Categoria(s) do post: Hábitos

Não considero que existam hábitos “ruins”, mas usei essa palavra no título para facilitar a busca, pois é assim que geralmente as pessoas se referem quando procuram por esse assunto.

Eu considero que existam hábitos que não estejam muito alinhados com quem somos ou com a pessoa que queremos ser. Ou que estejam nos fazendo mal ou menos bem que outros. Isso seria um hábito “ruim”, na minha opinião.

Alguns exemplos que podem se encaixar aqui:

  • fumar
  • consumir álcool
  • comer alimentos ultraprocessados
  • comer muito açúcar refinado
  • beber muito café
  • dormir demais
  • dormir depois do almoço
  • perder tempo navegando nas redes sociais
  • acordar tarde
  • automutilação
  • tomar remédios desnecessariamente
  • responder as pessoas de maneira reativa
  • entre outros

E não quer dizer que os hábitos acima sejam NECESSARIAMENTE ruins, ok? São exemplos e variam de pessoa para pessoa.

O grande propósito de eliminar um hábito ruim não é apenas o suposto mal que a prática lhe traz, mas o tempo que você perde fazendo algo que não quer e deixa de fazer algo que quer.

Tudo na vida que você queira fazer (ou parar de fazer) pode se tornar um hábito. Sinceramente. A questão é: o que você quer ou precisa implementar que faria toda a diferença no momento? Essa é minha recomendação de escolha para começar a implementar um hábito. Porque, se você não tiver uma motivação real para eliminar um hábito, se tornará mais difícil de fazê-lo, justamente porque ele já se tornou rotina.

Um ponto especial que quero desmistificar é sobre o grau de eternidade do hábito. Hábitos podem mudar. Não é porque você incorporou um hábito que precisa mantê-lo para sempre. Você deve manter enquanto achar que faz sentido. E é isso. A vida deve ser esse personalizar diário. A gente mantém o que faz bem, tira o que faz mal, ou não faz mais sentido, e assim personaliza o dia a dia.

Seu cérebro sempre vai fazer o que for mais fácil. Logo, você vai aprender que, para eliminar um hábito, uma das melhores estratégias é torná-lo difícil.

Aqui vão algumas recomendações gerais então para você eliminar um mau hábito:

  • Escolha UM “mau” hábito para tirar. Algumas pessoas conseguem mudar vários hábitos de uma só vez mas, se você estiver começando, foque em um. Depois você foca em outro. A vida não é uma corrida de 100 metros.
  • Não tenha em casa, se for relacionado ao consumo. Bebidas alcoólicas, doces e coisas desse tipo – se você não tiver em casa, as chances de consumir são menores.
  • Evite lugares e pessoas que te “inspirem” aos hábitos ruins. Esta é uma triste realidade, mas faz sentido. Se você quer parar de beber, não vá a um bar. Evite, pelo menos durante um tempo, a convivência com amigos que bebem. (Tudo isso vale para quando não estivermos em uma pandemia, obviamente.) Se você quer tirar o hábito de dormir depois do almoço (talvez porque isso atrapalhe seu sono noturno), que tal dar uma volta no quarteirão depois que almoçar em vez de sentar no sofá, que provavelmente vai te dar sono? Busque esse tipo de ideia.
  • Substitua o hábito ruim por um hábito bom. Por exemplo, talvez você goste de acordar mais tarde porque seu descanso é inegociável – e eu concordo com isso! Até que percebi que, para descansar mais, eu poderia simplesmente ir dormir mais cedo, e não necessariamente acordar tarde. Minha vida mudou depois desse entendimento. O ser humano acaba fazendo o que for mais fácil, então talvez seja simplesmente natural “manter” um hábito substituindo por outro. Exemplo: você sempre come uma balinha depois do almoço. Não tenha balinhas! Em vez disso, coloque outra coisa saudável ali para você comer – um chiclete sem açúcar, talvez? Facilite sua vida. Às vezes não precisa ser radical ou revolucionário.
  • Lembre-se da sua motivação diariamente. Se você encontrar o “por quê” de deixar um hábito de lado e deixá-lo sempre visível para você, será mais fácil de conter os seus impulsos. Por exemplo, se você quer parar de fumar, pode pensar que quer fazer isso porque quer ver seus filhos crescerem. Lembrar de um motivo que pegue lá dentro no seu coração pode ser suficiente para você deixar de fazer essa atividade.
  • Identifique os gatilhos. Por exemplo, se você percebe que de noite está com a mente mais cansada e acaba respondendo as pessoas sem paciência, evite responder mensagens à noite. Planeje-se para fazer isso apenas pela manhã e de tarde. De noite, inclua outras atividades na sua rotina, de preferência offline, para não ficar tentada/o a responder mensagens.

Por fim… recaídas são normais. Lembre-se: o que constrói uma rotina é a consistência do dia a dia, não as exceções de vez em quando. Se você passou a semana inteira sem beber refrigerante mas não aguentou no sábado e bebeu, retome no dia seguinte. Não “chute o balde”. Retome. Chegará um momento em que você reduzirá essas recaídas até parar de fazê-las simplesmente porque esse hábito já não faz mais sentido.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

8 comentários

  1. Mayara Prado comentou:

    Estava precisando desse post hoje. Obrigada!

  2. Luanda comentou:

    Thais, eu tinha o hábito de tomar café à tarde, por volta das 17h. Atrapalhava muito o meu sono. Passei a tomar um descafeinado que eu não gosto muito, mas é melhor que nada. 🙂

  3. Marcia comentou:

    “Evite lugares e pessoas que te “inspirem” aos hábitos ruins.”
    Curioso que acabei de ler a biografia do Eric Clapton e uma medida que foi absolutamente importante para ele se recuperar do vício foram as novas companhias, via de regra pessoas também em recuperação, e evitar as situações e pessoas que pudessem contribuir para uma recaída. Faz todo sentido. Bj

    1. Com bebida e droga isso é essencial. O poder do grupo influencia demais.

  4. Camila comentou:

    Thais, eu posso dizer que de 3 meses prá cá consegui me colocar novos hábitos, antes só comia em casa lanches, comida pronta e agora tenho uma nova rotina 5x por semana ando de bike e faço uma janta sempre mais leve a noite, com esses hábitos consegui eliminar 11kg estou muito feliz e tentando manter. Até mesmo refrigerante tirei totalmente mais por exemplo no dia dos pais acabei tomando um pouco sem me culpar. Fácil não é mais com programação e foco agente vai longe 🙂

  5. Mayara Luna comentou:

    Thaaaais! Eu fico impressionada como você consegue sempre trazer coisas que agregam demais na nossa vida, estou aqui a anos e sempre encontro algo que me inspira e me faz seguir um caminho. Nada de perfeccionismo e muito real! obrigada por dividir sempre com a gente. Beijos

  6. Jamil comentou:

    Gente, é um artigo bom atrás do outro. Não consigo parar de ler o Blog!
    Parabéns pelo trabalho, Thais.

  7. Bianca Ghiggino comentou:

    Adorei 🙂
    Sou aluna do curso do Vida Organizada, mas o blog acrescenta demais também!!
    Brigada! <3