ponderar bem o que posso investir mais porque vou usar mais então precisa durar (ex: camisa branca). Então penso muito mais antes de comprar, pesquiso etc. Sem pressa.
  • No armário de verão acho que vou incluir sapatos. Por hora não costumo incluir porque não tenho tantos e eles acabam sendo o diferencial nas roupas. Mas percebi que existem calçados sazonais, então vale sim a pena inserir a partir do próximo armário. Farei o teste!

Siga-me no Instagram para acompanhar os looks diários desse armário. 🙂 Como já falei por aqui algumas vezes, não sou profissional da área de moda e me visto de maneira normal, comum, com erros e acertos. E acho que isso é uma coisa bem legal de compartilhar.

19 comentários

  1. Adorei, Thaís!

    Normalmente você faz uma abordagem mais conceitual dessas coisas de armário cápsula, e eu curti demais essa demonstração prática 😉 Suas peças são bonitas e estilosas. Muito obrigada por compartilhar!
    Também aderi ao armário cápsula, nessa pegada mais livre, e endosso que vale muito a pena investir esse tempo planejando 😀 afora ser uma delícia.

    • Obrigada, Priscila! Sempre que eu posto algum conteúdo já vejo ideias para melhorar os próximos relacionados. Uma coisa que quero melhorar é a maneira como fotografo os itens do armário-cápsula. Tentarei fazer diferente no de verão. 🙂

      • Olha, pra mim, ficou muito jóia… bem didático! Mas já fiquei ansiosa pelo seu de verão 😉 e animada para montar o de primavera. Vou copiar do seu o shortinho, mas acho q um amarelo hihihihi

  2. Muito legal ver as peças ilustrando conteúdo do post. Eu tenho procurado reduzir minhas “posses”.rs.
    Sapatos e perfumes já foram um fraco meu e hoje estou usando até “o osso”! Alguns pares já foram doados e outros foram para o lixo. Muito bom ver as coisas terminando seu ciclo de vida útil ou poder desapegar sem peso na consciência.
    As roupas estou num impasse. Ganhei peso depois da gestação (tem 4 anos) e ainda tenho coisas guardadas na esperança de emagrecer e poder usar. Já me desfiz de algumas que até serviam, mas não faziam mais sentido pra mim e comprei pouquíssima coisa nesses 4 anos. O meu armário em uso é eficiente e não tem muitas peças, se comparado ao início do processo. Estou satisfeita com ele. Mas, mesmo assim, essa tem sido a parte mais difícil, saber que apesar do armário em uso estar okay, existe um maleiro cheio de roupas que não me servem e que eu amo.
    Esse é o atual projeto da minha vida: alimentação saudável pra família e perder algum peso. Oremos. rs.

    Beijos e parabéns pelo trabalho!

    • Eu acho que essa tema da gravidez, ou da variação de peso, é muito importante, Vivian. Tenho um post antigo sobre isso – que tipo de peças manter ou investir quando você está em um processo como esse, mas acho que ainda dá pra escrever mais a respeito.

      Eu também evito o consumo e uso as coisas até gastar total, mas fui desenvolvendo essa consciência com o passar dos anos.

      Obrigada por comentar.

  3. Boa tarde!

    Thaís, neste caso postado acima, para toda e qualquer peça debaixo você separa 5 peças de cima? Incluindo saias e shorts?

    Obrigada!

  4. Oi Thais,
    Como perdeu tanto peso? Há algo aqui no blog sobre isso?
    Gostaria de pegar algumas dicas! Obrigada!

  5. Que post maravilhoso, me deu muita animação pra dar uma revisada no meu guarda-roupa e vou fazer amanhã quando chegar da faculdade. Eu tenho certeza que tenho mais roupas do que imagino, eu preciso mesmo é de camisetas e um sapato basiquinho pro dia a dia, to até pensando em comprar o chinelo slide pro verão, ele combina super com um look confortável pra ir pra faculdade.

    Carol Justo | Pink is not Rose

  6. Esse post me animou demais para reorganizar o meu guarda-roupa, sei que o que eu preciso é de camisetas e uma sapatilha, talvez até um chinelo slide só pros dias que eu quiser mais conforto. Eu com certeza tenho mais roupa do que imagino e deve ser tão prazeroso saber exatamente o que se tem no guarda-roupa, quero ver se aproveito pra levar algumas roupas num brechó pra vender/trocar, visto que tenho muita coisa que não serve mas estão em bom estado. Tem calça que eu nunca usei, inclusive.

    Obrigado pela motivação

    Carol Justo | Pink is not Rose

  7. eu estou um pouco na mesma vibe que você, querendo tons pasteis e incorporando os sapatos no armário sazonal… tudo aos poucos a gente vai se ajeitando.

    Adorei as dicas.

  8. Thaís, você curte brechó? Dá pra achar coisas maravilhosas garimpando! Eu tenho uma camisa listrada da Zara, com algodão bem grossinho que é meu xodó, e paguei 1 real… e uma calça da Le Lis Blanc azul marinho que paguei 50 centavos… e por aí vai. Garimpar exige tempo mas vale muuuito a pena <3 e os brechós online, que são mais caros que bazar, mas ainda mais baratos que lojas de depto., também são uma boa pedida e são práticos!

  9. Amei a sua paleta de cores!!! Irei me inspirar para refazer meu guarda roupa, agora que perdi todo o peso da gestação! Obrigada, Thais!

  10. Thais,
    sabe se tem algum app disponível para android que monte os looks do armario capsula?
    EStou tentando implementar, mas nao tenho muita criatividade nos looks entao acabo repetindo as mesmas composições.
    Obrigada!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui