Aprendizados: nosso foco em fevereiro

13
3835

Todo mês, eu gosto de refletir sobre o panorama geral do que eu vejo na minha vida, ao meu redor, das pessoas que convivem comigo e das diversas coisas que estão acontecendo no mundo das quais eu tive conhecimento para conseguir escrever o texto que abre cada um dos meses.

O primeiro mês de 2019 começou, para mim, com bastante teor de renovação. Sei que pode parecer clichê falar dessa maneira por se tratar de um ano novo, mas desta vez eu senti essa vibração de uma maneira mais intensa que em anos anteriores.

Fevereiro, para mim, é sempre o mês de “volta às aulas”. Mas, quando falo em volta às aulas, eu me refiro a outras atividades além do estudo formal que você pode ou não estar cursando. Me refiro a: ok, já virou o ano, é hora de realmente colocar as coisas em prática. E sim, óbvio: antes do Carnaval. Logo, o foco deste mês, aqui no blog (e na vida), será em APRENDIZADOS.

É legal falar sobre isso porque o meu lema para o ano passado foi “aprofunde-se”. E eu aprendi muito sobre o processo de me aprofundar nos diversos assuntos.

Para mim, algumas coisas importantes começam ou recomeçam este mês, e todas envolvem aprendizados de alguma maneira.

O MESTRADO é a primeira delas. Estou entrando no último semestre dele, se tudo correr bem. A previsão seria terminar no final de 2019 mas, se eu conseguir, pretendo qualificar e defender a dissertação até agosto. Se não for possível, tudo bem também. Não fico me cobrando coisas que podem ter flexibilidade porque tenho outras iniciativas igualmente importantes e a vida é feita desse reequilíbrio constante.

A entrada da MALU na empresa. Já falei um pouco sobre isso em um post de dezembro onde conto sobre o status do negócio hoje. Ter uma empresa é uma responsabilidade enorme. Uma coisa é você ser autônoma – outra coisa é ter escritório, folha de pagamento e pessoas que dependem de você. Ou seja, tudo o que você faz de iniciativas profissionais e onde decide alocar o seu foco vai impactar no faturamento da empresa, que é garantia de que as coisas continuarão funcionando pelos próximos meses e anos. Eu adoro ter essa responsabilidade, mas ela é uma cobrança muito maior que coloco em mim mesma, sem dúvida nenhuma. Quero que todos fiquem bem, e eu também.

Tem bastante coisa acontecendo por aqui nesse momento. A entrada da Malu vai impactar muito a rotina da Silvia, que já trabalha comigo desde abril. Elas farão companhia uma à outra e trabalharão juntas. Poderão ambas desenvolver habilidades que serão boas. A Silvia poderá delegar – eu poderei delegar mais. Além disso, estou desenhando um novo processo de gravação e edição de vídeos, agora que temos o Anderson editando também. Tudo isso é um processo de aprendizado enorme para mim.

Em fevereiro eu vou conseguir tirar do papel um projeto que um dia foi um sonho, que é o workshop de planejamento de vida. Desde que fiz a minha certificação em coaching, eu sonhava em montar um curso que ensinasse tudo o que um processo de coaching ensina, conciliando com o que eu já tinha desenvolvido para mim mesma (e explorado um pouco no livro “Vida Organizada”) sobre planejamento de curto, médio e longo prazo. O resultado desse sonho terá sua primeira turma em São Paulo dia 23, e inclusive ainda tem vagas abertas (eu pretendo sim levar para outros lugares, ainda que sem data prevista especificamente).

Outro aprendizado que todos nós por aqui estamos envolvidos é na gestão da empresa dentro do modelo de holocracia. Isso impacta demais o meu papel de liderança e os processos da empresa. Estamos todos aprendendo com isso. Além da holocracia, temos nossos aprendizados constantes, que são: GTD, conhecimentos do Vida Organizada, Napoleon Hill, meditação… estamos todos aprendendo como aprender melhor sobre isso com consistência.

Enfim! Fevereiro será um mês onde falarei sobre aprendizados diversos por aqui. Se você tiver algum tema relacionado que gostaria de ver explorado no blog, por favor, deixe um comentário. Obrigada por estar aqui, acompanhando essa evolução. <3

13 comentários

  1. No processo de aprendizado, acho que uma das partes mais difíceis é o fato de ter que lidar com o “ego” que não aceita você admitir que é mais ignorante em um assunto do que imaginava, o que deixa difícil de começar o aprendizado, porque você ainda não está sentindo que pode alcançar aquilo e o prazer em aprender. Por causa do meu ego, procrastino muito, pois me sinto agoniada com todas as informações que não sei.
    Se possível, gostaria que você falasse sobre isso em algum post e como você faz pra silenciar esse pensamentos negativos.

  2. Thaís, achei interessante vc ter feito um post sobre aprendizado, hoje. Ontem fiz um curso, da universidade corporativa da empresa onde trabalho, chamado “reskilling”, palavra que eu nunca tinha ouvido. Trata justamente sobre “aprender a aprender” e achei muito válido tudo o que li. Estou refletindo desde então sobre a minha maneira de aprender. Aproveito para sugerir que vc traga posts sobre isso, se for possível e estiver dentro do teu planejamento. Acredito que existam sim algumas técnicas para potencializar o aprendizado, e que elas variam pessoa a pessoa. Adorei a transmissão de pensamento!! Um abraço e obrigada sempre.

  3. Falando em Napoleon Hill, você ainda pretende fazer o post/vídeo falando sobre todos os livros dele? Diz que sim…rs 😉

  4. Thais, falando em aprendizados e o que você tem comentado sobre a equipe que está com você e tudo isso…caso não extrapole algum limite de privacidade e confiança, você poderia comentar em algum momento essa parte do aprendizado como líder e chefe? Por exemplo, como foi estabelecer o que você procura/precisa em alguém que vai trabalhar junto com você, como avaliar se as expectativas que você tinha sobre o trabalho de alguém da sua equipe estão de acordo com a realidade do que elas entregam e sobre esse processo de às vezes cobrar certo desempenho e/ou precisar avaliar se a pessoa não pode entregar o que você precisa? Obrigada!

  5. Thais, faz um post atualizando sua “universidade pessoal”? Tô querendo aplicar na minha vida.
    Beijo

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui