Categoria(s) do post: Áreas da Vida

A dica anti-procrastinação de hoje é a seguinte: toda vez que sentir que sua energia está baixa enquanto estiver trabalhando, levante e alongue-se para oxigenar o corpo. Ficar sentado/a por longos períodos prejudica o seu corpo de diversas maneiras e não é todo mundo que pode se dar ao luxo de fazer uma atividade física mais entusiasta no meio do expediente. Porém, há alguns exercícios simples que você pode fazer ao lado de sua mesa mesmo:

  • Junte as duas pernas, pés firmes no chão. Abaixe-se e tente encostar a ponta dos dedos das mãos na ponta dos seus pés. Fique nessa posição durante 10 segundos.
  • Como um jogador de futebol antes de começar o jogo, bata levemente a ponta do pé no chão durante 30 segundos, com movimentos rápidos. Faça isso com os dois pés.
  • Apoie o braço em uma parede e, com o outro, segure a perna dobrada para trás, encostando o pé no bumbum. Fique assim durante 10 segundos, então repita com a outra perna.

E existem alguns exercícios que você pode até mesmo fazer sentado/a. Veja:

  • Levante o braço direito atrás da cabeça, abaixe a mão (como se quisesse tocar o ombro esquerdo) e, com a mão esquerda, “puxe” o cotovelo para a esquerda. Fiquei assim durante 15 segundos e então repita com o braço esquerdo.
  • Levante a perna esquerda, dobrada, com o joelho encostando no seu peito. Procure chegar o mais perto possível do seu peito com a perna (não dobre a coluna – mantenha-se reto/a). Use os braços para segurar a perna. Segure por 10 segundos. Depois, repita com a perna direita.
  • Estique as duas pernas para a frente e tente alcançar seus pés com os braços esticados. Fique assim durante 5 segundos.
  • Faça um movimento de rotação com seus ombros, para frente e para trás. Deixe os braços esticados para baixo ao fazer isso.
  • Com a coluna reta, vire a cabeça para o lado esquerdo e segure por 10 segundos. Depois, repita para o lado direito.
  • Com a mão esquerda, segure sua cabeça e incline-a para o lado esquerdo, forçando levemente o pescoço. Mantenha a coluna reta. Segure por 10 segundos e, então, faça com a mão direita.

Você não precisa fazer todos esses exercícios de uma vez. Escolha um ou dois e vá alternando ao longo do dia. Você verá como melhorará sua energia e conseguirá trabalhar mais animado/a.

Veja na imagem abaixo a demonstração de alguns exercícios citados e outros:

150415-exercicios-escritorio

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Categoria(s) do post: Casa, Áreas da Vida

150415-caes-fios

Quem tem bichinhos de estimação em casa já deve ter passado pelo problema contemporâneo de ter cabos e fios mastigados. O problema não é apenas estragar os aparelhos, mas o bichinho ser eletrocutado. Veja neste post 3 dicas pontuais para que isso não aconteça:

  1. Repreenda o bichinho no flagra. Não adianta chegar em casa de noite, depois do trabalho, ver o fio mastigado, e brigar com o gato ou o cachorro. Ele não vai saber do que você está falando. Você precisa repreender assim que ele estiver fazendo, mesmo que só possa fazer isso à noite ou aos finais de semana. Para repreender, não há segredo: seja incisivo com expressões como “não!” e “ei”, ou as que você já usa para ensiná-lo. Então, sempre que o seu bichinho estiver perto dos fios ou apresentando comportamento suspeito, repita o procedimento. Isso vai ensinando-o aos poucos a não mexer naqueles fios.
  2. Evite brinquedos que sejam parecidos com fios – e sei que isso é particularmente comum com gatos. Mas evite, porque na verdade você está ensinando que brincar com fios é legal – está incentivando a prática. Existe uma variedade imensa de brinquedos que você pode oferecer a ele sem que reforce um comportamento que você quer evitar. Tenha sempre algo mais interessante que os cães e gatos podem mastigar, porque isso acaba sendo uma necessidade deles também e eles apenas procuram o que estiver por perto e for mais interessante.
  3. Gatos não respondem tão facilmente à repreensão quanto cachorros, então se as dicas 1 e 2 não estiverem funcionando com ele, você pode simplesmente enrolar seus cabos com algum material como papel alumínio. Além de odiarem a textura, o som também será irritante e isso pode mantê-los longe. Não precisa deixar os fios assim para sempre – somente até os gatinhos aprenderem a não chegar mais perto deles. Quando isso acontecer, você pode desencapar. Outra solução é cobrir os fios e cabos com algum material bastante resistente, à prova dos bichinhos, ou espalhar molho de pimenta nos fios.

A grande verdade é que nada disso é verdadeiramente seguro. Há gatos que gostam de alumínio, assim como você pode ter outros tipos de bichinhos em casa como coelhos, porquinhos etc. A única maneira de mantê-los a salvo é deixá-los o mais longe possível dos cabos e fios, talvez restringindo o acesso quando você não estiver por perto (para supervisionar), ou colocando-os em outro cômodo quando for usar o aspirador de pó, por exemplo.

Caso você tenha alguma dica que tenha funcionado com você, por favor, poste nos comentários. Pode ajudar outros leitores. Obrigada!