Categoria(s) do post: Diário da Thais, Tecnologia

Depois da lua de mel com o Notion, em que usei a ferramenta para testar diversos formatos, eu aprendi que:

  • Ela é essencialmente uma ferramenta que funciona para mim para organização e não para planejamento. Planejamento eu prefiro fazer no papel e isso está claro para mim. Informações organizadas eu prefiro fazer no digital.
  • Outra coisa que não funcionou até agora é a organização de ações e tarefas no Notion. Para elas, ainda prefiro o Todoist, pela agilidade. Fica lindo no Notion – na teoria. No dia a dia, o que funciona de verdade, para mim, é o Todoist.
  • A gestão do Zettelkasten também nunca foi prática para mim no Notion e eu venho usando o Obsidian. Mais uma vez, pelo cator praticidade. Simplesmente faz mais sentido.

Tirando isso, todo o restante das minhas informações de vida pode ser organizado no Notion.

O menu lateral está assim:

Usamos o Notion na empresa, então por isso temos workspaces. São dois: um para a universidade corporativa (holding) e outro apenas para o Vida Organizada. Ainda estamos reorganizando as informações dentro de cada um deles.

No diretório privado (ou seja, só eu tenho acesso), tem uma página principal, com meu nome, que já mostrei aqui, e uma dashboard para cada trabalho “como pessoa física”, que são essencialmente trabalhos ligados à minha vida acadêmica.

Não tive grandes modificações nas páginas internas desde a última vez que compartilhei aqui, então para saber como eu organizo vale a pena ver posts um pouco mais antigos já publicados. Você pode buscar por Notion na busca do blog que vai aparecer bastante coisa. 😉 Qualquer dúvida me fale. Obrigada!

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.