Categoria(s) do post: Saúde, Comida, Curtindo a casa

Eu sei que existe uma cultura milenar do chá e eu jamais teria a pretensão de fazer um post tentando esgotar o tema. O post de hoje é apenas para compartilhar uma das minhas paixões crescentes atualmente, que é o chá. Sempre gostei de tomar chá, mas no momento eu tenho consumido muito mais e os motivos me levaram a escrever este post.

Uma das zilhões de coisas que tenho aprendido com a Ayurveda é que não é muito legal beber líquidos gelados (na maior parte das vezes) porque a nossa digestão, o agni, é o “fogo digestivo”. Logo, líquidos mornos e quentes favorecem a digestão. E eu a vida toda bebendo chá gelado, suco gelado etc. Depois que comecei a prestar atenção nisso, vi uma diferença absurda na minha digestão. Dificilmente alguma refeição me faz mal de qualquer maneira, me sinto indisposta depois de comer, com enjôo etc. – aspectos que eram comuns antes, especialmente depois da cirurgia bariátrica. Claro que os alimentos que tenho ingerido fazem toda diferença também. Praticamente não consumo industrializados, processados, preparo a minha própria comida etc.

Mas o chá.

Vi algum vídeo sobre o hábito dos chineses beberem água quente. Juntei com a recomendação da Ayurveda, e acho que faz muito sentido. Facilita a digestão. Mantém o foguinho interno aceso. Não tem por que ficar bebendo coisa gelada, a não ser em casos excepcionais!

Mas essencialmente durante a refeição, já não bebo mais um suco, por exemplo. Ou é um pouco de água pura (em temperatura ambiente), ou é chá. E eu sempre acho que o chá ajuda mais na digestão (e deve ajudar mesmo). Me sinto muito bem fazendo uma refeição com um pouco de chá (não é uma caneca inteira – meia caneca, eu diria).

O chá também é uma ótima opção de lanche para quando se está fora de casa. Reunião na cafeteria? Sempre tem chá. Almoço no shopping? Até no McCafé tem chá. E você sempre pode levar seus próprios saquinhos e pedir um copo de água quente, caso o estabelecimento não tenha.

Vejo o chá não apenas como algo agradável (que é) como para fins nutricionais e curativos. Por isso, prefiro preparar o chá com ervas frescas ou secas, em vez de comprar os de saquinho, mas confesso que consumo bastante os de saquinho por serem mais práticos. Em casa, o consumo é variado.

Muitas pessoas me pedem para compartilhar meus chás preferidos quando mostro no Insta que estou tomando, então aqui vão eles:

  • Hortelã
  • Boldo
  • Erva-cidreira
  • Erva-doce
  • Quebra-pedra
  • Carqueja
  • Chá verde
  • Frutas vermelhas e flores silvestres
  • Frutas cítricas (maracujá, laranja)

E de noite…

  • Desinchá especial para o sono (é um mix de vários chás)
  • Camomila
  • Mulungu
  • Jasmin

Os chás noturnos são maravilhosos porque me ajudam a dormir melhor.

Eu compro chás em diversos lugares. Na mercearia do bairro, na Liberdade, pela internet.

Vale a pena falar dos acessórios! Em casa, tenho as tradicionais canecas de cerâmica e sempre aqueço a água na “leiteira” mesmo, nunca no microondas. Às vezes uso o processo de infusão para as ervas e côo na hora de servir, ou às vezes uso uma chaleira de cerâmica que comprei na Liberdade para deixar a erva ali mais tempo e ir bebericando aos poucos.

A minha é como essa da foto, mas com outra estampa.

Também tenho garrafinhas térmicas e um copo que levo para cima e para baixo e que aguenta altas temperaturas (de silicone), que uso especialmente em viagens, cursos e reuniões.

Para o escritório novo, comprei uma chaleira elétrica pela internet, pois não temos fogão no local e eu não gosto de esquentar água no microondas.

Que horas do dia costumo beber? Ao longo do dia. Quando acordo, em pequenos lanchinhos no meio da manhã e da tarde, durante as refeições, de noite. Eu sinto que ajuda a manter a digestão bem, simplesmente. Me ajudou a “beliscar” menos entre as refeições também.

Costumo adoçar muito pouco ou às vezes nem uso qualquer tipo de adoçante. Quando sim, é açúcar mascavo, demerara ou stévia.

Essa prática tem feito parte do meu dia a dia e tem me feito muito bem, fora que é todo um mini-ritual de auto-cuidado que me agrada muito. Achei que, de alguma maneira, compartilhar isso com vocês seria legal.