Carta da Editora: Hábitos

24
11450

Todo mês, eu elaboro com cuidado e carinho o tema que pretendo abordar ao longo dos próximos posts. O nome é “Carta da Editora”, onde compartilho minhas reflexões. Você pode acompanhar mensalmente.

Ao trabalhar com organização, há anos, entendi que, para uma pessoa aprender a se organizar, isso se trata na verdade de um hábito. A organização não é um evento pontual, mas uma habilidade para toda a vida, que a gente vai construindo. Assim como você economiza diariamente (ou deveria, rs) para ter finanças saudáveis, e toma banho todos os dias para manter a higiene, você realiza algumas práticas de organização também diariamente, de modo que tenha uma vida mais equilibrada. Se não cuidar disso todos os dias, as coisas desandam mesmo.

E eu sei que não é da noite para o dia que você incorpora um hábito. Por isso mesmo eu crio tanto conteúdo todos os dias – aqui no blog, no YouTube, e em outros canais. Eu entendo que, se você visualizar uma dica, um texto, um vídeo, pelo menos uma coisinha todos os dias, aos poucos você conseguirá incorporar o que eu estou compartilhando. E eu tenho recebido muitos depoimentos nos últimos anos atestando isso – leitores dizendo que me acompanham há dois, três ou mais de quatro anos e que só agora conseguem olhar para trás e ver suas evoluções. Isso é um verdadeiro presente para mim, pois dá respaldo ao que realmente acredito, e reforça o que eu faço no trabalho.

Se você já leu o best-seller “O poder do hábito”, deve ter lido que os hábitos, segundo os cientistas, surgem porque o cérebro busca o tempo inteiro maneiras de poupar esforço. Parece que naturalmente a gente fica tentando transformar qualquer rotina em um hábito, apenas porque é mais fácil. O livro é uma boa leitura para quem se interessa pelo assunto.

Recentemente, nós começamos a implementar aqui no Vida Organizada o que eu tenho chamado (orgulhosamente) de Gerência de Hábitos. O propósito é ter uma unidade de pesquisa sobre o que funciona em termos de implementação de hábitos de acordo com as ciências cognitivas e também pesquisas na área da educação para adultos. Essas pesquisas terão aplicação imediata para todos os alunos dos nossos dois cursos principais de implementação de hábitos: o curso EAD do Vida Organizada e o curso de Fundamentos do método GTD. A ideia é dar todo suporte possível (e exclusivo) para quem for aluno desses cursos, pois os cursos dão o conhecimento necessário para a organização, mas eu sei que todos precisam de um incentivo extra para implementarem o hábito diariamente.

Em junho, pretendo escrever sobre hábitos de maneira geral. Nem sempre conseguimos esgotar um tema em um único mês (sempre acabo sobrando com um monte de temas que são interessantes!). Os temas que “sobram” vão sendo abordados nos meses seguintes, sem que as coisas se percam. Todo conteúdo que vocês sugerem, que alguém pede, ou que eu identifico através de uma dúvida feita em um comentário, é devidamente coletado e entra em um fluxo para ser desenvolvido em algum momento. Portanto, se você tiver algo em mente sobre hábitos, por favor, deixe um comentário neste post!

O mês de junho trará um evento importante no setor, que é o GTD Summit – um evento global para praticantes do método GTD. Será em Amsterdam e eu terei a honra de ser uma das palestrantes. Isso tomará praticamente meu mês inteiro, além da conclusão do semestre no mestrado (está acabando!) e algumas reorganizações no nosso modelo de trabalho. Dia 15 teremos um curso de GTD Nível 3: Foco & Direção aqui na nossa Oficina <3 e, no início de julho, uma nova turma do workshop de Planejamento de Vida. Enfim, pessoalmente tem bastante coisa acontecendo por aqui e eu espero poder ajudar você a manter a chama da organização acesa. <3

24 comentários

  1. Hábitos… como também sou estudante de pós graduação como você, preciso gerenciar bastante o meu tempo pra dar conta de tudo. Eu queria muito ter terminado o doutorado agora em março… mas não deu.
    Em fevereiro passado resolvi voltar para casa da minha mãe… depois de anos morando em outra cidade. Foi então que eu DESTRALHEI minha casa que tenho ao lado da casa de minha mãe. Durante 01 mês eu parei a tese e resolvi tirar férias e arrumar minha casa. Tirei algumas fotos da desorganização… das caixas… enfim… da casa.
    Fiz arrumações simples, como pintar as paredes, colocar cortinas simples… pra ficar com uma cara agradável.
    Como você falou, o processo de organização pode levar anos… e eu me encaixo perfeitamente ai.
    Ainda tenho uma grande estante com todo o meu material da Engenharia Civil para arrumar. Por enquanto, decidi deixar ali o ARQUIVO para num momento oportuno abrir todas as caixas e realmente deixar somente o que talvez um dia eu utilize (90% do material que está lá não utilizarei com certeza).
    também arrumei um armário com meu material de mestrado e doutorado. Como sou um aluno “rebelde”… troquei várias vezes de orientador… e as constantes trocas de temas me encheram de material. Já coloquei algumas coias fora, mas ao menos o material está dentro de um único armário.
    Hoje, além do doutorado, faço uma 2a faculdade: Engenharia Cartográfica! Meu sonho é viajar o mundo depois que acabar tanto estudo e ajudar outros países… quem sabe trabalhar em um órgão como a ONU já que adoro trabalhos voluntários… por que não sonhar?
    Confesso que eu não gosto do meu tema de doutorado e estou fazendo a tese somente para finalizar o doutorado, pois estudei demais mesmo durante toda a pós graduação e mereço o título.
    Hj, então, faço o doutorado, faço 2 cadeiras da Enga. Cartográfica, e também iniciei um estágio no DAER… o Departamento de Estradas de Rodagem do RS.
    Faço academia… corro… enfim…
    MAS QUAL O TEU PROBLEMA JONES? PQ NÃO TERMINA DE UMA VEZ O DOUTORADO?
    Perco muito tempo com internet… sou viciado.
    Perco tempo com facebook… whats…
    Tenho absoluta certeza de que 3 meses afastado um pouco de redes sociais me ajudariam a conciliar tudo o que realmente preciso fazer para terminar o doutorado e seguir com meu planos para alavancar minha carreira e minha vida.
    Adoro todo o teu material. Sabe, é como se eu já lhe conhecesse.
    O clima aqui do RS é muito chato… eu não gosto nenhum pouco do frio e da UMIDADE que tem aqui. Meus planos é sair do estado e ir para um local mais quente daqui uns anos.
    A enga. Cartográfica vai abrir um leque bem legal para mapeamento… e vou aproveitar e fazer cursos na área de DESIGN… coisa que não vi na Enga. Civil e que me fez muita falta… pois gosto de cores, de fotografias, de coisas bonitas… enfim. Sou Eng. civil frustrado pq em nenhum momento durante o curso utilizei minha criatividade… que ainda precisa ser muito bem explorada.
    COMO CRIAR O HÁBITO DE SAIR DA INTERNET? COMO CRIAR O HÁBITO DE SE AFASTAR DAS REDES SOCIAIS? COMO CRIAR O HÁBITO DE SIMPLESMENTE ABRIR UM DIRETÓRIO SIMPLES COM SUBPASTINHAS E INICIAR UMA ORGANIZAÇÃO NO COMPUTADOR? COMO CRIAR O HÁBITO DE FAZER DOWLOAD E DIRECIONAR OS ARQUIVOS PARA PASTAS ESPECÍFICAS (TE CONFESSO QUE ISSO É MUITO DIFÍCIL PRA MIM)? COMO CRIAR O HÁBITO DE NÃO MANTER E-MAILS (MEU GMAIL TEM MAIS DE 10 MIL MENSAGENS E EU TENHO DIFICULDADE PARA EXCLUIR TANTOS E-MAILS)? Thais… desculpe o e-mail tão grande, mas eu adoro escrever… então, vou para por aqui! Abraço bem forte e um aperto de mão sincero. Sou muito grato!

  2. Oi Thais,
    Depois de muitos anos aprendendo com você e com a Carol a ser uma pessoa organizada, eu sinceramente acredito que hoje já se tornou de fato um hábito. Eu executo os passos do GTD meio que no automático. Olhando para os anos que passaram, foi bem assim mesmo, um pouco por dia, todos os dias, o hábito foi sendo construído e hoje não vivo sem.
    Um beijo,
    Suy

  3. Bom dia Thais,
    Esse tema vira muito a calhar e vous acompanhar de pertinho. De volta de uma viagem de 3 semanas au Brasil, onde cheguei tristinha e desanimada com a minha rotina, pois muito desregulada, resolvi aproveitar que o sol nasce bem cedo com a proximidade do verão aqui na Europa para mudar algumas rotinas e uma delas tem sido acordar mais cedo e fazer as coisas com mais calma pela manhã. Ainda estou na segunda semana dessa nova rotina mas o meu objetivo é transforma-la em habito, porque esta me fazendo um bem danado!
    Obrigada por sempre compartilhar conteudos tão relevantes.
    Abraços,
    Natalia

  4. Olá Thais, você faz parte do meu hábito matinal, antes de começar a trabalhar 🙂 Ajuda-me a manter o foco e a colocar pequenas-poderosas ações em prática. Bem haja, abraço de Portugal

  5. Oi Thais! Nossa, você me deixou com vontade de ir a Amsterdam te ver e participar do GTD Summit! Sobre hábitos, uma duvida que eu sempre tenho ao incorporar novos deles na minha rotina é: como usar o meu sistema de organização para me ajudar com isso? Nunca sei se coloco um evento recorrente na minha agenda me lembrando de realizar o tal novo habito, ou se coloco como tarefa recorrente na minha lista de tarefas em aplicativo, ou se não coloco em lugar nenhum… Enfim, se puder falar um pouco sobre isso, seria bem legal!
    Beijos e bom mês de junho para você e sua equipe! <3

  6. Thais, uma sugestão de tema relacionado a construção de habitos: gostaria de algum dia ler uma resenha sobre o app Fabulous. Ele parece ser muito interessante pois usa pesquisas científicas para a criação de novas rotinas.

    • Interessante, não conheço. Obrigada por recomendar. Eu tenho uma abordagem de organização que não faça a gente depender de ferramentas, mas se conhecer. Mas acho que vale a pena conhecer boas ferramentas também. 😉

  7. Acompanho o VO há pelo menos 5 anos e é tão bacana saber q vc vai palestrar! Vc merece esse reconhecimento ❤

  8. Deve ter um ano que te acompanho e tento ver seus conteúdos diariamente, agora chegando no blog 🙂 Realmente sou uma outra pessoa em relação aos habitos de organização. Obrigada!!
    Quando vc falou “Planejamento de vida” já pensei que é isso que preciso agora, porém, meu marido é muito complicado em relação à planejamento.. ele é imediatista e não gosta de sentar e planejar comigo como comprar isso ou aquilo por exemplo, tudo é na cabeça dele, provavelmente planeja (pq não estamos endividados e temos uma vida confortável financeiramente), mas sozinho. Agora que estou aprendendo a me organizar e planejar as coisas melhor estou sentindo falta do que nunca tive e não sei como resolver. Enfim, é meio frustrante essa porção do relacionamento entre duas pessoas diferentes mesmo que a relação tenha 12 anos.

  9. Thaís vc me ajudou a criar muitos hábitos bacanas, um deles é ler todos os dias. Agradeço pelos livros indicados, estou amando o livro “ O ponto de equilíbrio”. Já estou relendo e tentando aplicar os aprendizados, comecei a ler sem muito empolgação… mas pensei se a Thaís gostou é porque vale a pena, e valeu muito.
    Obrigada mais uma vez❤️

  10. Oi Thaís, gostaria que você abordasse a questão da organização em relação ao mestrado. Estou com dificuldades de terminar por falta de coragem e organização :/

  11. Parabéns pela participação no GTD Summit! Oportunidade merecida!

    Vá, se divirta muito e depois conte as novidades para nós!

  12. Que felicidade!
    Lembro de você em transição de carreira, estudando para concurso.Depois de muitos reveses, você será palestrante em um evento internacional do GTD!!!!! Você me faz acreditar que sempre podemos mudar nossas vidas.

  13. Oi Thais! Amo seu blog e seu trabalho! Queria muito ler sobre como manter hábitos a longo prazo. Eu normalmente consigo desenvolver hábitos e mantê-los durante semanas às vezes, mas parece que de repente a coisa sai do controle e o hábito simplesmente desaparece. Vou adorar se você falar sobre isso!

  14. Ler os artigos aqui no blog, diariamente, já é um hábito!
    Adorei o tema do mês e vou aproveitar bastante.
    Adoro seu trabalho e como você escreve com clareza, sinceridade e coerência com a vida real.
    Abraço!

  15. Acompanho o blog há anos e confesso que tenho um pouco de vergonha de mim…leio seus livros, o poder do hábito e nunca nunca saí do mundo das ideias para a ação. O vida organizada eu comprei assim que lançou e sempre me pego tentando reler e implementar pelo menos um único ponto e sou incapaz. Mas estou firme e forte acompanhando o blog! Rsrsrs! Forte abraço pq já acho que é minha amiga há pelo menos 5 anos !

  16. Todos os dias acordo e planejo bastantes coisas para fazer, mas quando chega no final do dia não fiz nada. O que seria isso? Preguiça, procrastinação, falta de foco ou é falta de vergonha na cara mesmo (desculpa o termo), mas é porque não aguento mais essa situação. Obrigado.

    • É um conjunto de coisas, Eduardo. Não tem uma repsosta única. O que a gente propõe aqui é a implementação de um processo pessoal com uma série de técnicas que pode te ajudar. Recomendo acompanhar os posts diariamente e ir implementando o que for sugerido, pois aos poucos você mudará esse cenário. Abraços.

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui