Arrumação de hotel: lições para a rotina diária

33
8256

A rotina diária de arrumação dos hotéis sempre me fascinou. Viajo muito a trabalho, e a rotina de uma viagem a trabalho basicamente se resume a acordar, dar uma geral no quarto, sair e voltar de noite, com ele arrumadinho pela camareira.

Os quartos de hotéis são feitos para serem ágeis e práticos. Já falei sobre isso aqui em outro post. Eles têm o que é necessário. Acho que são boas lições para trazermos sim para a nossa casa. Afinal, nossa casa serve para a gente viver, não para armazenar coisas.

Com relação à arrumação diária dos hotéis, que é minimalista, apenas para manter o quarto minimamente limpo e atendendo o hóspede, eu resolvi trazer para a minha casa essa singela rotina, que faço pela manhã. Hoje eu compartilho com vocês.

Basicamente, ao acordar, e antes de começar a trabalhar ou sair de casa, eu faço as seguintes tarefinhas, bem rapidamente e da forma mais simples possível:

  • Arrumar as camas (se todo mundo já tiver acordado)
  • Tirar o lixo
  • Lavar a louça (se tiver)
  • Dar uma geral nas pias (banheiros e cozinha)
  • Colocar a roupa para lavar
  • Dobrar e guardar as roupas limpas
  • Tirar o pó das superfícies
  • Lavar e guardar a louça
  • Trocar as toalhas e panos de prato

Dessas atividades acima, a única que eu não fazia diariamente era limpar as superfícies. Desde que comecei a fazer (e me toma de 2 a 3 minutos apenas), notei uma diferença significativa na relação que tenho com a minha casa, pois dobro os cuidados antes de colocar algo em cima das superfícies (“não quero sujar”), e me sinto melhor em uma casa um pouco mais limpa.

Eu também não trocava as toalhas diariamente, e continuo não trocando todos os dias, mas tenho trocado com uma frequência maior. Não temos espaço para varal e que pegue sol em casa para deixar as toalhas, e o período de uma semana para trocas estava sendo tempo demais. Aumentamos o número de toalhas e trocamos com uma frequência maior (quando sinto necessidade, mas geralmente a cada dois ou três dias).

Eu em uma das últimas viagens, no quarto do hotel limpinho.

Quando penso na rotina que eu tinha antes de ter essa configuração de trabalho que tenho hoje, quando eu saía de casa bem cedo para trabalhar e voltava de noite, ainda assim penso que essa rotina seria factível. Bastaria acordar 15 minutos mais cedo para fazê-la. Muitas vezes eu acordei mais cedo para estudar, meditar ou qualquer outra atividade, e não veria problemas em acordar mais cedo para fazer essa pequena rotina matinal de cuidados com a casa, se assim quisesse. Mas tá tudo bem fazer em outro horário também. Realmente tanto faz. Não se apeguem ao horário, e sim às atividades. 😉

O cuidado com a casa é muito baseado nas rotinas. Tem que automatizar algumas coisas para elas acontecerem rapidamente e no piloto automático, sem tomar muito tempo. Nesse caso, mesmo fazendo “no piloto automático” eu me sinto muito “mente plena” fazendo, pois sinto que estou dando carinho para o lugar que me abriga.

Vejo as rotinas como frequência de atividades, e não atividades relacionadas a um horário específico. O que eu citei neste post de hoje pode ser feito em qualquer outro horário. Para mim, de manhã tem funcionado porque muitas vezes passo o dia fora, a trabalho, e pelo menos adiantei bastante coisa antes de sair.

É comum eu ficar muitos dias fora viajando a trabalho, e sempre que volto vejo a falta que essa rotina faz à casa. Por mais que meu marido cuide das coisas enquanto estou fora, eu não posso obrigá-lo a ter a mesma rotina e fazer as mesmas atividades que eu gosto de fazer – ele faz as coisas no ritmo dele. Quando eu volto, eu vejo valor nessa rotina, e me sinto satisfeita por fazê-la, porque sinto que estou cuidando não apenas da casa com carinho, mas de todos nós que moramos aqui.

A rotina de arrumação de um quarto de hotel tem uma ou mais pessoas dedicadas a isso. Não podemos ter a expectativa do mesmo resultado sem ter uma equipe em casa cuidando disso também. Mas algumas poucas práticas podem ser fáceis de serem incorporadas, e mesmo sem investir muito tempo podemos ter um resultado que deixe a nossa casa um lugar mais agradável para viver diariamente.

33 comentários

  1. Oi Thais!

    Queria te perguntar se você conhece o estilo de vida hygge? é bem bacana! Seria ótimo ver o seu ponto de vida.Abraços!

  2. Em relação a organização e divisão de tarefas, vc disse o principal (e mais importante na minha opinião) dos aspectos: é que cada um tem seu jeito de fazer as coisas. Acredito que muito da sobrecarga de mãe, de dona de casa, tenha a ver com isso: a pessoa quer que as coisas sejam feitas do jeito dela, no horário que ela faria, com a mesma dedicação e resultado. Isso é impossível…. no momento que eu percebi isso e deixei as coisas serem na dinâmica – diferente – de cada um, as coisas fluíram. Gerenciar tem dessas, e acredito que mto da organização da casa e da criação dos filhos se beneficie dessas concessões que fazemos para ter uma vida leve. =)

  3. Olá Thais !
    Sou hoteleira e gostaria de passar 3 dicas que adotei na minha casal também:
    * usar spray para tecidos para ” refrescar” a roupa de cama … faço o meu em casa com água/ álcool / amaciante em partes iguais. Dá uma sensação de lençóis recém lavados a roupa de cama e toalhas
    * Ter um cesto/balde com os produtos para andar pela casa … coloco tudo que preciso para limpar junto (spray+ panos + lenços de limpexa) e passeio pela casa resolvendo .
    * tenho um vasinho de cerâmica com flores artificias no banheiro … uma vez por semana coloco óleo aromatizante nele para deixar o banheiro cheirosinho .

    Mas a idéia do serviço de arrumação do hotel é essa mesma … limpeza superficial para manter o local ok … quando é feito o check-out fazemos a limpeza pesada … mas durante as estadias curtas é só o básico mesmo.

  4. Pelo que li em outros posts, sua casa não é minúscula. Então saber que você faz todas essas atividades em 15 minutos, me faz sentir uma lesma em tarefas domésticas… 🙁

    • É bem pouquinho tempo mesmo que eu levo. O que ajuda é fazer no quarto, aí finalizo, vou pro banheiro, finalizo, vou pra cozinha, e aí acabou! Eu vou percorrendo os cômodos à medida que vou fazendo as minhas próprias coisas (acordar, trocar de roupa, escovar os dentes etc). 🙂

      Obrigada por comentar.

    • IVA, eu super te entendo. Rsrsrs! Também tenho a minha rotina diária e onde além das coisas que a taís falou, molho as plantas e limpo a areia dos gatos. Sem tirar o pó, que eu não tenho o hábito de fazer diariamente, leva uns 30 minutos. Não consigo fazer tão rapidinho contra ela. Mas cada um é de um jeito, não é? A gente vai adaptando as coisas pro nosso estilo descer. Beijos

  5. Thais! Você salva demais a minha vida! Você já falou sobre esse assunto de outras maneiras, mas eu não sei o que acontece, a gente às vezes precisa de uma professora maravilhosa como você para relembrar os princípios básicos!
    Sabe, como na aula de tênis, por exemplo, o professor já ensinou que tem que armar a raquete rápido, aí a gente esquece, e ele continua lá, insistindo, “arma cedo, arma cedo”, até ficar automático.
    Tem detalhes que se não forem feitos, na minha opinião, mesmo planejando tudo direitinho, a vida fica muito mais difícil.
    Obrigada por estar por aqui sempre fazendo seu trabalho de formiguinha, como você diz!
    Fiz o seu curso de Rotina doméstica e super recomendo, coloco muito em prática, é o que mais me ajuda por aqui!
    Um beijo! Você é muito querida! ♥️

  6. Oi Thaís, tudo bom?
    Acabei de mudar da casa da minha mãe onde eu morava com meu marido e filho de 4 anos, ou seja, somo nós três agora. Ainda estou estabelecendo rotinas e isso que você falou realmente muda a vida. Eu levo o meu filho na escola antes de ir trabalhar, ai antes de sair tenho limpado superfícies da cozinha, levo o lixo e arrumo as camas. Isso faz muita diferença porque chego mais tarde e fica corrido pra mim entre cuidar das coisas, dar atenção pro meu filho e ter um tempo pra mim. Ainda preciso entender que o outro, no caso meu marido, tem outro processo e que não posso impor meu tempo e minha rotina. Como você disse, é algo que pode ser implementado de acordo com cada casa.
    Como sempre, posts pontuais e interessantes. Obrigada.

  7. Uma das coisas que certamente me angustiam mais é a manutenção da casa. Tenho alguns gatos (= muito pelo) e minha cidade venta muito, ou seja, é areia no poeira de um dia pro outro. Fora que me mudei de uma casa maior que a atual e ainda não demos conta do extra. AInda estamos no ponto em que, mesmo simplificando, ainda tá muito.

    • Carol, eu estou exatamente na mesma situação. Me mudei recentemente de Porto Alegre para São Paulo, apartamento grande, 200 m², dois gatos e muita poeira. Ainda não achei uma diarista para me ajudar, se alguém tiver uma indicação, eu agradeço. Fico fora de casa das 8h00 da manhã até as 20h00, então tenho feito somente a rotina diária, e nos finais de semana limpo chão mas a limpeza mais pesada mesmo, que não estou conseguindo fazer, está me deixando louca. Mudei a três semanas, então penso que ainda estou em fase de adaptação, mas penso que com o passar do tempo as coisas vão se ajeitando e as novas rotinas da casa nova se criando. Boa sorte pra você aí também!

    • Carol será que as a aquisição daquele aspirador de pó robô não possa te ajudar muito? Eu sempre vejo pessoas que tem muitos gatos falando que foi a única coisa realmente efetiva para os pelos.

      Abraços

  8. Pensando….Qual o meu problema? Me sinto assim lendo esse post.Não consigo,fazer essas rotinas tão rápido assim,por mais que eu corra muito.Já copiei suas dicas de rotina diária. Arrume as camas,lave as louças, gerencie o lixo,limpe o que sujou,cuide das roupas,cuide de alimentação. Vai uma manhã inteira.Me sentindo perplexa,um quarto é diferente de uma casa de 14 ambientes, a parte da cozinha então é demorada,mesmo que tenha só as louças do café e algumas coisas do jantar.Onde estoi me perdendo,gostaria muito de saber.Resaltando que eu foco no trabalho ,lógico que eu gostaria de acabar rápido.

    • Querida, depende muito do tamanho da sua casa. Se sua casa for muito grande, certamente você levará mais tempo. O importante é que você descubra o que basta fazer todos os dias sem que tome muito do seu tempo e te deixe satisfeita, sem que isso te incomode, fazendo você sentir que está perdendo tempo, sabe? Com certeza você encontrará o equilíbrio se olhar com gentileza para a sua própria rotina. 😉

    • Olha, a minha rotina diaria leva de 40 a 45 minutos. É basicamente essa lista da Thais, com um item a menos, esse de tirar o pó das superficies. Na minha lista, tem um item a mais, que é regar as plantas. E lavar a louça leva um tempinho, pque as louças que são usadas na hora do jantar ficam para o outro dia. Funciona bem pra mim esse esquema.
      Levo de 40 a 45 minutos diariamente, incluindo a lavagem de roupas, então acho que está ótimo.
      O lance é fazer só o necessário mesmo. Não precisa ficar limpíssimo. Tem que ficar agradável, arrumado, a gente tem que se sentir bem na casa… Só isso. Não varro o chão nunca, por exemplo. O chão é limpo uma vez por semana, qdo vem a diarista. No resto da semana, só limpo se derrubar alguma coisa, se perceber alguma sujeira mais visivel. E assim vamos…

  9. Acredito que a angústia que dá sobre os 15 minutos parte de uma avaliação mal feita. Vou chutar umas ideias, a Thais pode confirmar depois, mas eu entendo que quando ela diz que limpa a pia, não se trata de tirar tudo que está em cima e limpar criteriosamente, mas de evitar sujeira acumulada na pia, aqueles restos de pasta e cabelo (e também se trata de ter menos coisas em cima da pia, rs). Da mesma forma, ela não limpa TODAS as superfícies da casa, mas as que estão no quarto/banheiro/cozinha (nos outros cômodos, nem se suja tanto para necessitar ser diário). Lavar a louça, se ela deixa a pia limpa à noite – e ela deve deixar, pq é cria do Flylady, rs – é só lavar o que sujou para o café. Se seus banheiros e cozinhas são organizados, trocar toalhas é fácil, pq os itens limpos estão ali por perto: então é passar, retirar o lixo, colocar a toalha, passar a buchinha na pia. Demora nem um minuto.
    O que ela diz é possível, mas talvez uns passos sejam necessários como preparativo, como manter os itens de limpeza e reposição no lugar onde serão utilizados (ou num cesto móvel que fique num lugar estratégico); dormir com a pia limpa; e ter uma rota de ação, que termina jogando os lixos no local adequado e as roupas na máquina.

    Se a pia está cheia de panela gordurosa do dia anterior, claro que não vai resolver em 15minutos. Se vai levar lixo, trazer saco novo, levar toalha, trazer toalha nova, pegar buchinha e produto, depois guardar, claro que não vai funcionar!

    Planejar e organizar é fundamental para garantir a limpeza.

  10. Thais! Você é muito especial, já me sinto bem mais leve por seguir suas dicas. Minha organização já esta me deixando mais tranquila. Cada vez que leio ou assisto algo que você posta me sinto mais animada para continuar. Obrigada por sempre estar nos orientando. Que Deus sempre ilumine e te proteja.

  11. Oi Thaís, obrigada pelas dicas, são sempre muito inspiradoras! Desde que você postou o checklist da casa, tenho tido uma rotina diária também. Adaptei para o meu caso, mas ela é muito parecida com a sua, acrescentando molhar as plantas e limpar areia dos gatos. Ainda não incluí tirar o pó diariamente, mas achei ótima a ideia, porque aqui junta muito! Faço a metade das coisas pela manhã e a outra metade a noite quando chego do trabalho. Tem funcionado bem pra mim, E como você disse, e nos traz uma sensação boa de estar cuidando da nossa casinha. Mudei a três semanas de Porto Alegre para São Paulo, e estou impressionada com a quantidade de pó que tem aqui! Só limpando todos os dias mesmo! Rsrs!

  12. Adorei o post, por passar essa sensação de amor pela nossa casa, de cuidado com a família. São pequenos cuidados e atenções que tornam a vida de todos muito, mas muito melhor.

  13. Não sou maníaca de limpeza nem de arrumação, mas gosto quando minha casa está arrumadinha… e ppr morar em um apto pequeno, me sinto sufocada quando as coisas estão bagunçadas…
    Mas é tão desgastante ter que conviver com meu marido… 🙁
    Ele sai largando tudo dele pela casa toda… já tentei tantas vezes conversar, ele diz que entende, mas continua “esquecendo” as coisas espalhadas em todo lugar…
    Se eu arrumo, fico cansada, me sentindo sobrecarregada (e, obviamente, mau-humorada). Aí ele diz que eu não precisava fazer, era só ter falado que ele arrumaria. Mas se eu falo, ele reclama que eu sou chata e reclamo de tudo. E se eu não arrumo e nem falo, fico me sentindo sufocada dentro da minha propria casa, e muito chateada, porque eu queria me sentir em paz e relaxada na minha casa, mas não consigo…
    Eu gosto muito do meu marido, mas não sei quanto tempo mais vou conseguir continuar casada com ele. É frustrante demais viver assim, e não quero que meu filho cresça com esse exemplo, achando que é normal viver no meio à bagunça…
    🙁

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui