Meu lema para 2019

61
14275

Eu venho, há alguns anos, definindo um lema para cada ano. A ideia é ter um princípio que me norteie ao longo dos meses e que parece fazer sentido de acordo com o momento de vida que eu estou vivendo, mas também diz aquilo que eu quero para mim no ano corrente.

Em 2018, meu lema foi “me aprofundar” nas diversas coisas que eu já tinha conquistado na vida. Esse lema trabalhou em conjunto com as minhas cinco prioridades para o ano, e eu tive a oportunidade de me aprofundar em todas elas.

Eu me sinto satisfeita com esse lema. Eu tive realmente a oportunidade de me aprofundar em vários pontos da minha vida. Foi um ano em que me vi obrigada a fazer esse aprofundamento. Em nível profissional, eu diria que me aprofundei na questão da criação de conteúdo, na minha “arte”, no meu trabalho. Ter um lema me norteou ao longo do ano, pois eu sempre me lembrava de que era isso o que eu deveria fazer, como promessa pessoal.

Já nos últimos meses, ou talvez semanas, eu tive um insight sobre qual deveria ser o meu lema para 2019. Desde então, tenho certeza dele. Meu lema para 2019 será ser mais eu mesma, confiar na minha intuição e buscar mais as respostas dentro de mim.

Sempre vivi uma vida pautada muito na opinião de outras pessoas. Eu sempre tive outras pessoas com quem eu me consultava para buscar conselhos e ponderar sobre as minhas próprias escolhas. Isso funcionava bem até eu perceber que ninguém me conhecia tão bem quanto eu mesma. Muitas vezes, aconteceu de o que todo mundo me dizer me parecia errado de alguma maneira, e ter ignorado essa sensação me custou caro depois. Não caro apenas pelas consequências, mas porque o resultado me feriu e eu tive que me resgatar profundamente depois disso. Logo, eu aprendi que estava certa desde o início e que deveria ter me ouvido mais.

Eu passei muitos anos da minha vida dentro do corpo de uma pessoa que eu não reconhecia no espelho. Ter realizado a cirurgia bariátrica no ano passado e ter implementado um novo estilo de vida mais coerente com quem eu sou me ajudou demais com relação à auto-estima e na maneira como eu me apresento para o mundo.

Quando eu fiz o curso de coaching, em 2016, eu tive uma visão minha, no meu escritório, que se parece muito com a pessoa que eu sou hoje. Por isso eu acredito muito no poder da visualização. Em menos de dois anos eu me tornei quem eu sabia que eu era, e hoje eu tenho a possibilidade de continuar me construindo porque tudo se baseia no auto-conhecimento.

Desde que delineei esse lema para 2019, já venho o exercitando. Tive diversas situações maiores e menores no meu dia a dia em que pude prestar atenção à minha intuição. Desde que parei de ignorá-la, as coisas começaram a fluir melhor. Me sinto mais confortável com a maneira como as coisas acontecem, e é um exercício constante que me ajuda a manter a mente plena.

Quero levar esse lema para 2019 porque eu sei que não vou encontrar respostas sobre mim em outros lugares externos. Pessoas são importantes. Buscar conselhos é importante. Viajar, conhecer outros lugares, ter contato com culturas diferentes é importante. Mas nada substitui as construções internas que fazemos. E a inspiração pode ser encontrada denro de mim, se eu aprender a me ouvir cuidadosamente.

Saber me ouvir inclui descansar quando sentir que eu devo descansar. Aumentar ou diminuir o ritmo quando eu sentir que devo fazer isso. Tomar a decisão que acredito ser a mais correta mesmo que as condições favoreçam um outro lado. Minha intuição tem estado fortíssima ultimamente, e esse exercício de ouví-la só tem me trazido resultados e aprendizados positivos.

Você tem um lema para 2019? Você acha que isso seria importante para você, em algum aspecto? Por favor, compartilhe nos comentários. Obrigada.

61 comentários

  1. Oi Thais, a ação que define meu lema de 2019 é “Conhecer-se”. Tem grande relação com o proposito que acredito ser o permanente em minha vida e que pode me guiar e me equilibrar com relação a todas as outras áreas. E conhecer-se no caso, tem relação com intuição no sentido deolhar pra dentro, mas essencialmente de modo a tirar um tempo para respirar, meditar e me conectar comigo e assim ao longo do dia conseguir estar mais presente e consciente. Gratidão pela dica de lema, eu já colei notas no meu espelho e na tela do pc no ateliê/home office para sempre relembrar.

  2. Oi, Thaís!! Gratidão pela partilha. Belo texto! Acredito que desde 2011 conheço o teu blogger. Mas, só em 2018, com a série sobre GTD que resolvi tentar aplicá-lo. Já dei passos certos e em outros atrasei um tantão. Mas, só quero tbém destacar que tenho aprendido a ter paciência com os meus processos. Este ano o meu lema é: cuidar da pessoa que sou/estou agora. Nesse cuidado tenho buscado priorizar a aplicação do GTD para que eu veja a vida de modo integral, na tentativa de gerir as bagunças internas e externas que os caminhos trouxeram até aqui. Gratidão! Abraço!!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui