GTD Summit

38
4322

Durante os dias 20 e 21 de junho aconteceu um evento global do GTD™, chamado GTD Summit, em Amsterdam, na Holanda. Eu estive lá para esse e outros eventos, e este post traz um resumo de como foi, para quem tiver curiosidade.

GTD™, se você for nova/o por aqui e não conhece, é o método de produtividade, organização e gerenciamento da vida que eu utilizo. Você encontra muitos posts sobre GTD™ aqui no blog, se quiser saber mais.

Photo by Dan Taylor

Em 2009, David Allen, autor do método GTD™, organizou um GTD Summit nos Estados Unidos, onde ele morava, e o GTD™ tinha totalmente outra configuração da que tem hoje. Hoje, o método se tornou global. Temos dezenas de franquias em diversos países (aqui no Brasil, é a Call Daniel, que eu represento). O livro foi publicado em diversos idiomas.

Dez anos depois, David sentiu que era a hora de realizar o evento novamente. Não é para ser algo recorrente. Ele fez questão de dizer que seria um evento único, especial. E foi.

O resultado foi um evento com o dobro de pessoas da primeira edição. Tínhamos quase mil pessoas presentes e mais de oito mil expectadores online. Para quem se inscreveu, os vídeos ficam disponíveis até 1/9. Não é possível se inscrever depois do evento.

Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor

O evento aconteceu no Amsterdam Theather durante os dias 20 e 21. No dia 19 à noite, houve o evento de abertura em uma casa noturna local. David compareceu, falou um pouco, deu as boas-vindas. No evento, também tinha um comediante de stand-up e uma banda tocando. Para os palestrantes, foi oferecido um jantar em um barco, que passeou pelos canais de Amsterdam e ofereceu um pouco da gastronomia holandesa aos presentes. Como eu era palestrante, tive a oportunidade de ir aos dois.

Vale abrir parênteses aqui para contar um pouco o meu envolvimento com o evento. Em setembro do ano passado, quando eu tinha ido à Holanda para a minha capacitação como Master Trainer do Nível 3, eu fiquei sabendo sobre o evento e fui sondada para ser uma das palestrantes. Parecia muito surreal para mim até eu receber o convite oficial, no início do ano. Mal pude acreditar. Nunca tinha me sentido tão valorizada ou honrada. Aceitei de imediato, lógico.

Comprei as minhas passagens para ficar uma semana na cidade. Seria a minha sexta vez em Amsterdam (um privilégio), e além do Summit em si a gente teria o encontro das franquias no dia 22 e a possibilidade de um evento com os Master Trainers no dia 18 (acabou não acontecendo), por isso fiquei mais dias. O que acabou sendo muito legal porque vários brasileiros também foram para o evento, e tivemos a oportunidade de passar um tempo de qualidade juntos.

A Marta, instrutora de GTD™ aqui da Call, mesmo sem falar inglês e nunca ter viajado para fora, resolveu ir! #loka E foi ótimo, porque ela ficou hospedada comigo e isso foi incrível porque me animou ainda mais – eu teria companhia para mostrar a cidade para alguém que estava viajando para fora pela primeira vez. Estava tão empolgada com a ida dela que quase não pensei nas minhas coisas kkk

Além da Marta, foram, da Call, o próprio Daniel, o Sérgio (vendas), o Fábio (vendas) e o Jacques (instrutor), o que foi muito legal. E também outros brasileiros, GTDers!, que estavam lá: Milena, Luca (e sua adorável mãe), Erlo e sua equipe e Marcelo (com sua esposa Celina). Foi tão legal! Na terça, dia 18, nós organizamos um jantar com os brasileiros que já estavam na cidade. Comemos pizza + vinho em um barco que fez um passeio pelos canais. Foi super gostoso e estávamos todos animados e empolgados para o evento, e pela oportunidade incrível que a vida nos proporcionou de estarmos todos ali, juntos.

Marta, Daniel, eu, Jacques, Fábio e Sérgio – a equipe da Call em Amsterdam!
Um pouco do jantar no barco (muito chic)
“Pra onde eu vou?” Brasileiros em Amsterdam

Eu compartilhei todos os dias um pouco da viagem no meu Instagram (do blog). Se você olhar nos assuntos em destaque, encontrará uma bolinha que é apenas de Amsterdam, onde eu salvei todos os stories. Lá, você pode conferir alguns videozinhos da noite de abertura do evento, na casa noturna, além de trechinhos dos outros dias.

A Martinha e eu chegamos na segunda-feira depois de todo um trâmite com o nosso vôo cancelado um dia antes e a gente ser realocada em uma conexão do Rio de Janeiro (aff). Chegamos na segunda à tarde e, sinceramente, conseguimos apenas ir ao mercado e descansar! Na terça sim passeamos um pouco antes do jantar com o pessoal.

Adendo: eu sou uma pessoa que sofre MUITO com a mudança de fuso horário. Amsterdam está 5 horas à frente de São Paulo, então todos os meus esforços foram para me acostumar logo (aliás, estou preparando posts sobre a viagem nesse sentido, sobre como me organizo nos diversos aspectos, inclusive fuso horário – entram em breve). Então isso começou a pesar com o passar dos dias.

Na quarta-feira, eu tinha uma agenda relativamente cheia, pois tinha o ensaio do evento na parte da tarde e, à noite, o jantar dos palestrantes no barco e a abertura do evento na casa noturna. Fui ao ensaio no local (Amsterdam Theather) com a minha amiga Milena, que tinha acabado de pousar, e ela filmou um pouquinho (tá lá nos stories) e tirou essa foto:

Essa sou eu tentando me vestir como os caras do Vale do Silício para ver se boto banca e passo a impressão de ser uma palestrante super keynote speaker internacional kkk Estava curtindo muito meu momento, gente.

Foi muito emocionante conhecer o espaço, entrar no palco e vivenciar mesmo tudo aquilo ali. Era inacreditável. Me senti privilegiada e honrada o tempo todo. Larger than life.

De noite, já no jantar eu comecei a ficar meio “zoada”. Uma dor de cabeça forte pra caramba – eu sei que é sono, fuso horário. No dia seguinte, o evento – e minha palestra era de manhã. Então eu precisava estar bem. De alguma maneira, consegui dormir (!!!) e acordamos cedo para ir.

Deu tempo de tirar a tradicional fotinho com o David ao final do jantar com os palestrantes

Como é verão na Europa, escurece por volta das 23 horas. Isso é bem difícil de acostumar.

Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor

Você pode conferir a programação das palestras aqui. Mas eram apenas pessoas muito especiais para o David, de alguma forma. Além de mim, apenas dois Master Trainers palestraram (Inglaterra e Alemanha). O restante eram pessoas muito queridas ao David (Dean Acheson, que foi mentor dele, por exemplo) ou pessoas que ele conheceu e que fizeram um trabalho extraordinário usando o GTD™.

As palestras não foram “sobre GTD™”, mas sobre como as pessoas que usam GTD™ o usam e fazem coisas extraordinárias. Tinha uma astronauta. Um músico. Gente incrível de todos os tipos, de fato.

As palestras foram todas curtas, naquele modelo tipo TED. A minha palestra se chamava “Projects for breakfast” (projetos para o café-da-manhã) e se baseou no conceito do “algum dia, talvez”. Demonstrei como alguns dos projetos mais legais da minha vida um dia saíram dessa lista, inclusive nosso filho! Foi uma palestra bem humorada e com foco em dizer que o GTD™ me ajudou a ter uma vida legal, e não uma vida sobrecarregada, mesmo tendo tantos papéis e tantas ideias de coisas legais para fazer.

Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor

Eu realmente não consigo descrever como me senti durante todo esse momento da palestra. No pré, eu precisava ficar no backstage já esperando a minha vez para conversar com o apresentador (primeira foto). Eu meditei. Respirei fundo. Tentei me concentrar. Mas, quando ele estava me apresentando, meu coração parecia que ia sair pela boca! Nem me lembro da última vez que me senti assim! Um sentimento de medinho, aquele frio na barriga, mas o medinho bom, gostoso! Aquele que dá antes de você mergulhar de um trampolim de 5 metros! E aí, quando eu entrei, simplesmente vivi o momento. Entrei em fluxo. Foram os minutos mais gostosos de todos. Tinha um timer na frente do palco para eu me localizar. Acabei faltando 7 segundos! <3

O retorno que tive sobre a minha palestra foi incrível. Pessoas que nunca me viram na vida me parando nos intervalos para agradecer, para dizer que gostaram, para fazer perguntas, para dizer que admiraram a minha coragem de palestrar em inglês mesmo sendo nativa no português (kkk esse foi o maior desafio, de fato!).

Alguns de vocês podem perguntar se a palestra será disponibilizada. Não tenho autorização para disponibilizar porque é propriedade intectual do evento. Mas quem se inscreveu teve a oportunidade de ver online e ainda pode ver até o início de setembro.

Mas não se preocupem porque vocês aqui recebem informações que essa palestra não tem a capacidade de fornecer! Vocês estão bem, lendo todo esse conteúdo em português. Fiquem tranquilos. 😉

No evento da noite, a Marta e eu fomos para o jantar dos palestrantes. Lá estava eu com dor de cabeça de novo. Porém, foi ótimo, porque tivemos conversas muito profundas e divertidas!

O evento continuou no dia seguinte e, depois, teve um happy-hour de encerramento e os brasileiros saíram para jantar juntos novamente.

Vandi (mãe do Luca), Jacques, Daniel, Luca, Milena, Fábio, sérgio, Marta, Marcelo e eu
Milena, Vandi, Daniel, Marta (de olhos fechados kkk), Jacques, Marcelo, Luca e eu

A Milena e eu ainda tivemos pique para ir em um karaokê no red light district! Ave maria.

No dia seguinte, sábado (22), teria o encontro das franquias mundiais do GTD™. Esse evento é organizado pela SMCOV, empresa que gerencia todas as franquias. Estavam muitos franqueados do mundo todo e toda a equipe da David Allen Co. (que estava em Amsterdam). Foi um dia muito gostoso, mas o cansaço começou a bater! No final da tarde, a dor de cabeça veio forte e fiquei com enxaqueca. Nem consegui sair para jantar. Fui para o hotel ficar quietinha, deitada, e descansando após uma longa semana.

Photo by Arif (India)
Todos os franqueados que estavam no evento

Uma das coisas mais legais desse encontro anual dos franqueados é encontrar um pessoal que já está virando família, sabe. Eu comecei as minhas certificações em 2015, e desde então venho convivendo com esse pessoal, trocando ideias, falando sobre o nosso amor coletivo pelo GTD™. Foi muito bacana encontrar com todos eles novamente.

No domingo, a Martinha e eu tiramos o dia para fazer passeios mais leves, algumas comprinhas, e retornamos na segunda de manhã dessa viagem mágica. <3 A maioria dos brasileiros retornou no domingo mesmo.

Das palestras do Summit, eis os meus momentos preferidos:

Photo by Dan Taylor

O painel de encerramento do primeiro dia, com o David, Dean Acheson e Russell Bishop. Melhor momento do evento como um todo, para mim. Dean Acheson é citado no livro do GTD™ como o cara que ensinou o David sobre o conceito de próxima ação, que ele incorporou no método. Russell foi o cara que abrigou o David no mundo corporativo. A palestra dele, antes do painel, foi muito emocionante. Ele se emocionou. Emocionou todo mundo. E, nesse painel, ele mesmo perguntou: você darão continuidade a falar sobre o fluxo de trabalho da humanidade nos próximos 30 anos? Esses caras vivem para isso. São palestrantes, consultores, coachs renomados. Estão aí há décadas, trabalhando naquela selva corporativa que são os Estados Unidos. Foi sensacional ouví-los e fazer parte desse privilegiado momento.

Photo by Dan Taylor

Todas as intervenções do Marko Kasenaar – historiador que trabalha no Rijksmuseum e foi convidado pelo David a apresentar 4 personalidades holandesas sensacionais em alguns momentos do evento. Ele falou sobre Rembrandt, Spinoza, Aletta Jacobs (incrível) e o Cruyff. Isso deu um toque maravilhoso ao evento. Amei a forma apaixonada como ele apresentou todos.

Amsterdam é uma cidade incrível. Incrível.

Photo by Dan Taylor

O professor Theo Coppernole, que apresentou logo depois de mim. Ele é autor de “Brain Chains” e outros livros muito interessantes sobre o melhor uso do cérebro. A palestra dele foi muito técnica, porém bem-humorada, e me instigou a querer ler tudo o que ele já escreveu.

Photo by Dan Taylor

Richard Levi, que falou sobre o conceito de “serendipity” e o GTD™ contando a incrível história da sua vida que o fez entrar em uma academia de dança em Paris e se tornar dançarino e coreógrafo profissional. Muito inspiradora a palestra.

Photo by Dan Taylor
Photo by Dan Taylor

Daniel Pink e Charles Duhhig, que entraram à distância mas foram muito fofos. Amei conhecer os dois.

Photo by Dan Taylor

General Mandal Fulhart, que fez uma palestra sobre os horizontes do GTD™ e trazendo exemplos de filmes e da aviação. Aff, simplesmente incrível.

Photo by Dan Taylor

Essa galarinha todo em um painel sobre GTD™ para crianças e adolescentes. Para quem não sabe, foi lançado um livro ano passado chamado “GTD for teens”. Mike, o que está ao lado do David, é um do autores. O outro é o Eric, que simplesmente educou sua filha (ao lado) desde bebê com o GTD™ kkk A melhor parte foi ela comentando quando descobriu que seus colegas de faculdade, quando ingressou, NÃO usavam GTD™. Maravilhoso.

Eu também tive a oportunidade de ser entrevistada pela Ana Maria ao lado dele. Falamos sobre criatividade e GTD™.

Agora, sinceramente, o que me emocionou de verdade foi ver como o David estava feliz por ter realizado tanta coisa. Não falo apenas do evento, mas do legado como um todo. Nem consigo descrever mais o quanto eu me sinto honrada por fazer parte disso. Voltei renovada. Algo muito profundo mudou dentro de mim nessa viagem. Cheguei lá com uma cabeça, voltei outra. Estou muito inspirada, focada e dedicada. Obrigada, David.

Photo by Dan Taylor
Photo by Marta Bockhorny

Love is all, love is you.

38 comentários

  1. O melhor post dos ultimos tempos. Este ano também está sendo de muitos eventos (acadêmicos) e viagens (pessoais e profissionais) para mim. Ansiosa pelos posts sobre como se organizar no fuso horário e em viagens internacionais.

  2. Thais, que texto inspirador nessa manhã de sábado! Sabe o que é mais legal? O jeito que você demonstra ser “gente como a gente” mesmo tendo alcançado um patamar tão bacana em sua carreira. Isso é tudo o que importa. Parabéns, mesmo! Abraço!!

  3. Que delícia participar de um evento internacional, apesar de alguns contratempos como o fuso horário. Você é vitoriosa, Thais, parabéns!

  4. Uhuuuuuuuuu, que delícia compartilhar esses momentos contigo e com tanta gente legal! Você é muito boa contadora de histórias, vou encontrar gente esse fds e vou contar da viagem, aproveitarei seu post pra usar como suporte rsrs

    Que coisa estranha ver meu nome e minha foto no seu blog, tô processando isso ainda hahahaha!

  5. Thais, como foi elaborar e praticar seu discurso em inglês? Contou com a ajuda de alguém pra revisar?
    Parabéns pelo evento!

  6. Thaís,amei conhecer você, o método e as pessoas maravilhosas com quem puder conviver.
    Não pude assistir a palestra, mas soube do seu sucesso.
    Vou me aplicar na leitura que o Luca sugeriu. Abraços, até breve!

  7. eu me senti no evento!fiquei ate emocionada no final, realmente deve ter sido incrivel, parabens Thais, vc me inspirou muito!

  8. Quinta eu estava em um shopping pequeno da minha cidade – ele não tem livraria de rede, o que me entristece, mas tem um quiosque que vende livros. Fiquei muito surpresa e feliz de encontrar o Vida Organizada lá, junto com outros best sellers do momento. É muito bacana acompanhar teu crescimento, dos livros às palestras em inglês! E no fim, como falaram acima, você é gente como a gente – não deixou de ser a Thais que conheci quando postava conteúdos do seu blog nas listas das Flybabies. Muita coisa mudou, mas a sua essência continua a mesma. Obrigada pela oportunidade de acompanhar teu crescimento e parabéns pelas conquistas!

  9. Thais seus textos dessa semana estão mais fantásticos do que de costume. Ou eu tava com saudades kkkk. Acho que os dois.
    PARABÉNS!
    Eu te acompanho há muito tempo, e é impossível não ficar emocionada e feliz com suas conquistas. Acho que vou voltar aqui para ler essa explosão de alegria toda vez que eu ler uma notícia ruim kkkk
    Estou muito, muito, muito feliz por você! E aguardando para ver você realizar seus outros sonhos e projetos!

  10. Thais, que relato emocionante! Obrigada por compartilhar conosco. É muito legal que ver tanta gente bacana envolvida com o GTD. Tive a oportunidade de conhecer o Jacques e a Marta no treinamento Nível 1 no ano passado e como foi especial e esclarecedor em diversos pontos do método!! Desejo sucesso a todos da equipe GTD Brasil pelo lindo e importante trabalho que tem feito!

  11. Ai Thais, que emoção ler isso, você definitivamente fez e curtiu o caminho! Colhendo os frutos! Muito feliz por você e grata por sempre ter compartilhado por aqui, isso é incrível!!! <3 _/\_

  12. Meu Deus, Thais – larger than life, yeeees!!!

    Suas conquistas nos enchem de orgulho, felicidade, inspiração!!

    Amamos vc!!!

  13. Fico tão feliz por você, Thaís! Tem anos que te acompanho e é incrível ver onde você chegou. Ainda não consegui implementar o GTD na minha vida, mas você me serve de inspiração de alguém que conquistou o mundo através de algo que ama e acredita. E se hoje eu tenho um mínimo de organização é graças a você.

  14. Parabéns Thais o evento pareceu realmente incrível e você merece muito ter ido e participado como palestrante. Espero que esse momento dure muito!!!

  15. Bom dia Thais,
    Obrigada, por compartilhar conosco seus pensamentos, inspirações e momentos. Tem sido um presente para mim, nesses últimos 10 anos que tenho te acompanhado.
    Vendo sua trajetória é impossível não ficar emocionada com essa realização, perceber a construção desse sonho e quão significativo e merecido é esse momento. Parabéns! Tudo isso você conquistou por seus méritos e merece ainda mais por que toda evolução que vive transmite e ajuda muitas outras pessoas a crescer também.

    Você comentou que chegou lá com uma cabeça, voltou com outra. Por favor, se puder compartilhe seus insights e inspirações motivados pelo evento.

    Sempre grata, permaneço na torcida para que alcance muito mais. ^^

    • Obrigada, Rosiane. Adoraria compartilhar. De modo geral, sempre compartilho tudo da minha vida aqui no blog. Mas esse, especialmente, é bastante particular. Quando acontecer o que pretendo que aconteça, eu digo. 😉 Mas estou bastante focada e confiante por conta disso.

  16. Thais, sua maravilhosa! Como te acompanho há milênios, confesso que me emocionei e estou quase chorando por ter visto suas fotos palestrando. Não sei se tens noção da dimensão do bem que fazes em muitas vidas! Simplesmente, agradeço sua existência! Parabéns, de verdade!

  17. Obrigada, Thais, por compartilhar conosco o evento. Visto através dos teus olhos pareceu incrível e deu muita vontade de estar lá junto. A alegria transborda na tua narrativa e contagia! Amei!

  18. Muito orgulho em ver você num palco desses!
    É inspirador para quem acompanha a sua história, leu sobre sua mudança de rota e te vê ali, na consolidação da verdade que você acreditou e foi buscando dia a dia. A gente, do lado de cá percebe que deu certo e é real! Minha vida tem sido cada dia melhor, mesmo aplicando o GTD em doses homeopáticas, de um jeito ainda capenga, mas eu vejo essa melhora em cada passinho, em cada item que consigo detalhar e então me sentir menos sufocada, em cada item que consigo tirar de uma lista. É aos poucos, mas o que você defende é verdade e é incrível poder vivenciar isso. Parabéns pela sua conquista! Obrigada por dividir isso com a gente.

  19. Parabéns, Thais! Nossa, assim como muitos aqui, também me emocionei ao ler o post! Dá pra sentir o quanto isso foi importante e transformador pra você e é de uma amorosidade tão grande compartilhar dessa maneira com a gente 🙂 Sucesso sempre! beijo

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui