Como ficar sem papéis em casa: cozinha

40
2108

Estou em uma fase de digitalização total de toda a papelada que continuava presente na minha vida e planejei uma série de posts sobre como você pode fazer isso também. Hoje eu li um post em um blog gringo sobre como montar um centro de controle na cozinha de casa, e tinha tanto papel que fiquei me perguntando como nós acumulamos tralhas sem nem questionar se há alternativas. Por isso, este post tem dicas de como diminuir a papelada na cozinha.

Receitas

Eu adoro livros e cadernos de receitas, ainda mais pelo valor sentimental. Você tem um caderno de receitas da sua mãe, vó, tataravó com grande valor sentimental? Mantenha! Porém, se não fizer assim tanta questão, você pode digitalizar as páginas e enviar para o Evernote (www.evernote.com), por exemplo, ou salvar no Dropbox (www.dropbox.com). A ideia é poder acessar essas e outras receitas do tablet, do celular ou do notebook – ou seja, quando você estiver na cozinha. Não adianta nada salvar as receitas em um CD se você nunca vai estar com o CD por perto. por isso, eu recomendo o Evernote ou o Dropbox, ou outro serviço semelhante, como o Google Drive.

Eu digitalizei todas as minha revistinhas de receitas, receitas recortadas de revistas e até mesmo de alguns livros e me desfiz de tudo. Liberei muito espaço na cozinha, pois eu tinha uma pasta com tudo isso, além de livros menores. Deixo tudo no Evernote, aí fica fácil de acessar pelo celular ou pelo tablet quando estou na cozinha ou no mercado, fazendo compras.

Lista de mantimentos

Eu costumava manter uma prancheta pequena com papel e caneta para anotar o que tinha na despensa e o que precisava comprar. Hoje, tenho uma nota com inventário da despensa no Evernote (tag: Control journal), assim como uma nota com checklist de compras para o mercado (tags: Rotina semanal, @mercado).

Diminuir a papelada em casa é fácil. Aos poucos, a tecnologia vai nos ajudando a destralhar e a ter tudo de forma mais prática no dia a dia. Você já implementa algumas dessas ideias? Conte nos comentários!

40 comentários

  1. Tenho tentado seguir este processo. Tem dado certo com manuais e outros arquivos menores. Como espaco não é o meu problema e estou seriamente pensando em dividir os livros em estantes menores e pessoais. Assim cada um organiza o seu, da forma q melhor achar (desde que aruumada -kkkkk). Confesso que me desfazer de livros e até revista é muito dificil…..adoooooooro uma tecnologia e vc está me viciando mas….amoooooooooo manusear papel!

  2. Oi Thais! Eu já uso faz tempo as minhas receitas em pdf salvas no celular. Ai qdo estou preparando algo na cozinha, eu acesso elas direto do aparelho, pq acho ruim fazer isso do notebook, ja que não tenho espaço para isso. Tem dado certo! Agora com essa dica sua de fotografar todos os meus recortes de receitas, vai ficar ainda melhor o meu banco de dados! Pq antes eu imprimia td e colava num caderno… olha qto desperdício de tempo e de materiais! Fora as receitas q eu passava a limpo escrevendo… aff!

  3. Oi Thaís

    Para guardar as receitas, fiz recentemente um blog que me possibilita também interagir com outras pessoas e mesmo pegar mais sugestões sobre aquela receita. Tenho reduzido ao máximo os papéis aqui em casa e com a necessidade de ter um cômodo a menos em um futuro próximo. Abs

  4. Só acho importante ter também um sistema de backup, já ouvi falar que pra uma informação digital ficar segura mesmo ela precisa estar em 3 locais diferentes, em um hd de computador, um dvd ou hd externo e um local na nuvem, por exemplo… acho tão dificil de controlar backup, mas acho legal digitalizar as coisas!

        • Com certeza!

          A melhor maneira de não perder receitas é compartilá-lhas. Gosto muito do site tudogostoso.com, ali dá pra ter uma conta, publicar suas receitas, interagir com outros usuários e o melhor… Zero por cento de papel!

  5. Essa idéia de digitalizar receitas é ótima. Estou digitalizando alguns desenhos de meus filhos, pq não dá para guardar todos. Assim ainda posso usá-los como papel de parede no computador.

  6. sobre a lista de supermercado tem uma maneira que acho bem legal de anotar o que é necessário comprar…. tenho uma mega lista de tudo o que tenho nas despensas (produtos de limpeza, higiene, descartáveis, mantimentos, congelados, etc..). Quando algum dos itens atinge o nível crítico (está quase acabando ou é uma das últimas unidades do armário) marco o item com uma caneta colorida (ou marco um X no caso de ser uma arquivo eletrônico). daí quando vou ao supermercado tenho sempre à mão a lista completa do que a casa tem, assim não se esquece de nada, e quando algo está em promoção no supermercado não se cai na tentação de comprar por impulso… se não está na lista… não precisa estar na casa!

  7. Já tinha ouvido falar do Dropbox, mas fiquei meio receiosa. É seguro mesmo no que diz respeito à privacidade? Quero salvar tudo que tá no meu hd, mas ainda fico com o pé atrás.
    E o Evernote é no mesmo estilo? Posso salvar arquivos para ter acesso em qualquer equipamento?

    • Oi Ana, eu, meu esposo e colegas de trabalho usamos há anos o dropbox, jamais tivemos problemas. Os seus arquivos ficarão armazenados em uma “nuvem”e você poderá acessá-los, pela internet, quando quiser. Também poderá tê-los (sincronizados com o dropobox) em quantos equipamentos (pc, tablet, celular…) quiser. As pessoas que usarem seus equipamentos poderão modificar seus arquivos, mas mesmo que seu note seja roubado, pela internet você poderá se desconectar daquele computador para que ninguém altere seus arquivos. É bom lembrar que segurança total, quanto a privacidade, não existe, vide as notícias de espionagens de vários chefes de estado. Mas eu uso, até porque só tenho arquivos de trabalhos, fotos, dentre outros, que não são nada secretos…hehehehe Beijos

  8. A dica é boa. Não tenho quase nada para digitalizar, porque o pouco que ainda uso já está no computador.
    Acho que não uso meus livros de receitas há mais de 10 anos. Talvez eu guarde uns três (são bonitos). O restante vou doar.
    Bjs,

  9. Oi, Thaís!

    Eu aboli os livros de receitas e agora utilizo apenas o site Tudo Gostoso. Melhor de tudo, eles tem app próprio, que uso demais quando estou fazendo as compras ou mesmo cozinhando.

    Coloquei todas as minhas receitas lá e toda semana dou uma olhadinha para ver se descubro alguma receita nova. Não sou uma super cozinheira, mas estou adorando o site (e o app).

    Beijos e sucesso!!!

    • Oi Thais,

      Tudo bem?

      Dentro do assunto de digitalizar a papelada, como proceder para digitalizar uma página de jornal (32 x 50 cm em média) sem ocorrer distorção na imagem?

      Obrigada

  10. Thaís, dentro do tema “destralhando” gostaria de sugerir um post sobre a maneira certa de descartar contas, cópias de documentos, documentos bancários, notas fiscais, medicamentos, cosméticos vencidos etc.

  11. Eu uso o ONeNote como livro de receitas a anos, ele eliminou papeis, cadernos e claro espaço. consigo acessá-lo do tablet, note ou até mesmo do celular. A lista de compras utilizo um aplicativo “Meu Carrinho” no Celular, vou anotando a medida do que lembro ou vejo que preciso comprar. A vantagem dele é que posso criar mais de 1 lista. Como vou ao supermercado apenas 1x no mês e hortifruti/feira toda semana, faço listas separadas. bjs

  12. Eu tenho organizado no Google Drive.
    Tenho uma pasta para receitas testadas e aprovadas, outra de receitas para testar e ainda outra com receitas que foram testadas mas que precisam ser melhoradas/aprimoradas.
    As receitas testadas e aprovadas eu estou passando para um caderno, escrevendo à mão. Gosto daquela ideia antiga de repassar o caderno de geração para geração. Não sei se meus filhos e netos (que ainda não tenho) irão querer mantê-los, mas to achando legal fazer assim.
    Quando estou na cozinha tenho acessado o drive pelo celular. Por enquanto está legal assim. E livros de receitas eu também mantenho, mas não na cozinha, minha cozinha é pequena e acaba retendo muita umidade, gordura e pó. Quando uma receita do livro é testada e aprovada ela vai pra pasta correspondente.
    Amei as dicas, obrigada!

  13. Eu comprei um caderninho da vovó para deixar para o meu filho, com as suas receitas preferidas. Difícil está sendo organizar as receitas mas penso em deixar tudo lá.
    Meu pai faleceu de maneira muito trágica e ele era um ótimo cozinheiro. Tem receitas que ele não nos deixou pela correria. Eu ainda sinto falta da comida dele, ele fazia um cachorro quente de forno que nunca mais senti o gosto. Dá uma vontade de chorar quando falo sobre isso. Eu sempre passava no trabalho dele ( ele trabalhava com alimentação) e comia um salgado depois da aula. Ele faleceu e eu tinha treze anos, foi um choque na minha família.
    O bolinho de bacalhau a minha mãe fazia com ele e nós fazemos a receita todo Natal. Eu sempre penso nisso, em deixar uma legado de receitas de família. Pode ser via net, via livro, blog…o que importa é a referência. Eu prefiro fazer um caderno pois não tenho nada com a letra do meu pai.

  14. Thais, esse tipo de informações – receitas, listas, control journal – ficam guardadas no caderno Arquivo? Estou assimilando aos poucos o Evernote, tem sido uma excelente ferramenta. Obrigada pela dica! 😀

  15. Thais, em tempo: aproveito a deixa para dizer que seria muito interessante um post sobre como organizar e esquematizar o Control Journal no Evernote!

    Grande abraço!

  16. Utilizo o aplicativo QQ Falta, no qual faço minha lista de mercado todos os meses.

    Para cozinhar tenho o aplicativo Tudo Gostoso, uma ótima fonte de receitas.

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui