Pular para o conteúdo

Simplificando as finanças: definindo orçamentos passo a passo

Definir um orçamento para as finanças é crucial por várias razões:

  1. Controle sobre o dinheiro: Um orçamento ajuda você a entender exatamente quanto dinheiro você tem, onde está indo e onde pode ser economizado. Isso evita gastos excessivos e impulsivos, mantendo suas finanças sob controle.
  2. Priorização de gastos: Com um orçamento, você pode priorizar seus gastos de acordo com suas necessidades e desejos. Isso significa que você destinará dinheiro para as coisas que são mais importantes para você primeiro.
  3. Alcance de metas financeiras: Quer você esteja economizando para um grande objetivo, como uma casa, ou tentando pagar uma dívida, um orçamento pode ajudar a estabelecer um plano claro para alcançar essas metas.
  4. Prevenção de dívidas: Gastar mais do que você ganha leva ao endividamento. Um orçamento pode prevenir essa situação, garantindo que você viva dentro de seus meios.
  5. Planejamento para o futuro: Um orçamento também é uma ferramenta de planejamento que pode ajudar a preparar-se para despesas futuras ou imprevistos.
  6. Redução de estresse: Lidar com dinheiro pode ser estressante, mas ter um plano sólido pode reduzir esse estresse ao fornecer uma sensação de controle e segurança.
  7. Não ficar me preocupando 100% do tempo: Esse é o meu preferido. Se eu defino um orçamento, ao longo do mês basta seguir o que defini ali. Não preciso ficar fazendo conta o tempo todo.

Como definir ou redefinir seu orçamento então:

Passo 1: Reconhecimento
Antes de tudo, faça um levantamento completo de todas as suas receitas e despesas. É crucial saber exatamente para onde seu dinheiro está indo e de onde ele vem. Nesse ponto, a honestidade é fundamental.

Passo 2: Categorização
Em seguida, classifique suas despesas em categorias. Isso pode incluir coisas como moradia, alimentação, transporte, entretenimento, saúde, poupança, entre outros. Isso nos dá uma visão clara de para onde nosso dinheiro está indo.

Passo 3: Orçamento
Agora, é a hora de definir um orçamento para cada categoria. Comece com os itens essenciais e vá para os desejos secundários. Seu orçamento deve refletir suas prioridades. Você pode se basear no que já gasta e tentar estabelecer metas realistas. Por exemplo, se você gasta 1000 reais por mês com delivery, será que esse dinheiro poderia ser usado de outra maneira ou para você faz sentido?

Passo 4: Acompanhamento
Monitore seus gastos regularmente – uma vez por semana é o suficiente. Compare-os com seu orçamento e ajuste conforme necessário. Se você está gastando mais do que planejou em uma categoria, veja se consegue cortar de outra.

Passo 5: Ajustes
Lembre-se, o orçamento é uma ferramenta de gestão, não um fardo. Ele deve ser flexível o suficiente para se adaptar às mudanças na sua vida e prioridades. Se você notar que seu orçamento atual não está funcionando, não hesite em ajustá-lo.

Você pode fazer esse planejamento em uma planilha ou até mesmo no papel. O importante é fazer.

O principal aqui é ter em mente que orçamentos são instrumentos de controle, e não limitações absolutas. Eles precisam ser realistas e funcionar para você, não contra você.

Para concluir, eu espero que este post ajude vocês a definir um orçamento de forma simples e eficaz, e a fazer os ajustes necessários ao longo do tempo. Organizar suas finanças pode parecer intimidante no começo, mas, com prática e paciência, você descobrirá que vale a pena.

Thais Godinho

Thais Godinho

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

2 comentários em “Simplificando as finanças: definindo orçamentos passo a passo”

  1. Já faz um tempinho que acompanho seu blog e me ajudou muito em sair de um ciclo de dividas… Mesmo a “gestão financeira” não sendo o seu foco aqui no blog, a organização em geral me ajudou muito na separação do que é prioridade ou não, e dessa forma não tenho mais dívidas e ainda consigo manter minha reserva de emergência. Só agradecimentos…

  2. Muito bom Thaís, essa é uma área muito sensível e na qual eu me sinto mais perdida, mas vou tentando seguir essas dicas. Obrigada, e melhoras!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *