Categoria(s) do post: GTD™

090415-ocupado-produtivo

Eu não gosto de estar ocupada nem de dizer que eu não tenho tempo. Porém, às vezes sinto que essas palavras querem pular da minha boca. Quando isso acontece, eu aprendi a ter a percepção de que algo está errado e que eu preciso tomar providências. Foi uma habilidade que adquiri com tantos anos do blog e uso do GTD, eu acho. Porém, é um assunto importante para todas as pessoas hoje, porque muitas vezes vejo todo mundo tão ocupado e, ao conversar, escuto muito frases como:

“Eu trabalho tanto mas, ao mesmo tempo, parece que não fiz nada de importante.”

“Estou extremamente esgotada/o mentalmente, mas minha vida não parece sair do lugar.”

“Estudei tanto, trabalhei pra caramba, mas ao mesmo tempo que celebro minhas conquistas, não sei se era exatamente o que eu queria.”

Você se identificou com uma dessas frases – ou todas? Você pode estar sofrendo da síndrome da pessoa ocupada que não é produtiva.

Vamos falar sobre o que é ser uma pessoa produtiva?

Uma pessoa produtiva é aquela que aproveita o tempo que tem. Desde o que vai fazer nos próximos 2 minutos até o que vai fazer nos próximos 2 anos.

Ser produtivo não diz respeito ao trabalho, apenas. Se você tira férias e passa o tempo todo trabalhando ou mexendo no celular enquanto seus filhos estão te chamando na piscina, suas férias não foram produtivas. Ser produtivo/a é fazer as coisas com significado.

Se você perceber que está passando muito tempo do seu dia extremamente ocupado/a, sem tempo para fazer aquilo que considera importante – e isso pode ser desde um curso para a sua carreira até deitar e descansar no sofá depois de um dia cheio, pergunte-se se você está sendo produtivo/a ou apenas ocupado/a.

No geral, o simples sentimento de frustração já te diz a resposta.

Cuide do seu tempo. É da sua vida que estamos falando.

Ah, e não vale se manter ocupado/a para disfarçar a falta de produtividade, ok? Você pode enganar os outros, mas não a si mesmo/a.