Categoria(s) do post: Dicas de produtividade

Já postei algumas vezes aqui no blog sobre a ideia de aplicar um contexto a cada dia da semana, visto que tenho muitas frentes profissionais. Inclusive apenas recomendo se esse for o seu caso. Pode também ser útil para quem tem empresa (ou “eumpresa”) se organizar com as diversas frentes de atividades.

Respondendo a pergunta do post, SIM, eu ainda uso, e achei que valia a pena escrever sobre isso porque vejo o contexto como um foco que dou a cada dia. Isso me ajuda a ter a mente mais clara sobre as coisas que devo focar em cada dia da semana.

Claro que esses contextos são uma orientação, e não uma obrigatoriedade, e tem vezes que eu tenho outras coisas para fazer que não se relacionam com o contexto do dia em si. Organização não é rigidez, mas praticidade.

Hoje os meus contextos estão assim:

  • SEG: Mentoria, Consultoria, Certificações, Estratégia
  • TER: Learning, Suporte, Materiais, Traduções
  • QUA: Conteúdo
  • QUI: Mestrado, Aulas, Materiais
  • SEX: Administrativo

Eu mudei o administrativo para sexta porque estou em um momento em que não estou fazendo agendamentos nas sextas-feiras para conseguir organizar melhor os cursos que acontecem aos finais de semana, e minha vida ficou mais tranquila depois dessa configuração. Muitas vezes eu trabalho em casa, na sexta, ou resolvo algumas coisas na rua, então faz sentido manter esse dia com esse foco. Eu também gosto de fazer o meu planejamento semanal e a revisão semanal do GTD na sexta. Enfim, são vários assuntos relacionados e tem feito sentido manter assim.

Este semestre é, em teoria, o meu último do mestrado, e eu participarei ocasionalmente de uma aula às quintas à noite (como aluna ouvinte, sem a obrigatoriedade de entregar trabalhos etc). Por isso, mantive o tema “mestrado” na quinta, quando vou cuidar da minha pesquisa e outros assuntos relacionados a “dar aulas”. Por exemplo, se eu quiser formatar meu currículo para enviar para alguma universidade, faço na quinta.

Gosto de colocar conteúdo na quarta-feira não porque seja o único dia que eu produzo conteúdo (produzo diariamente), mas porque é o dia da semana que eu paro, olho o todo, planejo conteúdos, capturo sugestões dos leitores etc. Eu gosto de fazer isso no meio da semana. Antes era de sexta, e funcionou durante algum tempo, mas agora faz mais sentido deixar na quarta.

O maior volume do meu trabalho está no learning, no educacional, então por isso essas atividades estão basicamente divididas entre três dias (segunda, terça e quinta), em categorias diferentes. Terça é o dia que agendo gravações de aulas e faço atividades relacionadas aos cursos de maneira geral, especialmente os cursos online. Estamos fazendo uma transição de ferramentas e isso gera bastante volume, então faz sentido dedicar um dia inteiro para esse tipo de “tarefa”.

Segunda é o dia que gosto de dedicar à mentoria, que é o nosso grupo avançado de organização, e além disso trato de outros assuntos e clientes que também sejam mais “VIP”, como consultoria em empresas e outros do tipo. Por esse olhar elevado, também é um bom dia para ler, estudar estratégia, fazer planejamentos e pensar no todo mais a longo prazo.

Tenho um painel no Trello que é como se fosse uma checklist (portanto, referência) em que descrevo os tipos de atividades que faço em cada dia.

Sábado e domingo mantenho a configuração anterior – sábado mais dedicado à casa, domingo mais individual. Mas é uma abordagem mais leve, sem tantas atividades, especialmente porque uma ou duas vezes por mês eu ministro cursos aos finais de semana.

Você já testou essa configuração? Acha que faz sentido para o seu trabalho hoje? Por favor, deixe nos comentários. Obrigada!