Categoria(s) do post: Diário da Thais, Planejamentos

Vamos aproveitar que estamos falando de planejamentos e pensando no ano seguinte para refletir sobre os aprendizados do ano em questão. A ideia aqui é analisar o que você fez, o que você deixou de fazer, e o que você aprendeu com todas as suas experiências neste ano de 2017.

Os aprendizados geram princípios de vida. E esses princípios são algumas das coisas mais elevadas que a gente pode ter, porque nos ajudam a tomar decisões.

Uma maneira de registrar esses aprendizados é mantendo um diário. Se você não tem um, pode ser algo a se considerar para o ano que vem. A ideia é registrar aprendizados diários, quando for o caso. Outra maneira de registrar aprendizados é usando um commonplace book. Aliás, essa foi uma das coisas que eu aprendi esse ano e passei a incorporar oficialmente (eu já fazia isso informalmente desde que era adolescente).

Como eu tenho como princípio de vida compartilhar os meus aprendizados, a maioria do que aprendo ou percebo acaba virando post para o blog ou conteúdo que eu publico de alguma forma (vídeos, livros). Esse é um exercício legal porque eu entendo que os meus aprendizados podem servir como aprendizados para outras pessoas também. Então por que não compartilhar?

Logo, uma maneira de avaliar meus próprios aprendizados é revisitar o que eu postei aqui ao longo deste ano. E, quando faço isso, identifico aprendizados bem legais, como por exemplo:

Li meu texto do ano passado sobre os aprendizados de 2016 e cheguei a ficar emocionada. Foi um ano bem complicado. 2017, para mim, foi um ano incrível porque, como eu tive o lema de “mente como água” e o princípio da atitude mental positiva para todas as coisas, isso fez toda diferença no modo como eu me engajo com as diferentes situações. Ter me colocado também como papel responsável pela minha própria vida, um estado mental eterno meio de “Marvin” (“te vira”) me fez ter um sentimento de guerreira pessoal, que precisa desbravar e moldar a própria vida, defendendo-a com unhas e dentes, porque é do meu tempo de vida que estou falando. E bem, isso se refletiu em tudo.

E você, já tentou listar seus aprendizados deste ano? Pode ser um excelente começo para pensar em planejar o ano que vem ou qualquer outro que venha. 🙂