Mestrado: organização da semana por contextos

6
4061

Eu já comentei em outro post, recentemente, que tenho organizado a minha semana de trabalho de acordo com contextos. Decidi aplicar o mesmo aos meus estudos, então.

O raciocínio é o seguinte: para os períodos de trabalho, tenho alguns contextos. Para os períodos de estudos (geralmente à noite), terei outros. (Sugiro a leitura do post, caso você não saiba do que eu estou falando, porque lá explico o funcionamento direitinho.)

Tenho alguns princípios para desenhar essa organização:

  • vou estudar todos os dias (mesmo aos finais de semana)
  • não é engessado, no sentido de… se eu tiver um compromisso à noite, tudo bem
  • de modo geral, o estudo será à noite, mas pode variar, de acordo com meu volume de trabalho

A distribuição vai ficar inicialmente assim:

  • segunda: disciplina 1 (metodologia da pesquisa em comunicação)
  • terça: grupo de pesquisa 2 (mídia e poder)
  • quarta: disciplina 2 (mídia e sociedade contemporânea)
  • quinta: artigos / eventos
  • sexta: pesquisa / formação
  • sábado: grupo de pesquisa 1 (teorias da comunicação)
  • domingo: pesquisa / formação

Vale lembrar, trazendo da explicação do outro post sobre contextos da semana, que isso serve para atividades, leituras e escritas SEM PRAZO. Que, do contrário, eu não faria em um tempo determinado. Tudo aquilo que tiver prazo (ex: ler um texto para a disciplina tal, ou finalizar o rascunho de um artigo para a revisão do meu orientador) vai ser feito independente da distribuição acima, no dia a dia.

Os contextos servem apenas para eu organizar as atividades. Por exemplo, se preciso fazer algumas leituras para um artigo que vou submeter para publicação, me organizarei para fazer isso às quintas-feiras. Mas, mais uma vez, não é engessado, e sim uma orientação.

Procurei alternar os temas e estilos de estudos. Também optei por deixar dois dias para a pesquisa (porque às vezes eu saio às sextas mas, quando não sair, me dedico aos estudos, nem que seja um pouco, em casa), que de todos é o tema mais volumoso mesmo.

Estou fazendo alguns testes esta semana e, mais para o meio do semestre, eu comentarei se tem funcionado.

E você, que também tem uma vida acadêmica, como organiza seus estudos?

6 comentários

  1. Olá, Thais. Parabéns pelo mestrado. Vc realmente me surpreende a cada dia e a cada acontecimento na tua vida. Eu queria saber quantas horas vc pretende dedicar aos estudos por dia, uma vez que vc TB cuida do Paul, da organização da casa, da tua empresa, dos textos e vídeos …. Quero muito voltar a estudar. Conclui meu mestrado há um ano. Minha caçula tem 2 anos. Sou professora de escola pública , 40 horas… Não tenho empregada doméstica. Minha.mae me dar uma força grande. Mas, sinceramente, ando desanimada. Nunca mais produzi nada. Beijo grande e boa sorte.

  2. Olá, Thaís. Eu trabalho (toda noite) e estudo para concurso de professor universitário e para fazer um pós-doutorado. Essas são as duas principais áreas de foco que tenho na vida profissional. Para isso, separo dias para preparar aulas, geralmente nas segundas. Outros dias (terças, quartas e quintas) estudo para as atividades acadêmicas. Nas sextas, eu paro e vou fazer algumas atividades mais de cunho doméstico: feira, lavar algumas peças de roupa e outras. Estou indo no caminho certo? Abraço!

  3. Me surgiu uma dúvida . Como vc estuda? Faz resumos? Só grifa? Mapa mental? Que tal falar sobre a forma de estudar. Parabéns! Vc é um super exemplo! Ah! E a rotina da cirurgia ? Bjs

  4. Eu separei minha semana por contexto, tipo segunda estudo espanhol, terça direito, quarta empreendedorismo, quinta artigos para meu trabalho.
    Mas nada disso saiu do papel 🙁

  5. Eu trabalho (três dias na semana), faço mestrado (já concluí todas as disciplinas e qualifiquei, agora me resta escrever) e faço uma segunda graduação. Como minha orientadora retornará as atividades somente em abril, estou fazendo algumas coisas em paralelo para depois me dedicar inteiramente à dissertação.
    Então às quartas e sextas (pela noite) e sábados e domingos (pela manhã) me dedico às quatro disciplinas da graduação que, ao menos por enquanto, não me demandam muito tempo nem energia.
    Nos outros dias/períodos estou deixando para terminar de fazer a leitura e fichamento de um livro que quero resenhar e enviar para um periódico. Em um dia eu apenas leio e sublinho e no próximo, já tendo uma ideia geral do capítulo, faço anotações que já funcionam como um breve resumo do conteúdo, com alguns apontamentos que eu poderia contrapor ou acrescentar na resenha.
    Como eu sou meio apavorada e nunca sei o momento de parar de ler materiais para a dissertação, estou fazendo leitura e fichamento de um livro que é mais voltado ao meu tema de pesquisa, mas o faço de um jeito mais livre porque minha preocupação maior é fazer a tal da resenha.

    Acho que isso vai se manter por mais ou menos um mês, tem dado certo pra mim, mas eu fico muito, muito cansada. E você ainda tem um filho!!!! Quando as pessoas comentam o clássico “como você dá conta de tudo??”, as vezes me soa como se elas estivessem se comparando com você e cobrando delas mesmas mais produtividade. Mas preciso dizer que o meu comentário não envereda pra esse lado porque acompanhar você estudando, gerindo uma empresa, ministrando cursos e dividindo os cuidados de casafilhofamília é bastante inspirador porque mostra que tendo interesse, organização e bons aliados pode dar certo.
    Outra pessoa que também me indica um horizonte possível é a Manuela D’Avila: faz mestrado, é deputada, tem filha (amamentando!!!), casa e ainda tá fazendo campanha pelo Brasil porque tá concorrendo pra fuking presidência!
    Inspirações máximas

    Beijos <3

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui