Pular para o conteúdo

Caderno / Livro do Ano

Este ano eu estou tentando uma coisa diferente. Em vez de ter 1 Bullet Journal, 1 Planner e 1 caderno de planejamentos, eu pensei que seria muito legal escolher UM caderno lindo que seria como um livro da minha vida para cada ano pessoal meu (de setembro a setembro), onde eu faria um mix dessas três coisas acima. Escolhi um caderno da marca Paperblanks, de capa dura, com 144 páginas.

Eu comprei aqui na Alemanha mas paguei o preço parecido com o do Brasil. Sim, ele é caro mesmo. Mas eu pensei que valeria a pena, visto que é um registro da minha vida. Se der certo, pretendo fazer todo ano.

Na primeira página, eu fiz um desenho que representa o meu lema do ano. “Trust your process”, ou “confie no seu processo”, se refere a um momento de muitas mudanças que estou passando na minha vida e que preciso confiar que todas elas, por mais que levem um tempo de “assentamento”, são importantes para mim. Eu preciso confiar no processo que me levou a decidir pela mudança, mesmo nos momentos mais difíceis, e lembrar que se trata de um processo que leva tempo, mas vai se assentar. A borboleta agarrada ao casulo de quando era lagarta representa demais essa mensagem para mim. Eu me inspirei em alguma foto que vi na Internet e tentei desenhar a minha versão.

Na sequência, eu criei duas páginas como se fossem em um livro mesmo. De um lado, informações. do outro, a capa interna com o título – que, adivinhem: só vou dar ao final do ano que vem. 😉 Porque eu preciso escrever este livro da minha vida para saber o título que ele terá. Por exemplo, o meu livro de 2022-2023 eu chamei de “Living like a rockstar“, já que esse foi o meu lema para este ano que, devo dizer, cumpri plenamente. Foi um princípio para viver todos os dias e me fez muito bem. Pude resgatar minha auto-estima perdida há bastante tempo. E isso também resultou em muitas mudanças que comecei a fazer e é justamente nesse processo que eu estou agora.

A ideia é escrever no caderno uma folha de cada vez, como faço no Bullet Journal, mas ele será voltado para registros significativos da minha vida e para anotações e planejamentos de modo geral. Por exemplo, o que já comecei a escrever foi sobre essa primeira lunação do meu ano novo pessoal, que começou dia 14 de setembro. Eu junto a casa astrológica que vai reger meu momento até a próxima lunação (em outubro) e tirei o tarô para as 13 lunações também. Aí eu faço uma interpretação da casa + meu momento + carta do tarô e escrevo essas reflexões no caderno. Isso me ajuda a refletir sobre os projetos e iniciativas apropriadas para cada lunação. Não como regra, mas como inspiração. Eu não tenho como tirar foto e mostrar aqui porque são coisas bem íntimas, mas acredito que tenha dado para entender como faço. São:

  • Reflexões
  • Coisas a considerar
  • Reflexões que quero fazer
  • Sugestões de projetos

Aí vou para o planejamento de cada semana. Por exemplo, nesta semana 38 de 2023, estamos na lua nova até 21/9 (hoje), quando viramos para a lua crescente. Na lua nova, eu planejo mais reflexões e destralhamentos diversos na vida, para então começar a colocar a mão na massa na lua crescente. Para isso, criei algumas páginas:

  • Semana 38 – lua nova – reflexões (com to-do list)
  • TO-DO list para a lua crescente (com o resultado ativo das reflexões que fiz)

Como parte desse momento, eu também criei algumas páginas com:

  • Minha missão pessoal e profissional
  • Meus valores pessoais
  • O que eu quero que seja verdade na minha vida em setembro 2025 (reflexão sobre meus objetivos de curto prazo)
  • Ideias de projetos para as próximas 13 luas
  • Os lançamentos previstos para as próximas 13 luas
  • Meus objetivos para a empresa (que vou discutir com o pessoal no planejamento 2024)

E por hora é isso. 🙂

Tirando aquela página inicial do lema, o restante está bem minimalista, só com texto simples. Quando eu voltar para a minha casa, pretendo fazer umas gracinhas com desenho, aquarela, adesivos, washi tape, porque é uma terapia para mim. A ideia é deixar o livro lindo, pois assim quero que minha vida seja.

Quis compartilhar essa ideia com vocês porque acho útil e inspirador ter um caderno desses. Fora que, para quem ama papelaria como eu, mas acha mais prático se organizar no digital (com agenda e lista de afazeres), algo nesse sentido ajuda a suprir essa vontade de mexer com papel. Eu particularmente amo planejar as coisas no papel, rabiscar, fazer esboços e anotações. Então para mim tem sido um exercício constante nos últimos anos, cujo formato vou adaptando de acordo com o que funciona melhor para mim. <3

Thais Godinho

Thais Godinho

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

11 comentários em “Caderno / Livro do Ano”

  1. Bom dia Thais. Adorei essa ideia do livro “caderno” com referência ao ano pessoal. Como te acompanho a muito tempo as suas ideias são muito inspiradoras oara mim. Tem me ajudado nas minhas aulas na escola. Eu sou professora de Biologia do ensino médio e a demanda é muito grande. Percebo que a maioria dos alunos não sabem se organizar e muitos não conhecem as ferramentas necessárias para isso. Adorei a aula de designer instrucional. Esse tema para mim é de grande interesse. Obrigada por compartilhar seu conhecimento com tantas pessoas. Adriana Corrêia

  2. Thais eu amei esse post, a sugestão de integrar Bullet Journal, Planner e caderno de planejamento num só muito legal. E queria muito, se possível você falasse um pouco mais como você faz esse planejamento do ano utilizando o Tarô , astrologia e tal? Eu gosto muito desses conhecimentos e queria poder aplicá -Los no meu planejamento do ano mas fico meio perdido. Se puder um dia fazer um vídeo ou post explicando como você faz ficaria muito grato.

    1. Há alguns anos a minha revisão anual inclui esse lado “místico”, por isso me senti na liberdade de responder o seu comentário. Também faço aniversário em setembro, como a Thais, então recentemente fiz essas revisões. No meu caso:

      1. Confiro em que ano pessoal estou entrando. Esse conhecimento vem da numerologia e para descobrir seu ano pessoal vc soma a data de aniversário, o mês e o ano que está. Por exemplo, alguém que nasceu em 25 de março, soma: 2+5+3+2+0+2+3=15 e soma novamente até transformar em um número de 1 dígito, no caso 1+5=6. Esse resultado final revela qual é a energia numerológica presente para o seu ano. Acredito que a Thais tenha vídeos sobre o tema, com a Wanice, mas vc também encontra facilmente esse conteúdo na internet.

      2. Revolução solar. Esse é pra quem curte astrologia, pois essa informação é similar a leitura de um mapa astral, porém relativo ao ano atual. Com as suas informações de data e horário de nascimento verifica-se a posição dos planetas, signos e casas astrológicas para o seu aniversário e que energia eles trazem para esse período. As vezes eu faço leitura com um astrológo, outras vezes apenas compro o mapa de revolução solar do site personare, que acho bem bom e completo.

      3. Mandala astológica, apesar do nome é um tipo de tirada de tarot. No meu caso faço com 12 cartas, mas pela descrição da Thais deve ser o mesmo tipo de leitura. Essa tirada traz um “resumo” das diferentes áreas da vida de acordo com o tarot. Como eu leio as cartas, eu mesmo faço no dia ou próximo ao meu aniversário.

      Gosto de consultar essas 3 fontes de informação sobre o meu ano novo pessoal e fazer um resumo dos temas que vejo que mais se repetem nos 3. Durante o ano revisito esse conteúdo, já que nem sempre quero ler tudo, já com o resumo me ajuda a lembrar aqueles aspectos mais importantes e num tempo que dá pra encaixar em uma revisão mensal ou trimestral.

      Espero ter ajudado e fico animada para ler como a Thais faz, caso ela compartilhe o processo dela.

  3. Estava com uma ideia no fundo da mente sobre isso e você trouxe clareza do como fazer. Meu aniversário foi em junho, mas posso fazer daqui até junho 2024 e aí seguir em frente. Obrigada por você ser tão inspiradora!

    Abraço!

  4. Oi Thais, tudo bem contigo?

    Primeiro queria dizer que gostei da mudança do layout do blog, me lembra muito uma pegada retro 8bit. E gostei bastante inclusive da tipografia! Tão legal!

    Sobre o post em si, obrigada! Adorei a ideia do caderno/livro da vida, mas fiquei com uma dúvida, um caderno consegue durar o ano todo? Não só a estrutura dele, mas a quantidade de páginas, fiquei com essa dúvida.

    E também quero dar força ao comentário do Bruno, por favor, poderias compartilhar mais a respeito de como usas astrologia e tarô na tua organização? De forma mais aprofundada, tenho bastante interesse nessa integração. E eu tenho muito interesse nisso!

    E só mais uma dúvida, teus baralhos continuam os mesmos de um post que tinham aqui no blog? Eu achei uma postagem antiga. E acho muito legal teu compartilhamento a respeito dessa área tbm.

    Obrigada pelo teu conteúdo e pelo que tu compartilha conosco. Um ótimo dia pra ti e um feliz novo ciclo desse novo caderno!

  5. oi Thais! outro dia tb esbarrei com esta linha de cadernos e achei as capas in-crí-veis!! E um caderno assim, tão especial -tanto pela capa tão linda, quanto pelos preços tão especiais – nada mais adequado do que dar a ele esse propósito! =)
    Obrigada por compartilhar suas reflexões!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *