05 Jun 2014

{Download} Ficha para menu semanal

Hoje eu vim compartilhar com vocês um arquivo que montei para usar em casa ao planejar o menu semanal. A ideia é manter um pequeno estoque dentro de um plástico no fichário destinado a ser o control journal (veja o que significa e como fazer o seu) e, semanalmente, definir o menu. Esse menu ajuda a fazer a lista de compras no mercado, que também faço uma vez por semana (costumo montar o menu no sábado e ir às compras no domingo). Veja aqui como planejar um menu semanal.

050614-menu-semanal

Download: .doc e .pdf

Depois de preenchido, o menu semanal pode ser pendurado com um ímã na geladeira, por exemplo. Quem prefere a versão digital pode baixar tanto em formato .doc quanto .pdf e editar da forma que quiser. Os adeptos do Evernote podem preferir organizar na ferramenta.

Também deixei espaço para o planejamento não só das refeições diárias, quanto para os lanches e bebidas.

Espero que gostem!

03 Jun 2014

Dica rápida de finanças: vidrinho com objetivos

Eu vi essa imagem no Pinterest e tive a ideia para este post: ter vidrinhos com objetivos relacionados a finanças e, aos poucos, ir colocando um pouco de dinheiro em cada um deles. Eu já tinha falado um pouco antes sobre fazer o mesmo com envelopes (que, aliás, foi dica da leitora) e a ideia é a mesma, mas fazer com vidrinhos também interfere na decoração, além de se tornar um jogo que até as crianças podem participar. Afinal, pode existir um vidrinho para aquele brinquedo que ela quer muito ou para a festinha de aniversário.

Imagem: Homemade by Jaci

Imagem: Homemade by Jaci

Na imagem acima, os vidrinhos estão com tags para contas (gás, telefone, luz e água, no caso), mas você pode usar não só para as contas, como para objetivos diversos de finanças.

Eu gostei muito da ideia!

02 Jun 2014

Tudo começa com uma decisão

junho14

Se vocês me dissessem, há um ano, que hoje eu estaria escrevendo o que vou escrever neste post, eu não acreditaria. Ficaria extremamente feliz, mas acharia difícil como a minha vida teria mudado em tão pouco tempo. Então eu me lembro da célebre frase de Seth Godin (inspiração), que diz: “você não precisa de tempo – você precisa se decidir”, e entendo que todas as mudanças necessárias na nossa vida acontecem somente quando a gente toma realmente a decisão de mudar a qualquer custo.

Muitas coisas aconteceram de um ano para cá, mas a principal delas foi a minha mudança de perspectiva. Como vocês sabem, há um ano eu estava com o seguinte pensamento: a vida está ok, quero ter estabilidade, passar em um concurso público. Eu já vinha estudando há um bom tempo. Porém, no profundo do meu ser, sempre tinha uma voz que questionava: “será que é isso mesmo, Thais? você é uma pessoa que vive exclusivamente da criatividade e que gosta de desafios profissionais – será que passar em um concurso bom não colocará apenas uma âncora maior no seu barco?”. Conversar com alguns amigos me ajudou muito. Nada contra concurso público – eu continuo achando que é um ótimo caminho para quem busca estabilidade, bom salário e servir as pessoas. O problema não estava com o que eu ganharia passando no concurso – mas no que eu perderia.

No Sobre deste blog, está lá, há muitos anos, a seguinte descrição:

Eu acredito que todo ser humano nasce com uma missão. Alguns descobrem, outros não. A minha eu descobri que é ajudar as pessoas, inspirando-as a se tornarem mais organizadas. A forma que encontrei para colocá-la em prática foi criar este blog.

E aí, será que uma missão de vida dá para ser levada somente como atividade nas horas vagas? É claro que não. Mas como eu poderia viver disso? Afinal, viver do que se ama é o ideal para qualquer um. Mas não é todo mundo que pode largar emprego, sendo que sustenta a família, para se dedicar a algo incerto e que, por enquanto, é apenas um hobby. Porém, esse pensamento estava levando meu sonho para o túmulo junto comigo. Em um livro sobre Budismo que li este mês, li um trecho que me deixou comovida, que era mais ou menos assim:

Pense em todas as pessoas que estavam vivas há 120 anos. Nenhuma delas está viva agora.

Não dá um aperto no peito mas, ao mesmo tempo, uma sensação libertadora de saber que todos os micro problemas que temos irão embora em poucos anos? E que a gente tem tão pouco tempo de existência para perder, desperdiçando em atividades sem sentido?

Foi então que, lendo (e relendo) o livro do Tim Ferris, ele fala uma outra coisa que mexeu muito comigo, que basicamente é: o que de pior poderia acontecer se você fizesse aquilo que gostaria de fazer? Sério, liste o pior cenário e veja como poderia encará-lo, porque na maioria das vezes, o pior cenário é muito menos pior do que a gente pensava. E também: nunca peça permissão, peça desculpas. Se você pedir a opinião das pessoas, elas vão tentar te dissuadir do contrário, pois foram criadas em um sistema que impôe medo a quem deseja sair da caixa segura da estabilidade e dos modelos-padrão. Portanto, se quiser fazer e isso não prejudicar ninguém, faça e depois peça desculpas, mas nunca peça permissão. Eu, como mãe, ler isso, foi muito forte, como vocês podem imaginar. E foi aí que eu tomei a minha decisão.

Há pouco mais de um ano, também, eu assinei um contrato com a Editora Gente, que veio com uma proposta muito bacana para publicar meus livros, e a verdade é que, desde aquela época, eu não conseguia sentar e escrever porque estava simplesmente… ocupada. Eu escrevia “nas horas vagas” e o livro demorou demais para ficar pronto, porque eu nunca conseguia me dedicar a ele tempo suficiente. Mas aí, há dois meses, a editora veio com um ultimato: “precisamos lançar o livro em agosto, na Bienal. se você conseguir correr e finalizar este mês, dá tempo”. Foi ali que eu pensei: o que estou fazendo? estou colocando meus sonhos de lado em troca de que, exatamente?

E então, em abril, o mês mais atribulado da minha vida até hoje, resolvi encarar a finalização do livro e outras questões. Porque, afinal, eu só precisava me decidir. Só que eu já estava decidida. O que eu precisava fazer era colocar a coisa toda em prática de maneira que não prejudicasse a minha família. Conversei com o Daniel, que é uma pessoa incrível (de verdade), e ele me propôs fazer parte do time de instrutores da Call Daniel. Ou seja, tudo aquilo que tem a ver com a minha vida: ajudar as pessoas a serem organizadas, estava se materializando ali. E eu aceitei.

Por fim, todo o esquema de trabalho que eu estou construindo gira em torno da minha missão de vida. Poderei me dedicar a ensinar as pessoas a usarem o GTD mas, além disso, terei muito mais tempo para o blog e poderei finalmente encará-lo como uma blogueira profissional. Isso eu já fazia antes mas, quando a coisa apertava, ele era o primeiro a ficar de lado (afinal, antes de tudo vêm as responsabilidades como mãe). E também investir em outras frentes ligadas à organização profissional, como você já pode ver na página de Serviços do blog. O mais incrível é que, mesmo sem tanta divulgação, tudo cresceu tanto, que estou com agenda fechada até quase agosto! E isso é tão maravilhoso! Me sinto privilegiada e muito contente por poder trazer essa novidade para vocês. Porém, a mensagem que quero deixar é a de que as coisas não simplesmente aconteceram do jeito que eu queria! Eu tive que fazer acontecer, e isso só rolou mesmo quando eu tomei a decisão de fazê-lo.

Em primeiro lugar, eu tive que decidir o que eu queria, finalmente. Não é fácil! Tem muita gente que já sabe o que quer desde criança, mas eu não era uma delas. Foi uma decisão que levou anos para ser construída até finalmente explodir para fora de mim.

Em segundo lugar, é preciso ter a consciência de que, se você não fizer, ninguém fará por você. São extremamente raros os casos em que alguém é pego do seu cotidiano e inserido em um ambiente onde é obrigado a empreender. Muita gente só pensa nisso quando é demitido de um emprego que acreditava ser para o resto da vida, mas aí perde tanto tempo pensando no que poderia fazer, quando poderia estar investindo seu tempo focado desde o início.

Em terceiro lugar, vá construindo seu cenário ideal aos poucos. Se um dia quiser escrever um livro, comece a escrever seu livro. Se um dia quiser ter uma loja, comece a ir atrás da logística para fazer isso acontecer. Tudo isso enquanto ainda estiver empregado ou na situação em que está hoje. Dá para ir levando em paralelo até você finalmente soltar a bicicleta dos braços dos seus pais e correr sozinho.

Mas o que realmente me fez decidir, depois de tudo isso, foi estar no meio da escrita do meu livro, que se resume basicamente em transformar sonhos em objetivos, e pensar: eu falo todas essas coisas, mas o que eu diria ao meu filho se ele me perguntasse se eu fui atrás dos meus sonhos? Como eu conseguiria olhar para ele e dizer que eu tinha deixado os meus sonhos de lado em troca de um emprego estável para sustentar a família? O que eu estaria ensinando a ele? A ser conformado e viver sem ir atrás dos sonhos em troca de um salário no começo do mês? Não é isso que eu quero que ele aprenda. Eu quero que ele seja um espírito livre, como eu sou, e que viva sua vida indo em busca de seus objetivos – mesmo que sejam, por fim, conquistar um emprego dessa maneira. Mas quero que ele saiba que ele tem uma mãe que o apoia 100% nas decisões que ele tomar, sendo pró-ativo. Quero que ele cresça sabendo que é possível e que se trata somente de uma escolha. Saber que agora eu sou essa pessoa me faz sentir um brilho enorme saindo de dentro de mim, esperando inspirar outras a fazerem o mesmo. Estou vivendo uma vida coerente com o que eu sou. E tudo começou com uma simples decisão.

Que tempos bons! Eu só tenho a agradecer a todos vocês e as pessoas que estão envolvidas em minha vida no momento! Vocês devem imaginar que eu tenha muitas ideias para fazer com o blog, e agora finalmente poderei fazê-las. Eu quase não acredito que isso esteja acontecendo. Muito obrigada.

01 Jun 2014

Linkagem de domingo {87}

linkagem-de-domingo

No blog da Call Daniel

Bom domingo e um maravilhoso mês de junho para você!

31 May 2014

Como organizar desenhos e trabalhos de escola das crianças

Imagem: Indie Mats

Imagem: Indie Mats

Hoje vamos falar um pouco sobre a organização dos desenhos e trabalhinhos de escola dos filhos. Já falei levemente sobre isso em outros posts, mas achei interessante fazer um post especificamente sobre o assunto. Quem tem mais de um filho pode inclusive se perder em meio a tantas folhas de papel que chegam todos os dias da escola. Como organizar tudo isso? Veja algumas sugestões:

Exponha os trabalhos

Imagem: kylieminteriors.ca

Imagem: kylieminteriors.ca

Quando chegarem novos desenhos, escolha alguns para expôr durante a semana e coloque na geladeira e no mural de recados. Os desenhos preferidos podem ser colocados em molduras compradas prontas e penduradas pela casa. Algumas molduras proporcionam uma troca de conteúdo mais fácil, então de tempos em tempos você pode trocar os desenhos. Seu artista vai ficar orgulhoso de ver seus trabalhos expostos pela casa inteira.

Tenho um fichário ou pasta para cada criança

Imagem: kataydee.com

Imagem: kataydee.com

Essa é a maneira mais fácil de organizar quem pretende manter os trabalhos guardados em papel. Utilize um fichário ou pasta etiquetada com o nome de cada criança e vá arquivando ali dentro. Você também pode usar pastas suspensas, dependendo da sua preferência.

Digitalize os desenhos

Imagem: Jamie Rubin

Imagem: Jamie Rubin

Todas as semanas, digitalize os desenhos e envie para uma ferramenta como Evernote, Dropbox ou salve um um HD externo. O legal de ir digitalizando aos poucos é que você evita o trabalho de fazer isso tudo de uma vez quando sentir necessidade porque há muito papel guardado. A vantagem de digitalizar é a preservação dos desenhos, além da possibilidade de compartilhar com outras pessoas da família.

Então vamos lá! Organizar os desenhos e trabalhos de escola das crianças é uma maneira de cuidar delas e dar valor às suas atividades criativas. Além do que, daqui a 10, 20 anos, ter esses arquivos digitalizados será uma lembrança maravilhosa. Vale a pena investir esse tempo.

30 May 2014

Frase da semana: muita coisa ao mesmo tempo

"Meu cérebro tem muitas abas abertas"

“Meu cérebro tem muitas abas abertas”

Para diminuir. :)

29 May 2014

Como foi a minha experiência depois de um mês com a resposta automática nos e-mails

Imagem: PC Mag

Imagem: PC Mag

Há pouco mais de um mês, eu venho utilizando uma resposta automática nos meus e-mails e, como o assunto gerou muitas perguntas dos leitores, resolvi relatar um pouco da minha experiência, contar como as pessoas ao redor reagiram e se meus medos se confirmaram.

Um breve resumo do que aconteceu: habilitei a resposta automática (como aquelas mensagens de férias) para disparar para sempre nos meus e-mails, dizendo que, para organizar melhor meu dia de trabalho, eu estava lendo e-mails ao meio-dia e às quatro da tarde. Que, se fosse algum assunto urgente, as pessoas poderiam me contatar via What’s App, no meu celular.

As reações

No geral, as pessoas mais desorganizadas foram as que reclamaram, mas felizmente elas foram a minoria. No entanto, gerou reações! Muitas pessoas brincaram comigo, especialmente no trabalho. Um diretor e a gerente de RH elogiaram a iniciativa, dizendo que era uma ideia que a empresa poderia aproveitar. Muitos colegas de trabalho elogiaram e disseram que foi uma iniciativa boa.

No âmbito pessoal, alguns amigos brincaram comigo (“que história é essa de só ler e-mail duas vezes por dia, uiuiui”) mas, no geral, aceitaram bem.

Problemas

Não tive qualquer problema decorrente de ler e-mails somente duas vezes por dia. Quando era algo urgente, as pessoas me contatavam por outro canal (telefone, skype ou what’s app), mas aconteceu somente duas vezes (e, sinceramente, sequer eram urgências, apesar de a pessoa achar que era, claro!).

Os e-mails não acumulam. Por incrível que pareça, da primeira vez que se faz isso, aparece bastante e-mail. No entanto, uma hora é tempo suficiente para lidar com todos eles e, na segunda leva do dia (às quatro da tarde), os e-mails são resolvidos rapidamente. Penso que, para mim, uma vez por dia é suficiente para lidar com meus e-mails, mas prefiro manter as duas checagens por desencargo de consciência.

Um medo que eu tinha era o de as pessoas me ligarem no número fornecido para o What’s App mas, tirando alguns números desconhecidos (que eu nunca atendo), não fui incomodada. Pelo contrário – alguns contatos comerciais me adicionaram no What’s App e algumas mensagens se tornaram bem mais ágeis que e-mails (geralmente recados em que a única resposta é “ok”).

Conclusão

Apesar de funcionar bem, acredito que não seja necessário ter uma resposta automática para ler e responder e-mails duas vezes por dia – ou seja, a frequência é grande – não precisa encher a caixa de entrada do remetente com as respostas automáticas sempre. Só um ponto sobre isso: a ideia é justamente encher a caixa da pessoa que te escreve muito e fazê-la ser mais sucinta, te copiar somente quando necessário ou enviar menos e-mails. ;D Isso funcionou super bem, talvez justamente porque as pessoas não gostem de receber essas mensagens. Porém, eu sinto que não preciso ter essa resposta para checar meus e-mails duas vezes por dia. Talvez fosse adequada se eu visse somente uma vez por dia ou uma vez a cada dois ou três dias, por exemplo. Depende da necessidade de cada um. Portanto, continuarei com a minha frequência de leitura, mas tirarei a resposta automática, para testar se o resultado é o mesmo.

Casos específicos

Algumas pessoas comentaram que não podem trabalhar sem estarem com a caixa de entrada aberta o tempo todo ou com mensagens automáticas. nesse caso, basta não seguir a dica, pessoal. O blog é um cardápio – escolha o que achar interessante, adapte à sua vida e organize-se do seu jeito.

Alguém chegou a fazer o teste com a diminuição da checagem dos e-mails e com a resposta automática? Por favor, comente sua experiência nos comentários. Obrigada!

27 May 2014

Prepare sua casa para assistir os jogos da Copa

Independente de qualquer tipo de polêmica, o blog está aqui para trazer ideias de organização para todas as ocasiões da nossa vida. A Copa do Mundo é um fato e, apesar de muitas pessoas serem contra, existem as pessoas que estão curtindo a Copa e querem fazer festa nos dias de jogos da seleção, recebendo amigos em casa ou mesmo se divertindo com a própria família. Também há pessoas que fazem aniversário nessa época e gostariam de aproveitar o tema. Por isso, este post traz algumas ideias para decorar e entreter o pessoal nesses dias. Enjoy!

A maneira mais fácil é investir nas embalagens em verde, amarelo, azul e branco. Apenas fazendo isso, já dá uma carinha de Copa para a festa. Na foto abaixo, as bandeirinhas dão o toque final e podem ser compradas prontas (o que mais a gente vê em qualquer loja de variedades hoje em dia são bandeirinhas do Brasil) ou imprimir em casa / em uma gráfica.

Imagem: brigadeirocaseirosalvador.blogspot.com

Imagem: brigadeirocaseirosalvador.blogspot.com

Quem tiver mais habilidade pode fazer cupcakes temáticos:

Imagem: Click RBS

Imagem: Click RBS

Outras alternativas relacionadas a docinhos pode ser fazer brigadeiros com granulados em verde e amarelo, ou beijinhos com embalagem azul. As ideias são inúmeras!

Imagem: UOL

Imagem: UOL

Imagem: Artigo para festa

Imagem: Artigo para festa

Continuando as comidinhas verde e amarela, também há diversas opções.

Pipoca verde e amarela: misture açúcar com anilina comestível e jogue em cima:

Imagem: Panelinha

Imagem: Panelinha

Quem não gosta de corantes artificiais pode preparar um delicioso arroz com vagem (ou ervilhas) e milho. Perfeito para o frio!

Imagem: Chucrute com salsicha

Imagem: Chucrute com salsicha

O tradicional milho verde das festas juninas pode marcar presença e nem precisa de disfarce para ficar caracterizado:

Imagem: Panelinha

Imagem: Panelinha

Outra opção muito bem-vinda são as sopas. Dá para usar e abusar de elementos em verde e amarelo, como no nosso tradicional caldo verde:

Imagem: Me dá uma luz

Imagem: Me dá uma luz

As bebidas também podem entrar no embalo e serem verde e amarelas! Sucos de abacaxi com hortelã, limão e manga são bem-vindos. Os mais animados podem preparar drinks azuis, como o famoso curaçao blue.

Imagem: Diário das dicas

Imagem: Diário das dicas

Imagem: Portal Lar Coiris

Imagem: Portal Lar Coiris

Imagem: Best Destination Wedding

Imagem: Best Destination Wedding

Em termos de entretenimento, vale o que for legal para cada família: corneta, bandeirinha (afinal, será época de festa junina também), bandeiras do nosso país, chapéu e pintura no rosto.

Ontem aqui no blog eu postei uma dica para inserir todos os jogos da Copa na sua agenda do Google. Caso não tenha visto, clique aqui.

26 May 2014

Google Calendar: atalhos + datas dos jogos da Copa

Vi essa dica no blog Life Hacker e quis compartilhar com vocês. Quem usa o Google Calendar (como eu) pode utilizar teclas de atalho para executar algumas funções, o que traz mais agilidade ao lidar com a agenda.

Imagem: Life Hacker

Imagem: Life Hacker

Na imagem acima você pode ver os atalhos disponíveis mas, para quem não conseguir visualizar a imagem, segue a lista (traduzida para o português):

  • k ou p / j ou n: período anterior / posterior
  • r: atualizar
  • t: hoje
  • 1 ou d: visualização diária
  • 2 ou w: visualização semanal
  • 3 ou m: visualização mensal
  • 4 ou x: visualização personalizada
  • 5 ou a: visualização da lista de compromissos
  • c: criar evento
  • e: detalhes do evento
  • backspace ou delete: deletar evento
  • control + z ou z: desfazer última ação (se possível)
  • esc: voltar para a visualização da agenda
  • control + s: salvar evento
  • /: busca
  • shift + ou -: foco em adicionar texto na agenda
  • q: adição rápida
  • control + p: imprimir
  • s: configurações
  • control + ? ou ?: ajuda

Eu coloquei em negrito os atalhos que eu uso diariamente, mas dá para brincar com todos eles.

Datas dos jogos da Copa

A outra dica é adicionar uma agenda com todos os horários e dias dos jogos da Copa. Não sei vocês, mas eu já tive que conferir umas 15 vezes a tabela de jogos para verificar se era bom marcar compromissos (especialmente em cidades-sede) naquele dia e hora.

Para adicionar a agenda, entre em seu Google Calendar e, na barra da esquerda, procure por “Outras agendas”. Clique na flechinha ao lado desse título e depois em “Adicionar agenda por URL”. Então, basta inserir este endereço:

https://www.google.com/calendar/ical/vdmtdcektajkqjk51vvda4ni4k%40group.calendar.google.com/public/basic.ics

(créditos: Target HD.net)

copa-do-mundo-google-calendar

Depois de fazer isso, basta habilitar a visualização da agenda e pronto! Todos os jogos da Copa poderão ser visualizados e você não perderá mais tempo quando precisar agendar seus compromissos em junho e julho.

Espero que seja útil!

25 May 2014

Linkagem de domingo {86}

linkagem-de-domingo

  • Em termos de maquiagem e beleza, minha referência é a Vic Ceridono. Essa semana ela postou um vídeo com o desafio da necéssaire compacta, que eu recomendo! Inclusive me deu a ideia de escrever a respeito aqui no blog, em breve.
  • A Copa está chegando e, com ela, os happy-hours com direito a assistir os jogos com o pessoal do trabalho. A sempre linda Ana Soares dá dicas de looks para parecer estilosa mesmo de verde e amarelo.
  • Estamos na época de mexericas. Você sabe o que fazer com elas?

No blog da Call Daniel

Bom domingo e uma ótima semana!