05 Feb 2014

Dicas para quem trabalha o dia inteiro e estuda

Imagem: Jonathan Jones 2

Imagem: Jonathan Jones 2

Quem trabalha em tempo integral sabe que o tempo de trabalho não se restringe às oito horas (ou mais) no local de trabalho, mas também ao tempo de deslocamento, acordar, trocar de roupa, enfim, uma série de outras atividades. Por isso, quem trabalha oito horas por dia acaba tendo cerca de 11 horas por dia dedicadas a essa área da vida e, se a gente levar em conta que dorme oito horas toda noite… bem, sobra muito pouco tempo para o resto, não é? Por isso, quem resolve estudar mesmo trabalhando em tempo integral precisa ter umas táticas de sobrevivência, e eu quero compartilhar algumas dicas minhas neste post.

Capítulos, não livros

Tenho uma dica que vai parecer blasfêmia aos bibliófilos de plantão (eu inclusa), mas depois que desapeguei, confesso que mudou minha dinâmica de estudos.

Uma vez li uma frase do Alexandre Meirelles que dizia algo como “quem gosta de livro bonito não passa em concurso”. Também já tinha ouvido falar que muitos concurseiros desmontavam os livros grandes, formato brochura, difíceis de manusear, para mandar encadernar em volumes menores. Achava isso absurdo, até olhar meia dúzia de livros enormes na estante que eu nunca conseguia terminar de estudar justamente porque não tinha como carregar aquilo.

Levante a mão o concurseiro ou estudante que já não foi viajar com uma mala só para os livros. Sério, gente, isso é uma coisa que faz parte da minha vida desde que eu entrei na faculdade. Tenho tido dores nas costas desde então, pois gosto de usar mochila.

Aí eu descobri que… se a gente desapegar… e pensar no livro de estudos como um instrumento e não uma obra de arte… dá para a gente separar as páginas de cada capítulo, grampear, usar clipes, encadernar de novo… mas levar somente o necessário por aí. Blasfêmia? Pois é. Mas, com livros de concurso, isso funciona que é uma beleza. Porque aí fica fácil de carregar, dá para levar no trabalho, ler no ônibus, na hora do almoço, sem ficar manuseando livros enormes.

A dica é polêmica, mas funciona. Faça o teste. No mais, livro de concurso geralmente fica desatualizado de um ano para o outro, praticamente. Não se apegue. Você quer passar ou ter um livro bonito para tirar foto e pôr no Instagram?

Programe as leituras

Você pode separar os capítulos que pretende ler por dia e já deixar o montinho separado. Aí, basta levar com você para todos os lugares. Banheiro, trânsito, cantina, almoço, sala de espera, fila. É muuuito provável que você acabe lendo tudo o que tinha programado.

Feito é melhor que perfeito

Ler “por cima” um capítulo é melhor do que ler nada. Eu era muito cismada e pensava “não vou ler tal capítulo na sala de espera do dentista porque não vou conseguir ler inteiro” ou “não dá para ler na fila porque preciso ir grifando”. Gente, minha dica é: apenas leia. Leia, mesmo que superficialmente. Depois você revisa. A ideia é que, se você estiver lendo sempre, vai rever aquele material toda hora. A atenção vai chegar e a repetição da leitura pode te ajudar na memorização e no entendimento de passagens futuras.

Eu acredito piamente que vale mais a pena ler um livro inteiro como se fosse uma revista (mesmo se for um livro de Direito) para ter um entendimento geral e só depois aprofundar que demorar um ano inteiro para chegar ao final de um livro, lendo em detalhes. Até você terminar o livro, já se esqueceu do que estudou lá no começo.

Pouca atenção, muita atenção

Não deixe de estudar somente porque está em um momento de pouca atenção. Se você estiver com um momento livre, mas sem pique para ler, resolva exercícios. Leve sempre uma provinha da banca com você e resolva as questões. Existem livros só de questões – tenha um deles e faça até terminar.

Algumas pessoas fazem palavras-cruzadas e sudoku para relaxar. Você faz exercícios. Simples assim.

No mais, conheça seu corpo. Se você sabe que em tal horário livre você estará bem disposto, aproveite para estudar teoria, aprofundar em alguns assuntos. Não desperdice esse tempo com revisões e exercícios. Aliás, treinar exercícios quando está cansado pode ser super útil para a hora da prova.

Leia a lei

Essa vale para os concurseiros e estudantes de Direito. Leia a lei. Um pouco hoje, um pouco amanhã. Tenha um daqueles mini-códigos e leve com você o dia inteiro. Dê sua pequena rezadinha antes de dormir com seu CTN ou súmulas do STF. Decorar a lei não é algo que se faz do dia para a noite e, lendo um pouco todos os dias, você vai integrando ao seu conhecimento das outras disciplinas e aprendendo sempre um pouquinho mais.

Não faça quadros horários

Sei que o William Douglas é o mestre-mor dos concursos, mas eu não acho que fazer um quadro horário seja uma ferramenta efetiva em todos os casos. Ela funciona muitíssimo bem para quem se dedica em tempo integral aos estudos, sem dúvida. Essa pessoa pode se programar, remanejar disciplinas. Quem trabalha o dia todo e tem poucas horas por dia para estudar precisa estudar no improviso, quando tem tempo disponível.

O estudo por ciclos do Alexandre Meirelles é um método maravilhoso e eu recomendo a todos que realmente tentem antes de qualquer outra coisa, mas o que vai funcionar de verdade é entender o que é melhor para você. Se você tiver três horas hoje para estudar e estiver empolgadíssimo(a) com Direito Tributário, por que pararia somente porque, no seu ciclo, você deveria estudar somente duas horas dessa disciplina? Isso pode funcionar para você, mas também pode não funcionar. Você não tem muito tempo… não se prenda a métodos, mas sim ao estudo, às horas-bunda-cadeira. De nada adianta gastar tempo que podia ser de estudo com elaboração de planejamento de estudos. É útil? Claro que é, mas deixe para fazer em um momento que não seria dedicado aos estudos. Você não tem o privilégio de desperdiçar tempo (alguém tem?).

Não registre o tempo de estudo

Pode parecer outra blasfêmia, mas sério, deixe para um segundo momento, lá na frente, daqui a alguns meses, quando já estiver com uma rotina de estudos consolidada e quiser verificar quanto tem estudado efetivamente. Mas não faça isso no começo, pois pode te engessar e fazer você ficar ansioso(a), mais preocupada(o) com o tempo que com o estudo em si. Mas, se funcionar para você, vá em frente. É bom registrar o quanto estudou e o quê. Eu só acho que, no começo, pode tirar seu foco de preocupação.

Tenha um companheiro de estudos

Ter um amigo ou alguém com quem você possa conversar sobre os estudos é muito útil e reconfortante, pois nem sempre nossos amigos, namorados(as) ou esposos(as) entendem o que estamos passando. Se o amigo estiver estudando para o mesmo fim que você, tanto melhor, pois vocês podem ensinar um ao outro, revezar materiais, trocar dicas e, principalmente, um motivar o outro. E isso não tem preço, faz muita diferença na disciplina.

Invista em diferentes formatos

Constituição Federal em mp3 para ouvir em viagens e no trânsito, apostilas em pdf para ler no celular, vídeo-aulas – tem uma infinidade de recursos hoje em dia para quem quer estudar e aprender. Não desperdice isso. Identifique tempos “perdidos” no seu dia a dia (exemplo: trânsito) e pense sobre como você poderia aproveitá-lo melhor. Será que ouvir uma aula ou o áudio da lei não ajudaria?

Revise o que você estudou

Se há uma unanimidade entre os aprovados e grandes “passadores de provas” é que o conteúdo deve ser revisado com frequência. O Alex Meirelles (sou fã mesmo, o cara é fera!) recomenda um esquema muito legal de revisão, que é:

Revisão antes de dormir, rapidamente do material estudado
Revisão no dia seguinte
Revisão uma semana depois
Revisão um mês depois, e depois ocasionalmente, cada um com as suas necessidades

Eu gosto muito, mas aí você precisa ter um registro legal disso. Talvez ter uma agenda exclusiva possa resolver. Eu confesso que já tentei e funciona bem se eu fizer só aquilo, mas na maioria das vezes eu tinha umas 18 revisões em um único dia e tempo de menos, aí desanimava. O que dá certo para mim é a revisão “natural”, meio intuitiva, que faço ocasionalmente, sem frequência definida.

Independentemente do método que utilizar, revise. Matéria não revisada é matéria esquecida.

Tenha sempre um material com você

Essa dica pode parecer redundante depois de tudo o que eu falei acima, mas é imprescindível que você tenha sempre algum material de estudo com você – sejam os capítulos destacados dos livros, uma apostila, um tocador de mp3 com áudio, um livro, um resumo, enfim… A ideia é tornar mais fácil estudar que fazer qualquer outra atividade, no seu tempo vago. Foi no banheiro? Em vez de ficar no What’s App ou jogando Candy Crush, revise algum conteúdo!

Pare de se comparar com quem está em condições diferentes

Quando eu comecei a estudar, ficava pensando “aff, queria poder estudar o dia inteiro” ou “é muito mais fácil para quem não tem filhos”. Oras, e aí? Vai mudar sua realidade? Nope. Então faça limonada desse limão. As condições variam para todas as pessoas e você precisa aproveitar que está vivo e com plenas condições de estudar. É isso que basta, não importa se você estuda uma ou 12 horas por dia.

O cara que estuda o dia inteiro vai passar primeiro? Não necessariamente, mas geralmente sim. Isso significa que você deve desistir? Com certeza não! Muitas estatísticas já mostraram que, dentre os aprovados nesses concursos grandes (Receita Federal, por exemplo), a maioria estava trabalhando. Pode demorar mais tempo sim para você passar, mas concurso não é prova de velocidade, e sim de resistência (célebre frase). Tem gente que presta um, dois, passa no terceiro concurso! Se cada um aconteceu a cada quatro anos, faça as contas! Claro que não estou dizendo para você passar daqui a dez anos em um concurso, mas para não desanimar se não passar depois de um ano estudando. Para quem trabalha fora em período integral, a realidade é outra!

Não deixe de viver

A vida é curta. Passar em um concurso é importante, mas tem outras coisas acontecendo. Faça o seu melhor, mas não deixe o que é importante completamente de lado. Quando tiver edital na praça, ok, se mate aí de estudar, durma menos, faça o que puder, desde que esteja com saúde. Mas, antes disso, vale a pena viver se matando, sem dormir direito, acordando 4h da manhã, ficar sem ver filho(a), esposo(a), família, amigos? Aprenda a restringir algumas atividades, mas não corte tudo. Isso nem faz bem.

Tenha um dia de folga durante a semana, ou dois períodos. Aí você pode, por exemplo, sair na sexta à noite com os amigos, uma vez ou outra, ou ir na terça à noite ao cinema, desde que estude aos finais de semana. O que não dá é para usar isso como desculpa para não estudar nunca nas horas vagas! Mas não é o caso. Faça alguns sacrifícios, mas não deixe de viver a sua vida. Nenhum salário de cinco dígitos compensa deixar de acompanhar o crescimento do seu filho, os momentos com o amor da sua vida ou o aniversário dos seus pais.

Tudo depende do seu critério. Já cansei de levar material de estudo pra churrasco na casa da minha cunhada, fazia um social básico e depois ia estudar dentro da casa. As pessoas até se acostumam, reconhecem seu esforço. Não precisa deixar de ir ao churrasco, se adapte. Tem visita em casa? Troque uma ideia, dê um abraço, explique que está estudando e tchau. O bebê está chorando? Se não consegue se concentrar, às vezes vale fazer uma pausa e voltar com concentração total depois. Sempre avalie. Cada caso é um caso… não se martirize, mas faça sempre o melhor que puder. Se você estiver se sentindo culpado(a), talvez valha a pena dar um tempo justamente para aliviar a tensão emocional. Muitas vezes, cinco minutos de “chutar o balde” funcionam para a gente voltar com menos estresse depois.

Respeite seu corpo

Se estiver estressado(a), pare, respire, medite, descanse, veja um filme, relaxe. Você não vai conseguir absorver nada mesmo. Se estiver com sono, percebendo que nada mais entra na sua cabeça, durma um pouco. De repente você percebe que fica bem se dormir das 20h às 22h e estuda das 22h às 2h, dormindo de novo. Não existem regras, mas tente criar uma rotina, até mesmo para o seu corpo não estranhar. O que é ruim é acordar num horário em um dia, dormir cada noite em uma hora diferente. Você vai se cansar muito mais. Agora, se o horário for meio maluco, mas for rotineiro, o corpo fica bem. Conheça seu corpo e respeite seu ritmo!

Pegue leve

Alguns dias são melhores que os outros. Em alguns dias estamos mais dispostos – em outros, super cansados. Não existe dia perfeito, nem condições perfeitas, para ninguém, nem mesmo para quem estuda o dia todo. Sua métrica de sucesso tem que ser os exercícios que você resolve e acerta. Se isso estiver acontecendo, independente do método de estudo que você estiver utilizando, é porque está fazendo alguma coisa direitinho, então continue! Não importa se o seu jeito de estudar é diferente do do William Douglas ou do Alexandre Meirelles – não são regras! Se funciona para você, é o que importa.

Estudar e trabalhar não é fácil! Envolvem mil e uma questões além do tempo para estudar. Porém, com pequenas intervenções ao longo do dia, dá para você estudar várias horinhas sem nem perceber. Descubra o que funciona para você e siga em frente. Ah, e sem medo de mudar. O importante é estudar. ;D

81 comentários . Comentar via blog

  1. Tatiana

    Thaís, muito obrigada por esse post! Trabalho em tempo integral e estudo para concurso e foi ótimo ler seu texto nesse momento de retomada que marca o mês de fevereiro!

    Um abraço

    Responder
  2. Luciana

    Nossa, muito boas as dicas Thaís!

    Passei pro meu namorado que vem estudando muito para concursos.
    E realmente a culpa é nossa inimiga nesse processo, quanto menos mecanismos de culpa criarmos, mais tempo teremos para a dedicação ao estudo!

    Responder
  3. Thais, essas dicas são super valiosas. A de desmembrar os livros, confesso que dói um pouco em mim, mas tbm já cansei de deixar livros em casa por não ter como levá-los. A de não se prender a horários também, pois eu sou o tipo de pessoa que quer e precisa ter tudo muito redondo, muito certinho para iniciar alguma coisa.

    Uma dica para quem assiste aulas é prestar bastante atenção nela, caso contrário, seu tempo ali será perdido.
    Eu abandonei um mestrado por conta do trabalho, infelizmente eu teria que fazer ainda uma matéria e, por conta do trabalho, não consegui. E nada mais real do que vc disse sobre trabalhar 8h diárias e perder 11h. Mesmo dormindo bem menos que 8h, é preciso muita disposição para conseguir fazer os dois (trabalhar e estudar), pois estar acordado não basta, é preciso estar disposto! E eu estava sempre exausta!
    Abraços e uma ótima semana!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada por compartilhar.

      Responder
  4. Mariana Rios

    Amei as dicas. Tudo que eu precisa ler hoje! Ontem quase pensei em desistir…

    Responder
    1. Mariana Rios

      precisava*

      Responder
  5. Bárbara

    Vc é show Thaís! Adoro quando fala de concurso rs

    Responder
  6. Carol

    Amei! ótimo post!
    Também poderia fazer um para quem trabalha o dia todo e faz faculdade a noite, que é meu caso.

    Abraços, até mais!

    Responder
    1. Thais Godinho

      As dicas também se aplicam. =)

      Responder
  7. Alessandra

    Simplesmente dicas maravilhosas!!!! Obrigada!!!

    Responder
    1. Anna Júlia

      Thaís, muito obrigada pelo ótimo post!
      Tenho uma dúvida boba, mas que me encuca demais! Haha
      Você continua a ler literatura mesmo estudando pra concursos? Fico em dúvida porque acho que isso pode atrapalhar a memorização do que foi estudado, por isso deixei de lado esse tipo de leitura.
      Gostaria de saber sua opinião.
      Obrigada, beijos!

      Responder
      1. Thais Godinho

        Continuo lendo sim, nas horas vagas. Mas é que eu leio diversos livros ao mesmo tempo e costumo ler rápido – às vezes termino um livro em uma tarde.

        Responder
        1. Marilene de Souza

          OLÁ THAIS, DEIXE ESTA DICA DE LER UM LIVRO EM UMA TARDE.BJS. MARILENE.

          Responder
  8. Marina Leite

    Bom dia Thais,

    Sou estudante de Direito, tenho 24 anos e trabalho o dia inteirinho (08:00 às 17:00), faço inglês aos sábados de manhã e vou à academia sábado a tarde e domingo de manhã, ainda tenho que arrumar tempo para namorar, ficar um pouco com meus pais (sou filha única, eles cobram indiretamente) e ver as amigas. Às vezes nem sei de onde consigo tirar tanto fôlego para fazer tudo isso, são tantas cobranças, tantos compromissos, tanta coisa pra ler e estudar, que tem dia que parece que vou literalmente “pifar”.

    Já tentei me desfazer de algum compromisso, como o inglês por exemplo, mas me sinto super culpada pois além de gostar muito de estudar, sei que é um diferencial na minha vida. Tenho a sorte de meu namorado fazer Direito comigo porque assim podemos estudar e ficar um pouco juntos, sem fazer nenhum sacrifício.

    Fiquei 6 meses sem fazer academia depois de 2 anos direto, e me senti super mal, muita dor nas costas, falta de concentração nas aulas e muita indisposição, por isso preferi voltar, mas tenho somente os fins de semana para fazer, mas já sinto uma grande diferença no meu dia.

    Sei que é muita coisa que faço, algumas pessoas falam que eu preciso diminuir meu ritmo, mas penso que é isso que gosto de fazer, me sinto bem assim, super atarefada, tenho que aproveitar que ainda moro com meus pais para fazer esse tipo de sacrifício na minha vida e tentar um emprego melhor, na área que realmente quero. Quando eu casar (espero que não demore, hihihi), quero me dedicar a minha casa, ao meu marido e aos meus filhos, sem deixar de ter uma carreira bem sucedida.

    Agradeço a Deus todos os dias por me dar força pra fazer tudo isso, apesar de que tem dias que estou super pra baixo, pensando que isso tudo não vai valer nada. Agradeço a você também Thais, sou sua leitora assídua, seu blog está na minha lista de leituras diárias, com você pude com certeza ter uma vida mais organizada que facilitou um pouco essa minha rotina.

    Deus a abençoe sempre e te ilumine para que você possa ajudar ainda milhares de pessoas como eu, você fez uma diferença enorme na minha vida.

    Beijinhos!!

    Responder
  9. oi

    “Não registre o tempo de estudo” é o caminho do fracasso. de resto adorei as dicas.

    Abç

    Responder
    1. Thais Godinho

      Você entendeu que a dica era para não pirar com isso no começo, mas depois fazer né? Não era para “não” registrar o tempo de estudo.

      Responder
      1. “Pirar” porque tem que estudar e trabalhar?
        Estamos ficando condescendentes com nós mesmos.

        Abç

        Responder
  10. Aninha

    Thais! adorei as dicas…
    Trabalho 8h por dia e meu deslocamento para o trabalho é de 1,5h. Faço faculdade (1h de deslocamento) à noite, faço curso de linguas de sábado e estudo para concursos. Realmente, estudar naqueles tempinhos que você acha que não vai render é o que me salva! Fila de ônibus, metrô, fila de mercado, 10 minutinhos que você chega antes para um compromisso… Por isso, sempre, sempre carrego material comigo. Todos os meus livros estão desmenbrados, doeu no meu coração mas valeu muito a pena!
    bjinhos

    Responder
  11. artigo muito bom!

    trabalho desde os 16 anos. Na época, trabalhava cerca de 11hrs (contanto com locomoção, almoço e etc) e ainda estudava a noite toda em um colégio. Era puxado, foi uma época que pensei que ia explodir, mas com muita garra consegui levara diante. O fruto disso? fui promovida, passei de ano com louvor e ainda passei no vestibular para uma universidade federal. Tenho muito orgulho dessa época.

    Depois disso tive que desacelerar por causa do curso – que era muito puxado – mas agora eu fui obrigada a retornar com tudo, no último ano com TCC, trabalhando e ainda cursando um técnico todas as noites. Por isso seu texto foi bom, pois consegui relembrar várias coisas importantes e eu assino em baixo quase tudo.

    A única coisa que não sei se concordo é com essa máxima “Feito é melhor que perfeito”, isso porque eu acho que depende da área. Em geral, eu concordo, mas quando se trata de filosofia, por exemplo, ou mesmo matemática, eu acho que uma leitura por cima é pior do que não ler. Isso porque gastamos energia na leitura, mas não absorvemos porque são conhecimentos que necessitam de algo “além da leitura”, necessita que você se debruce, reflita, enfim… dai as vezes mais confunde do que esclarece. É tipo como eu acho que não dá pra fazer yoga de pé no metro lotado sabe? Precisa de algumas condições.

    enfim, mas é isso.
    obrigada por escrever esse texto ^^

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada por compartilhar.

      Responder
  12. Luma

    Adorei!!
    Sou estudante de Biblioteconomia e Ciências da Informação, confesso que senti arrepios com a parte de grampear e rabiscar os livros. kkkk
    Mas msmo assim, é necessário! Como sou uma amante dos livros e estou estudando para organizá-los e conservá-los, costumo xerocar ou digitalizar (tenho essa facilidade no meu trabalho) o meu material de estudo, qndo tenho necessidade de ler fora de casa.

    Responder
    1. Thais Godinho

      Livro que fica desatualizado logo vai ser reciclado em breve, então não vejo por que não usar de uma forma mais eficiente. Acho que tirar cópia é super anti-ecológico, mas em alguns casos é o único jeito mesmo, para quem não gosta de digitalizar e ler no celular ou tablet.

      Responder
  13. rose fernandes

    Perfeito o texto,..era o que precisava neste inicio de ano…de tantos planos de estudo…gostaria de saber se vc aconselha o uso de um tablet para ajudar na leitura de apostilhas e livros digitais..tem algum….valeu…

    Responder
  14. Kelly

    Dicas valiosíssimas! Sempre trabalhei 6 horas por dia, mas, recentemente, comecei a trabalhar 8h. Além disso, me casei há apenas 4 meses, desde então conciliar a nova rotina da casa com trabalho e estudos tem sido complicado. Tenho lido o blog no intuito de conseguir reorganizar o tempo e ajustar todas as terefas para que caibam no dia. Confesso que tive de deixar os estudos de lado para poder me adaptar à vida nova. Mas pretendo retomá-los o quanto antes, pois me preparar para concurso também faz parte das prioridades no momento. Obrigada pelas dicas!

    Responder
  15. Amanda Moraes

    Esse post ficou incrível!
    Tenho duas dicas que não sei de ja deram nos comentários.
    1- assinar o site questões de concursos. É bem prático fazer questões nele, ele ja corrige e te dá quantas acertou etc. Dá pra montar simulados, fazer uma prova inteira, fazer questões de uma só matéria, etc. Se a pessoa tiver tablet com 3G, então, é fantástico! Mais prático do que carregar uma prova. Essa semana estava no salão, e o tempo todo fiz questões no iPad.

    2- separar a cf em quantidade de dias pra ler todos os dias e em uma semana ja ter lido inteira. O fato de vc saber que vai ter que ler da página X até a y faz você respeitar muito mais o estudo. Se vc deixar pra ler “o quanto der”, dificilmente irá acabar.

    Responder
    1. Thais Godinho

      Muito bom. Obrigada!

      Responder
  16. Rebeca

    Oi, Tais
    Tenho gostado muito do seu blog. Ele tem me dado muitas boas idéias para utilizar melhor o meu tempo e simplificar/facilitar o dia a dia.
    Estou pensando em até começar a usar o Evernote. Mas estou com uma dúvida (não sei se já tem algum posto sobre isso…) Qual seria melhor: Evernote ou Onenote?
    Obrigada e beijos.

    Responder
    1. Thais Godinho

      O que você gostar mais. =)

      Responder
  17. Jessy

    Mega dicas, já passei pro meu marido que trabalha o dia todo e ainda estuda pra concurso.
    No meu caso eu só estudo em tempo integral na faculdade e cuido da casa e ainda faço curso de língua japonesa aos sábados, as vezes penso que vou explodir, são tantas coisas pra estudar, organizar e ainda preciso cuidar dos afazer domésticos pois não temos empregada.
    O seu blog é um tesouro, desde que conheci leio assiduamente, o conteúdo daqui me ajuda muito e tem me dado muita força para me tornar uma pessoa mais proativa e organizada em todos os sentidos da minha vida. Você ajuda muita gente Thaís, parabéns, que Deus te dê muita saúde e anos de vida!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada!

      Responder
  18. Oi Thais,
    passei aqui para te dar parabéns pelo post, estava precisando ler algo justamente assim…realista! Sou arquiteta e trabalho no mínimo 8h/dia, ou seja minha realidade não é a de ter o dia todo para estudar. Gosto demais do blog, às vezes passo aqui só para dar uma “respirada” no meio dos desenhos.
    Um beijo bem especial para ti.

    P.S. Se quiseres conhecer o meu blog com dicas de viagens/arquitetura/arte será uma honra :-)
    http://www.arquitetandorotas.wordpress.com

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada, vou ver!

      Responder
  19. rose fernandes

    qual tablet vc acha que é bom para ler apostilas e livros….

    Responder
    1. Thais Godinho

      Qualquer tablet serve para essa finalidade.

      Responder
  20. Francismar

    Oi Thais!

    Acho que esse foi o melhor post que já li aqui,excelente!!! Nao sei tambem por estar passando pelo mesmo tipo de situação, casei agora(com uma Thais tambem alias), ela é Doutoranda entao acabamos estudando juntos, as vezes o cansaço do trabalho e no dia dia não consigo estudar direito a noite, mas sempre dou um jeito fiz uma adaptação do estudo em ciclos + pomodoros entao faço os ciclos atraves de uma estimativa de quantos pomodoros por disciplina dentro do ciclo, essa semana tambem desencanei com essa de dar uma lida no onibus é pessimo por que nao posso grifar ou prestar tanta atençao, fiz o seguinte, comprei uma lapiseira minuscula que faço o seguinte…se é assunto para Mapa Mental eu coloco (MM) no lugar, se é algo para resumo coloco um (R) no local e assim por diante…decorebas coloco como (A) – ANKI que sao fichas(vale a pena um post seu depois), assim vou tentando dividir meu pouco tempo de estudo.Parabens novamente pelo excelente post.

    Francismar

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada!

      Responder
  21. Camila

    Olá Thais, tudo bem? Leio seu blog praticamente todo dia, mas nunca palpito por aqui.
    Sou concurseira de plantão, atualmente sou servidora do MPU (passei o ano passado) mas não parei minha jornada de estudos não, continuo buscando.
    Adorei o texto, lembro que na faculdade eu comprava aqueles livros caríssimos e imensos de direito, e tinha medo até de sujar, não grifavam, dai tentava fazer resumos que demoravam demais e dificultava a revisão. Formei com um monte de livros lindos, branquinhos, mtos desatualizados e pouco aproveitados (confesso que teve alguns nem lidos).
    Depois que comecei estudar para concurso parei com isso, vou ler um texto, livro ou apostila, grifo de várias cores, faço anotações e fluxogramas em qualquer espacinho, e fica mto melhor de estudar. Até dá mais ânimo que qdo eu pego um livro branquinho eu sei que ele não foi estudado e parto pra cima.
    beijinho

    Responder
    1. Thais Godinho

      Texto bom é texto riscado! XD

      Responder
  22. Auxiliadora Xavier

    Thais você não sabe o quanto você me ajudou. Já estou separando a imensa apostila que recebi no curso preparatório para o concurso da Caixa. Trabalho o dia inteiro, enfim você descreveu minha rotina toda e em detalhes, até o que penso. Obrigada pela dica. Abraços.

    Responder
    1. Thais Godinho

      Espero que ajude.

      Responder
  23. gisele Lopes

    Gostei muito do post, Thais.
    Acho que todo esse sacrifício vale a pena, pois muitas pessoas não tiveram essa oportunidade. E se a possuímos devemos nos esforçar ao máximo.
    Eu sempre sigo o exemplo do meu Pai, que aos 49 anos iniciou o curso de direito. Ele já teve uma gráfica, a um tempo, mas não certo e teve que vendê-la. Então resolveu voltar a estudar para conquistar um emprego melhor, já que na área grafica ficou muito difícil. Meu pai trabalha como vigilante, e na epoca da faculdade, fazia escalas 12×36, mesmo assim conseguiu se formar, com todo sacrifício e dificuldade. Foram 5 anos de muita luta. Atualmente está fazendo complementação em Filosofia para dar aula na rede pública, ainda não passou na OAB, mas segue tentando.
    Eu me espelho nele, tbem fiquei muito tempo sem estudar, hoje com 32 anos estou no 3 periodo de pedagogia, e meu sonho é dar essa alegria ao meu pai, de me ver formada.
    Não é fácil mesmo, mas vale a pena.

    Que Deus nos dê forças!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Força e parabéns pela atitude.

      Responder
  24. Cada dia me surpreendendo!! Texto perfeito, dicas valiosas!! Muito obrigada!!

    Responder
  25. Oi Thais, passei uma parte do texto pra minha filha que também estuda pra concurso, mas ela prefere as vídeo-aulas, estuda bastante e parece que há um grupo que compra pacotes de aulas e divide e sai barato. Também não é concurso no nível de Fiscal da Receita e similar, menos,rsrs

    Responder
  26. Anne

    Thais Godinho eu simplesmente fiquei maravilhada com esse post! É a prova de que para tudo há um jeito. Tomei um rumo definitivo na minha vida após ler esse texto riquíssimo. Algumas das ideias eu já tinha conhecimento e até já se passou pela minha cabeça deixar de insistir em certas técnicas que para mim não funcionam, mas me faltava a atitude, impulsionar o meu corpo quando me encontro nos momentos de disposição mental e física! Percebo bem que as revisões contribuem em muito e é com isso que tenho evoluído. Adorei a ideia de desmembrar os livros. Sabe, esses dias desapeguei de várias apostilas antigas e desatualizadas que estavam amontoando o meu ambiente. O meu maior problema é a indisposição, eu criei o péssimo hábito de ser uma dorminhoca e, embora eu tente me convencer daquela poderosíssima frase “mente comanda, corpo obedece”, ainda não consegui me auto governar nesse sentido, não totalmente, mas chego lá. Um abraço e obrigada por partilhar dessas dicas preciosas! Beijos.

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada e boa sorte.

      Responder
  27. Tamires

    Ola! Realmente suas dicas são muito válidas! Eu graças a Deus consegui passar em um concurso bacana de nível nacional.. quando estava estudando a 2 anos e meio atrás, seguia várias das dicas que você propôs: realmente desmembrar os livros ajuda muito, eu pegava um estilete e separava tudo por partes, no meu caso é porque realmente me dava pânico ver aquele tamanho todo de livro para ler, e olhar o livro em partes me dava conforto visual, kkk outra coisa: eu trabalhava o dia todo, chegava em casa por volta das 18hs, fazia um lanche para mim e meu marido e ia dormir, sério chegava muitooo cansada, depois acordava as 21hs e estudava até as 2hs da madrugada, isso me ajudava muito e foi assim que passei. Levei 2 anos para passar, isso porque fazia para todos os estados próximos ao meu que abria concurso, na 1º vez fiquei em 198º no estado de goiás, depois no próximo ano fiquei em 134º no DF e na terceira vez fiquei em 4º lugar no estado de MG.. ai só alegria..

    Responder
    1. Thais Godinho

      Acho essa tática muito boa para estudar descansada… pena que, com filho pequeno, isso é inviável.

      Parabéns pela aprovação!!!

      Responder
  28. Fernanda Silva

    Otimas dicas =)

    Thais, por acaso vc tem alguma dica para estudar inglês?!
    Preciso muitoooo.

    Grata, Fernanda!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Tenho um post sobre curso de inglês online.

      Pretendo escrever um sobre idiomas no geral ainda este mês. =)

      Responder
  29. Poliana

    Dicas PERFEITAS, Thais! E as dicas que o pessoal está compartilhando nos comentários também estão muito boas!

    Responder
  30. Bom dia Thais, meu nome é Maiara Xavier, sou consultora financeira para mulheres e fundadora do blog de finanças femininas, o Mulher Rica.

    Conheci teu blog e achei tudo muito lindo. Gostaria de saber se poderia te entrevistar para falares sobre organização financeira?

    Seria um grande prazer ter a participação de alguém como você falando desse assunto tão importante lá no meu blog.

    Aguardo ansiosa pelo teu contato para conversarmos melhor.

    Beijinhos

    Responder
    1. Thais Godinho

      Claro, Maiara. Me envie um e-mail no blogvidaorganizada@gmail
      Obrigada!

      Responder
      1. Que ótimo!!!! Em breve te mandarei e-mail!

        Muito obrigada
        beijinhos

        Responder
  31. Mia

    Bom dia Thais,
    Leio muito seu blog, mas quase nunca comento. Mas não pude deixar passar esse post sem comentar. Estou estudando para concursos e, embora não me encaixe exatamente no post (não trabalho), muitas das dicas são úteis pra mim. Além disso, tenho uma certa dificuldade em manter o foco às vezes e acho que isso piora porque não tenho tanto contato com pessoas na mesma situação. Tenho amigas que estão estudando também, mas não sinto nelas aquele espírito de “vou dar o meu melhor, vou aproveitar cada minuto”. Então quando estou precisando de algum tipo de motivação ou incentivo, venho buscar na internet. O seu post veio no momento certo pra mim. Obrigada :)

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada você e boa sorte. =)

      Responder
  32. Ana Balthazar

    Thaís,
    como se faz para desmembrar um livro?
    Nao consegui visualizar o procedimento.

    Responder
    1. Thais Godinho

      Destacando os capítulos.

      Responder
  33. Simplesmente este texto foi a luz no fim do túnel para minha vida!!
    Estou no terceiro ano de Arquitetura e durante estes anos passados fiquei doente ,nervosa e estressada por não conseguir administrar meus estudos, acabava me cobrando e esgotando…mas depois de ler este texto realmente fiquei aliviada e vou mudar minha postura para este ano que se inicia!!
    Gostaria de saber se posso reproduzir este texto no meu Blog ( com os devídos créditos hiperlinkados)
    Beijos
    e Obrigada

    Responder
    1. Larissa

      Boa sorte na faculdade! =)

      Responder
  34. Juliana

    Thais,

    Você vai para o céu

    Acabou de salvar meu final de semana e livrar-me da angústia que estava sentindo: terminei uma sociedade e passei a trabalhar sozinha com o intuito de organizar melhor meu tempo para poder estudar mais. Ocorre que nesse meio tempo precisei trabalhar ainda mais que antes para bancar as obras do meu apartamento e para cuidar efetivamente da obra. Resumo da ópera: não estou conseguindo seguir o meu planejamento de estudos, o que estava me deixando muito triste e desanimada!

    Você me deu o gás que estava precisando. Deus lhe abençoe e proteja sempre!

    Responder
  35. Daniela de Farias

    Oi, Thais!

    Boa tarde!!!

    Descobri seu blog recentemente e adorei! Sempre com dicas muito legais. Amei essas dicas sobre quem trabalha e estuda, realidade, com certeza, de muitas pessoas. Imagino que eu como muitos que leram se identificaram com o que escreveu.

    Eu sou formada em Direito e também estudo para concurso e não é fácil para quem trabalha e estuda, mas temos que tentar e fazermos de tudo para melhorar.

    Adoro seu blog! Parabéns!

    Daniela de Farias
    Mogi das Cruzes – São Paulo

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada!

      Responder
  36. Excelente post, Thais !

    Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo e acredito no “estudar um pouco todos os dias”.
    Dá pra aprender sem estressar.

    Adaptando para os concurseiros (as) deve ficar: “estudar um tanto bom todos os dias”; kkk !

    Responder
  37. Além de trabalhar e estudar me dedico ao blog http://modafestablog.wordpress.com/ que fiz recentemente com suas dicas! Amei o post

    Responder
  38. Fabiana

    Muito bom o post! Achei ótima a ideia de desapegar um pouco do livro “bonitinho”, mas pesado, e desmembrá-lo em capítulos ou partes!
    Para concursos top na área de Direito, o melhor blog que eu conheço é o do Edilson: http://www.edilsonvitorelli.com.br , você conhece?
    Beijo!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Não conhecia, obrigada.

      Responder
  39. Débora

    Olá Thais, adorei o texto e irei utilizar as dicas para me organizar com minha graduação em pedagogia, que é na modalidade a distância. Optei pelo curso EAD porque já tenho outra graduação, essa será mais uma realização e também porque trabalho em turno integral, tenho uma filha de dois anos e uma casa também para cuidar. Enfim, é correria total. Com esse seu texto fiquei mais animada para ir em frente nesse meu novo desafio.
    Obrigada pelo excelente trabalho e por compartilhar com todos nós. Ah, li todos os comentários e também peguei várias dicas legais.
    bjsss

    Responder
  40. Estava precisando ler algo assim.
    Muito obrigada!

    Responder
  41. Perfeito!!! Me serviu como uma luva!

    Responder
  42. Muito boas as dicas…as melhorea que ja vi..obrigadaaa

    Responder
  43. Euler

    Thais, eu já conheço seu site faz um tempo e só agora parei para explorar. Cada post melhor que o outro. Esse aqui ele bateu como uma luva pq é tudo que penso sobre concurso para quem já trabalha. Muito Bom!!!! Pela primeira vez concordei 100% com alguém quando diz respeito a dicas para concurso!!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Obrigada!

      Responder
  44. Oi, tudo bom? Eu acompanho teu blog faz tempo, parabéns pelo livro.
    Depois de 2 anos sem estudar entrei em um técnico em informática, estou apavorada com o tanto de coisas que tenho que estudar e relembrar. Saio de casa as 7hr da manhã, levo 40 minutos pra chegar no curso, e vou direto para o trabalho que leva mais uns 20 minutos para chegar, é em uma loja de shopping, fico do meio dia até as 22hr na loja trabalhando, mesmo minhas atividades sendo leves é cansativo. Li teu post e me acalmei, tranquilizei na verdade, muito obrigada. Beijos, sucesso.

    Responder

Deixe um comentário