Eu empreendo porque isso é uma maneira de investir no meu futuro

12
5446

Eu já tinha uma visão parecida com isso antes de ler o livro “Adeus, aposentadoria”, do Gustavo Cerbasi, e ela é a seguinte: eu via o meu trabalho, o meu empreendimento, a empresa que estou construindo, como uma maneira de deixar um legado. Eu não penso na minha empresa apenas para este ano ou o próximo, mas no legado que gostaria de construir nos próximos 50 anos. E, quando pensei nessa ideia, me veio à mente que, quando a gente constrói uma empresa dessa forma, na verdade está fazendo um investimento para o futuro. Uma empresa que se sustente e que tenha pessoas trabalhando em equipe, sendo responsáveis por papéis de confiança que eu atribuí, vai me deixar tranquila quando eu for mais velha.

Então eu li o livro do Gustavo Cerbasi e vejo que ele tem a mesma ideia. De que uma pessoa, quando empreende, está na verdade fazendo um investimento para o seu futuro. Longe de mim em querer dizer aqui que essa é a melhor maneira de tocar a vida. Jamais teria essa pretensão. É apenas a visão que me identifico, e este é um blog pessoal, onde expresso as minhas opiniões.

Quando penso em aposentadoria, imagino alguns cenários. Por exemplo: eu adoro trabalhar. É o meu drive, e sempre foi, desde muito nova. Então, em primeiro lugar, não me imagino parando de trabalhar, “tirando férias permanentes” de quem sou na verdade, para viver uma vida apenas quando eu tiver 70 anos de idade. Eu quero viver a minha vida agora, entendem? E quero vivê-la lá na frente também. Por isso construo diariamente um estilo de vida que me deixe feliz com quem eu sou e o que eu faço, e cada dia é essa construção.

Por outro lado, sei que a vida é imprevisível. Não sei como estará a minha saúde aos 70 anos, por exemplo. E se algo acontecer comigo e não permitir que eu trabalhe mais? Isso não é ser pessimista, é saber que existe a possibilidade de acontecer. Então sim, eu sinto que é importante ter um plano B e, desse modo, construir essa empresa que se torne sustentável sem a minha presença no futuro faz parte disso.

Ainda sou muita nova para tirar mais conclusões sobre esse estilo de vida, mas é o que tenho buscado. E eu quero compartilhar porque sei que quem é autônomo muitas vezes pode não ter perspectiva ou pode achar que vai ter que trabalhar demais pelo resto da vida. Se seu futuro te desanima, mude o seu presente. Comece agora a mudar a direção desse barco. Você está vivo e tem a possibilidade de mudar seus pensamentos, que na verdade impactam em absolutamente tudo.

Eu já mudei inúmeras vezes o formato que vejo minha empresa daqui a 50 anos. Mas o objetivo final, que é ter esse legado, essa empresa acontecendo, nunca mudou. Então esse é o meu norte. O “como” chegar lá vai sendo alterado, porque planos mudam, vão sendo reajustados. Isso é normal. Mas é isso: eu empreendo porque isso é uma maneira de investir no meu futuro. Não a única, mas uma parte muito importante, porque também é a maneira como decidi viver a vida.

Curso online: Organização para empreendedores

12 comentários

  1. Oi Thais. Adorei o post.
    Há muito tempo venho pensando em empreender,mas na verdade, não consigo achar um rumo. Não tenho uma ideia formada de que tipo de negócio investir. Mas, uma hora a lâmpada acende né?
    Obrigada
    BJs

    • Tenho esse mesmo sentimento. Acho MUUUITO legal o empreendedorismo, mas não saberia nem por onde começar, qual ramo etc.. queria muito ter um insight

  2. Oi Thais

    Estou igual a Claudia, já cheguei a vender várias coisas e tive muito sucesso… mas quero algo diferente. Sem rumo por enquanto…

    Bjs

  3. Oi Thais! Também penso muito no assunto, mas ainda não consegui tirar essas ideias do papel. Esse foi um ano de incertezas e muitas dúvidas sobre o futuro. Sei como quero o futuro mas ainda estou perdida no “como”.
    Adorei seu texto! Acho que preciso ler mais livros assim pra tentar sair do lugar 🙂

    Beijos

  4. Oi Thaís, tudo bem?

    Gastei muito dinheiro com coisas sem necessidade e não obtive retorno financeiro, pois o meu salário foi usado da forma errada. Comprava roupas e produtos de tecnologia caríssimos com a intenção de esbanjar. Viciado em cartões de crédito, acabei ficando endividado e depressivo. As mulheres não são as únicas que gastam, nós homens somos consumidores também.
    Em busca de mudanças, conheci o site Vida Organizada e o método GTD. À princípio achei tudo muito difícil e impossível de ser concretizado. Mesmo assim, continuei acompanhando o site. Com o passar do tempo, notei que os meus objetivos não evoluíam, mesmo não estando mais endividado. Muitos projetos de vida acabaram fracassando por causa da ausência de planejamento, procrastinação, término do prazo e gastos financeiros em excesso. Estava cometendo os mesmos erros que outrora. Daí resolvi colocar em prática o GTD e controlar as minhas finanças através de uma planilha. Fiquei impressionado com os resultados obtidos. Em 2017 fui capaz de economizar 54% do meu salário. Graças a você e o Gustavo Cerbasi, descobri que planejamento nos leva à organização e assim podemos economizar e investir para termos uma vida melhor no futuro.

    Obrigado pela simplicidade, honestidade e desprendimento. Seus ensinamentos mudaram a minha vida e eu vou levá-los comigo por toda a eternidade.

    GRATIDÃO!

    • Oi Leonardo, fico feliz com o seu sucesso, meus parabéns!! Qual livro do Gustavo Cerbasi vc leu?

      Acompanho o VO desde 2013 e sinto que evoluo a cada dia em termos de organização mas ainda não consegui aplicar o método GTD. Gostaria muito de começar, principalmente pq no ano que vem minha rotina irá mudar muito com o início de uma nova graduação e mudança de trabalho. Se alguém puder me ajudar com alguma dica ou link ficarei grata.

      Abraços

      • Oi Brena, tudo bem?

        Obrigado pela sinceridade.

        Eu também comecei a acompanhar o Vida Organizada em 2013, quando estava à procura de dicas sobre organização de pastas e documentos digitais.

        Em relação aos livros do Gustavo Cerbasi, vai uma listinha:
        – Como organizar sua vida financeira
        – Investimentos inteligentes: Estratégias para multiplicar seu patrimônio com segurança e eficiência
        – Casais inteligentes enriquecem juntos
        – Cartas a um jovem investidor

        Use técnicas para memorizar as dicas contidas nos livros. Pode ser um marca-textos, um mapa mental feito à mão-livre ou uma transcrição de uma frase importante no caderno de rascunhos. E não interessa se as páginas do livro vão ficar marcadas, pois vale tudo para absorver essas informações valiosas.

        Além disso, assista alguns vídeos do Gustavo Cerbasi no YouTube, pois são muito bons. Aproveite e use uma planilha para organizar as suas finanças porque ajuda muito no controle de gastos.

        Boa sorte!

    • Me identifiquei muito com seu post. Estou na fase de fracassar nos projetos por falta de planejamento e procrastinação…..Seguindo o script o próximo passo é tentar mais uma vez colocar o Gtd em pratica…..parabéns e sucesso .

      • Oi Dimitrius, tudo bom?

        Obrigado pelo comentário.

        Aprendi muita coisa ao longo desses últimos cinco anos e isso afetou completamente a minha personalidade e o meu modo de vida. Perder faz parte da vida, pois todos nós podemos fracassar nos objetivos e perder oportunidades e bens materiais. Nascemos sem nada e vamos morrer sem levar coisa alguma. Eu aprendi que não interessa quem é o culpado pelo fracasso. O importante é ser forte, aceitar a derrota e lutar para vencer na próxima batalha. O que não pode é desistir da vida, continuar cometendo os mesmos erros ou se vitimizar.

        Eu não sou expert em GTD (comecei a usar o método em 2017), mas vou te dar algumas dicas sobre procrastinação e como ter uma vida melhor:

        As informações vem de todos os lugares, independente se você está trabalhando ou não. A todo momento surgem ideias, tarefas e projetos em nossas vidas. Anote essas informações e quando puder tente gerenciá-las de acordo com o workflow do GTD. Salve o fluxograma de trabalho do GTD em seu computador, tablet ou smartphone e use durante o planejamento semanal. Isso nos ajuda a alocar os itens em seus respectivos lugares > ações, projetos, incubados, objetivos, referência, entre outros…

        Diminua o seu nível de entretenimento, principalmente em contextos inapropriados. Ouvir música durante o trabalho pode te levar à distração e, consequentemente, impedir a conclusão de uma ação importante. Tente usar menos as redes sociais tanto no trabalho quanto na faculdade ou em casa. Além disso, evite conversas prolongadas com amigos e familiares na internet e procure ler a menor quantidade possível de comentários. Evite também assistir filmes e séries de Tv em excesso, pois o tempo passa e você não percebe.

        Não somos multitarefas. Ajudar as pessoas é muito bom, mas não podemos nos prejudicar por causa de terceiros. Sabe aquele sobrinho que está precisando da sua ajuda com o dever de casa, mas você precisa escolher entre ajudá-lo ou planejar a sua semana? O nosso futuro depende de escolhas, nem sempre elas vão agradar as pessoas, infelizmente.

        Tenha atitude para tomar decisões. Não espere as pessoas fazerem as coisas por você. Está esperando a conclusão de uma tarefa delegada e o responsável está demorando em dar satisfações? Então, seja sincero e faça cobranças.

        Abandone velhos hábitos e crie uma rotina mais saudável. Durma mais cedo e acorde mais cedo todos os dias. Seja otimista e mentalize energias positivas em sua vida. Leia livros sobre finanças, organização e auto-ajuda. Tente ajudar pessoas negativas a enxergar o lado bom da vida e mantenha-se afastado de oportunistas. Abandone todo tipo de preconceito, seja religioso, étnico, racial e social. Afaste-se de ideologias que não respeitam a vida do ser humano, a natureza e a ciência. Pratique a justiça e a cidadania.

        Quando lutamos por um mundo melhor, o universo conspira a nosso favor.

        Tudo de bom!

  5. Oi, Thais! Adorei o post! Parabéns por teu achado o seu “norte” na vida, construir uma empresa baseada nele, e compartilhar isso com a gente. Te admiro imensamente por isso. Aos meus 39 anos confesso que não sei ao certo qual trabalho poderia realizar-me plenamente, de forma a fazer apenas o que me deixa feliz. Sou concursada, ocupo um cargo público e acomodei-me, mas sinto que falta algo. Estou no barco da vida, mas não tenho o comando dele ainda, não consigo imaginar o meu futuro…

    Beijão!

  6. Oi Thais! Ainda não sou uma empreendedora, mas pretendo ser, e gostei muito do ponto de vista que você colocou no post, sobre investir no seu futuro. Quando se fala de empreendedorismo, não se fala muito sobre isso, ou pelo menos eu nunca ouvi falar. E o livro que você citou, do Gustavo Cerbasi, já está na minha lista de leitura. Amei o texto!

  7. Oi Thaís
    Adoro seu blog.
    Gostaria de saber como organiza sua vida financeira. Como registra e organiza seus gastos e contas a pagar mensalmente? Usas algum aplicativo, planilha financeira o registro em papel? Obrigada pela atenção!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui