Categoria(s) do post: Diário da Thais

O mês de outubro me traz seminários acadêmicos.

Esta semana estou participando da INTERCOM Nacional, que é o maior evento de Comunicação do país. Eu transformei a minha dissertação do Mestrado em um artigo e submeti ao Congresso. Foi aprovado e apresentarei amanhã. Esta semana inteira estou participando dos grupos de pesquisa e palestras do evento, que homenageia Paulo Freire. Está muito bonito e, as palestras, significativas.

O outro seminário acontecerá na semana que vem, na Cásper Líbero. Todos estão sendo virtuais, obviamente. Vou apresentar meu levantamento inicial sobre trabalho e tempo livre em tempos de pandemia. É inicial porque ainda é muito cedo para avaliarmos, mas já há boas pesquisas sendo realizadas que nos permitem reflexões. Eu sou apaixonada por esse conceito do “tempo livre” como anexo ao tempo de trabalho que o Adorno faz, e ele é determinante nos meus estudos de modo geral.

E, por fim, eu achando que o mês de outubro estava mais tranquilo (RISOS), surgiu um colóquio no núcleo de pesquisa de Sociologia do Trabalho na PUC, que na verdade será realizado na UNIFAI (braço da PUC), para o pessoal da Graduação em Administração, e a minha professora orientadora acredita que seja importante que eu apresente o meu trabalho. Isso me tirou totalmente da zona de conforto porque “me obrigou” a “correr” com o texto que eu estava preparando para janeiro… E isso foi excelente porque estou muito, muito envolvida com a minha pesquisa, naquele nível de ir dormir pensando nela, acordar cedo querendo escrever e tudo o mais.

O colóquio foi adiado! Talvez seja em novembro ou até em fevereiro! Aguardando cenas dos próximos capítulos! De qualquer maneira, vou apresentar o trabalho em sala (para o grupo) em duas semanas. Todo esse “corre” me ajudou a iniciar a formatação do trabalho.

Eu também estou reorganizando o meu escritório em casa. Coloquei a mesa virada para a janela, para trabalhar olhando o horizonte, o céu, o pôr do sol. Faz toda a diferença, para mim. Além disso, coloquei outra mesa atrás de mim, de frente para a porta e embaixo do lustre, de modo que, se eu quiser “mudar de ares”, basta virar a cadeira. Em breve farei um post mostrando direitinho e quero gravar alguns vídeos. Eu comprei mais duas estantes 😇 e, quando elas chegarem e eu organizar os livros, poderei fazer esses conteúdos bonitinhos.

Nós estamos em um momento de planejamento na empresa, cortando projetos e abraçando outros importantes, que vão nos possibilitar caminhos mais focados daqui em diante. Aos pouquinhos eu vou trazendo aqui para vocês.

Vocês devem ter notado que eu estou formatando o conteúdo publicado aqui e nas redes do Vida Organizada de modo geral. Os conteúdos estão mais pessoais, mais introvertidos, porque eles refletem mais essa minha fase mesmo. Cada vez mais quero resgatar esse sentido de blog, do compartilhar percepções, e acredito que vocês tenham gostado. Claro que aceito os feedbacks, dos novos e dos antigos. Agradeço de antemão. 😉

Deixe seu comentário

15 comentários

  1. Dalva Borges comentou:

    Eu simplesmente AMO a “Thais-raiz”. Quero sempre ler/ouvir suas percepções e conhecimentos sobre tudo! 🙂

  2. Carolina comentou:

    Thaís, super apoio suas reflexões em modo de blog post.

    Pra mim é mais acessível e fácil de ler no meu tempo, sem pressão aqui o blog do feed no Instagram.

    Também gostei muito dos vídeos curtos e muito inspiradores no YouTube.

    Continuo sendo a seguidora raiz que gosta do email e YouTube 😉

  3. Leticia comentou:

    Thaís, eu admiro sua dedicação para estudar. Eu comecei uma especialização esse ano, 7 anos depois da minha formatura na graduação. Durante esse tempo, pensei várias vezes em fazer um mestrado (fora do Brasil), mas nunca me animei a correr atrás de verdade. Aí vim morar fora do país, com um visto que não me deixa trabalhar, e resolvi voltar a estudar. E olha, vou te falar: eu amo as aulas, mas detesto a parte da pesquisa. Eu escolhi um tema interessante, que acompanho a vários anos, para a minha tesina, mas detesto a rotina de estudos e leituras infinitas e revisão interminável de documentos. Apesar de até estar indo bem, me faltam 6 meses para apresentar a tesina e tudo o que eu quero é terminá-la logo, enfia-la em uma gaveta e esquecer que eu a escrevi rs.

    Felizmente a especialização é curta, apenas um ano; acho que se tivesse entrado em um mestrado estaria sofrendo mais. O lado bom é que foi um exercício de autoconhecimento: eu entendi que de fato não tenho interesse em estar na área acadêmica, então fiquei mais tranquila para abandonar essa ideia do mestrado. Eu sinto muita falta do dinamismo do trabalho e de lidar com várias demandas, atividades e temas diferentes ao mesmo tempo; acho a rotina acadêmica muito monótona. Trabalhava no governo antes e agora meu projeto é começar a estudar (depois da especialização) para fazer um concurso quando voltar ao Brasil (com sorte em um governo novo, pois saí justamente para não ver/participar do estrago que essa gestão está causando). A ideia é voltar a ter uma rotina que me deixe feliz, me estimule, em que eu realmente curta o que eu estou fazendo pelo menos na maior parte do tempo.

  4. KARINA ROSSINI RONDINA BALLAMINUT comentou:

    Gosto desse jeito mais intimista, a gente se sente mais perto e com mais vontade de organizar, porque vc traz essa coisa toda com ares de vidro como ela é…e não cenário de curso….obrigada pela honestidade….😍😍

  5. Joy comentou:

    Linda perfeita aclamada!
    Amando o novo formato, como sempre ❤️

  6. Isabella Vieira comentou:

    Eu AMOO esse modo mais pessoal e intimista do BLOG! Há mais ou menos uns 10, 11 anos faz parte da minha rotina entrar no blog todos os dias antes de começar a trabalhar no computador!

  7. Márcia comentou:

    Amando esse Thaís em primeira pessoa. ❤️ Para mim faz muita diferença. Já deixei de seguir blogs porque o negócio se sobrepôs à pessoa ao longo do tempo. E estamos carentes de pessoas. Entendo que haja um trade-off nisso e que o negócio sustenta as pessoas. Mas não deixe jamais de ser a voz que ecoa.

  8. Lucà comentou:

    CURTI MUITO!!! (em caps mesmo!!)

  9. Italiene comentou:

    Por mais Thaís raiz 😍😍
    Todo seu conteúdo é ótimo!
    Te acompanho desde os 18 anos, início de graduação, hj estou com 27, casada, com dois filhos… Existe a Italiene antes do Vida organizada e a Italiene depois do Vida organizada 🤩
    Beijos e sucesso pra você 😚

  10. Alice Désirée comentou:

    Você pode falar um pouco mais da bibliografia que está usando para a sua dissertação?

    1. Sim! Pretendo ir falando nos posts futuros mas também compartilho diariamente nos stories do Instagram, se quiser ver. 😉

  11. Bruno dos Santos Monteiro comentou:

    Eu amo seus conteúdos nesse formato, versão “Thaís-raiz”, por causa dos seus conteúdos eu transformei minha vida, justamente pelos seus próprios exemplos, que realmente inspiram. É justamente esse jeito intimo de blog mesmo que me faz amar seu conteúdo.