21 Oct 2011

Ideias para o Halloween

Algumas ideias da tia Martha para sua festinha de Halloween:

Você comemora essa data? O que você faz?

21 Oct 2011

Inspiração do dia: traços simples na cozinha

Balcões brancos, pouca parafernália, mas itens bonitinhos de encher os olhos. Daqui.

20 Oct 2011

Como eu organizo minhas leituras via RSS

Já recebi diversas vezes pedidos para falar sobre como eu organizo os meus feeds. O post não será muito grande pois a resposta é muito simples:

1. Eu utilizo o Google Reader para agregá-los. Existem outros leitores de feeds por aí, mas por enquanto a ferramenta do Google foi a forma mais fácil e simples de fazer isso no dia-a-dia. Gosto bastante do Bloglines também, mas ele demora para atualizar os feeds e isso eu considero morte certa para uma ferramenta desse porte.

2. Eu organizo os feeds por categorias. Antes, eu separava por categorias dedutíveis, tipo “decoração”, “mídias sociais” e “moda”, por exemplo. Há algum tempo, resolvi otimizar esse processo separando por projetos em andamento na minha vida. Logo, tenho uma categoria “trabalho”, outra “pós”, outra “vida organizada” e por aí vai. A grande sacada dessa minha descoberta é que você 1) pode categorizar um mesmo feed em várias categorias e 2) fica muito mais fácil acompanhar as leituras de acordo com a área de atuação. Mas o principal: dá foco e permite que eu só mantenha os feeds realmente interessantes para o meu dia-a-dia, evitando aquele monte de sites e blogs que eu costumava adicionar antes e mal tinha tempo de ler. Essa nova categorização resolveu esse problema.

3. Só mantenho feeds atualizados. Não tenho uma frequência certa para fazer isso, mas ocasionalmente eu costumo dar uma olhada nas pastinhas e deletar feeds que não são atualizados há algum tempo. Não tem motivo para manter um blog ou site que não é mais atualizado, visto que eu dificilmente confiro arquivos antigos.

4. Tenho uma rotina de leitura de feeds para conseguir dar conta de tudo, mas nem sempre dá e eu aceito isso. O que eu faço é ler pela manhã os feeds relacionados ao meu trabalho, que continuo acompanhando ao longo do dia. De noite, antes de dormir, leio os feeds mais informais, o que inclui blogs diários. Precisa ter um certo desapego e “marcar tudo como lido” quando a rotina não permite a leitura de tudo. Quando é assim, eu passo os olhos para ver se não tem nada importante chamando a atenção e marco tudo como lido mesmo.

5. Abro em novas abas ou envio por e-mail os posts que quero comentar ou fazer algo a respeito, como postar na Inspiração do Dia aqui no blog ou no Twitter. Não fico perdendo tempo salvando nos favoritos, por exemplo. Quando tenho um tempinho para comentar nos blogs, abro a minha pastinha “comentar’ do e-mail (onde guardo todos) e vou comentando à medida que consigo. Quando o tempo aperta, infelizmente não consigo fazer isso.

6. Adiciono todo site ou blog que me interesse, desejando mantê-lo ou não. As atualizações futuras dirão se fiz certo ou errado, e se o blog for ruim, eu cancelo a assinatura na hora. Isso também evita o acúmulo de sites nos favoritos pois, se são favoritos, quero acompanhá-los diariamente, correto? Melhor deixar como feeds.

Bom, é basicamente assim que eu me organizo. Acho que a melhor dica que posso dar é a de categorizar segundo seus projetos, pois isso determina todo o foco restante.

E você, como organiza seus feeds?

20 Oct 2011

5 itens multiuso para ajudar na decoração

Se você mora em um imóvel pequeno, objetos multiuso podem facilitar o seu dia-a-dia sem pecar na decoração. Veja alguns exemplos:

1. Sofá-cama

Sofá-cama é coringa porque você pode sempre receber algum amigo para dormir em casa ou esticar a noite cinéfila sem destruir suas costas. Esse aí de cima é da Mia Home Corner, mas existem diversos modelos nacionais.

2. Estante com escrivaninha

Se você não tem um home-office para chamar de seu, improvise em uma parede da sala com um móvel semelhante. Essa estante é da Baby Shop, mas há móveis semelhantes em grandes lojas como a Evolukit, Tok&Stok e Etna, ou mesmo a opção de encomendar com um marceneiro, sob medida.

3. Banco baú

Um banco charmoso, dando todo aquele ar rústico ao ambiente, e que ainda pode ser usado como centro de armazenamento de brinquedos, roupa de cama e o que mais você desejar. Esse é da Móveis Piloni.

4. Carrinho como mesa lateral

Estou apaixonada por esses carrinhos, pois eles fazem bonito na hora de servir a mesa do jantar – basta colocar tudo ali e trazer direto da cozinha. Esqueça as idas e vindas para pegar talheres, copos, travessas etc. E ainda pode ser usado na sala, como mesa lateral. Esse é da Minimal Home, mas já vi vários aqui no Brasil em lojas de móveis.

5. Cesto-pufe

Por que usar um pufe normal se você pode ter um cesto-pufe? Esse pode até ser feito em casa! Daqui.

E você, conhece mais coringas desse tipo?

19 Oct 2011

Planilha para o menu semanal

Planilha do Vida Organizada para imprimir e montar seu menu semanal.

Clique aqui para fazer o download

19 Oct 2011

Guia simples para se organizar no trabalho

Com a rotina de trabalho hoje em dia e o uso de tantas tecnologias ágeis e instantâneas, nenhum profissional pode se dar ao luxo de ser desorganizado. Não se trata de personalidade, mas da necessidade de manter o emprego ou fazer mais vendas. Se um empregador tiver que se decidir entre um profissional organizado ou aquele que sempre perde prazos, certamente o desorganizado vai embora. Esse é um exemplo drástico de como a desorganização pode prejudicar nossa vida profissional.

Mas não é necessário ser obcecado por organização não! O importante é ter um foco e fazer o mínimo para manter o dia-a-dia em ordem. Se você estiver preocupado(a), veja algumas dicas que você pode incorporar à sua rotina:

Organize seu trabalho em um nível mínimo para conseguir executar tarefas sem postergar eternamente e ter controle sobre seus projetos. E você, como costuma se organizar no dia-a-dia?

18 Oct 2011

Como organizar o quarto do bebê

Quando eu montei o quarto do meu filho, comprei muita parafernália desnecessária como a maioria das mães de primeira viagem. O maior problema disso tudo é perder de vista a funcionalidade do quarto, que precisa atender as necessidades do bebê que vem aí. Agora que estamos de mudança, penso em simplificar o máximo possível o futuro quarto do nosso filho, que já não é mais um bebezinho. Para quem está montando o primeiro quartinho do bebê, então, eu tenho algumas dicas de organização:

  • Escolha o quarto mais escurinho da casa, ou providencie desde já cortinas com efeito black-out. Você vai ler (se já não leu) que o bebê deve aprender a diferenciar o dia da noite e, por isso, essas cortinas não servem. Mas a grande questão é que, às 5h da manhã, já amanhece e você provavelmente espera que o bebê durma até um pouquinho mais tarde (7h está bom?). Com a cortina black-out, o despertar natural é um pouquinho adiado pela questão da claridade.
  • Tenha as medidas do quarto anotadas e leve-as sempre com você ao pesquisar móveis, além de uma trena. Independente do tamanho do quarto, é bom comprar sempre na proporção exata, além de você ter a possibilidade de buscar soluções específicas de organização de acordo com o tamanho que tem.
  • Utilize as listas encontradas em diversos sites e lojas de decoração como guia, mas não as siga a risca na hora de comprar os móveis. Avalie suas necessidades e tome cuidado com as medidas.
  • Organize o quarto de acordo com áreas de atividades. No quarto do bebê, você fará o seguinte: amamentará, trocará fraldas e roupas, colocará o bebê para dormir e, mais para frente, brincará com ele no chão. Pense nessas funções na hora de organizar tudo. Pode parecer óbvio, mas muitas vezes acabaos guardando as fraldas longe do trocador, por exemplo.
  • Para a área de amamentação, tenha: um lugar para amamentar (pode ser uma poltrona específica ou não, mas você precisa se sentar em algum lugar), um criado-mudo com um abajour (para as muitas madrugadas) e espaço para colocar o restante das coisas. Eu sugiro uma moringa com água fresca (amamentar dá MUITA sede), um livro (eu tinha o da Encantadora de Bebês), um tocador de mp3 com fones de ouvido (se gostar de ouvir música) e paninhos para limpar o seio e a boca do bebê, caso ele regurgite.
  • Para a área de troca de fraldas e de roupas: monte essa área perto do guarda-roupa ou em cima da cômoda onde você guardará as roupinhas. É importante ter um cesto (eu uso até hoje um igual a este) com algumas fraldas, um pote com algodão, uma garrafa térmica com água quentinha, pote para colocar a água da garrafa e pomada contra assaduras. Com o passar do tempo, você pode querer substituir o algodão e a água pelos lenços umedecidos. Eu também deixava uma fralda de pano por perto para eventuais xixis no trocador (acredite, acontecem o tempo todo).
  • Para a área de sono: deixe a poltrona de amamentação ali perto também, para ficar com o bebê no colo na hora de colocá-lo para dormir (em vez de forçar as costas ficando de pé). Deixe o berço organizado com uma mantinha para enrolar o bebê, um cobertor a mais, rolinho para segurá-lo no colchão, chupeta (se for usar) e um aparelho de som para colocar música ou barulho estático (eu teste todas essas alternativas e nenhuma funcionou melhor que o silêncio absoluto). Minha experiência também recomenda que o berço seja colocado longe da janela para evitar correntes de ar. Eu também deixava a roupa de cama do nosso filho em duas caixas herméticas de plástico embaixo do berço. Além de ficarem sempre a mão, não empoeiravam porque estavam fechadas.
  • Tenha um bom espaço para circulação, além de todas essas áreas, pois você ficará muito tempo ali, além de visitas ocasionais. Com o passar dos meses, você também terá que ter um espaço para o bebê ficar no chão e ser estimulado a engatinhar, rolar, andar. Para essa época, você pode pensar em um tapete de EVA, especialmente se for desmontável (é mais higiênico, pois você monta somente quando for colocar o bebê no chão).
  • Lembre-se também de pensar na segurança do quarto para quando o bebê começar a se movimentar sozinho. Tampas para tomada e protetores de portas e gavetas fazem parte do arsenal. Como são meio caros, pode ser que você queira ir comprando aos pouquinhos. Verifique a quantidade correta para não comprar nem a mais nem a menos.
  • Cada área de atividade deve ter seu centro de armazenamento, pois é necessário estocar bastante coisa, de fraldas a roupinhas. Tudo deve ser armazenado perto de onde será utilizado, então busque soluções nesse sentido.

Ficando de olho nas atividades do dia-a-dia, é mais fácil organizar o quarto do bebê de forma funcional e prática para o dia-a-dia tão cansativo como é no começo. Não perca de vista as necessidades reais em busca somente da beleza, pois você pode se arrepender.

Você tem mais alguma dica de organização para o quarto do bebê? Compartilhe nos comentários.

18 Oct 2011

2 maneiras de saber se você é bem-sucedido(a)

Imagem: Getty Images

Você pode ter acordado um pouco desanimado(a) nesta terça-feira. Será que seu trabalho tem a ver com esse sentimento? Faça duas perguntas-chave para definir mudanças em um futuro próximo (ou não):

1. Você está contente?

Você acorda todos os dias pensando que o dia pode ser melhor que o anterior, mas vai se decepcionando com o passar das horas? Você sempre diz que “as coisas vão melhorar quando _______________” (insira sua desculpa favorita aqui).

Estar contente é um estado de espírito. Isso significa que não depende de fatores externos, mas do seu ponto de vista com relação às coisas. Algumas pessoas são reclamonas por natureza e isso pode favorecer o desânimo no dia-a-dia. Controle seus pensamentos, pois às vezes eles são o único impedimento para fazer tudo melhorar na nossa rotina.

Eu repito a pergunta: você está contente consigo mesmo(a)? Se sim, parabéns. Se não, o que pode ser melhorado? Analise profundamente essas respostas.

2. Você faz o que você ama?

Ser bem-sucedido(a) não significa apenas ganhar dinheiro, mas estar satisfeito(a) com a sua situação no geral. Eu me lembro de um momento no filme “O Diabo Veste Prada”, quando os personagens estão em volta de uma mesa de bar e fazem um brinde “aos empregos que pagam o aluguel”, querendo dizer que praticamente todos trabalham em algo que não gostam, mas o fazem porque o emprego paga as contas. É o seu caso? Avalie o seguinte:

É temporário? Esse trabalho é uma ponte para algo que você vise no futuro? Talvez você esteja fazendo um estágio que não gosta muito ou trabalhando em algum lugar mais ou menos até terminar a faculdade, por exemplo. Nesse caso, tendo um objetivo, a coisa muda de figura e dá um impulso para continuar mais algum tempo.

Você não vê perspectiva? Se você está trabalhando em algum lugar que não gosta e não vê qualquer perspectiva de mudança de cenário, é preciso agitar. Eu tenho uma amiga que trabalha como auxiliar administrativo, mas seu sonho é ser chef de cozinha. Ela nunca mudará essa situação se não fizer um curso na área, por exemplo, e ir procurando trabalhos na área.

O que não dá é para viver reclamando.

O sucesso não é igual para todos. Ser bem-sucedido(a), ao meu ver, significa estar satisfeito(a) com a situação atual – aquela sensação de estar onde sabe que é o certo estar. Não tem necessariamente a ver com dinheiro (depende dos seus objetivos), mas esse é o meu ponto de vista.

E para você, o que significa ser bem-sucedido(a)?

17 Oct 2011

15 minutos de arrumação noturna

Imagem: Getty Images

Se você não tem tempo de limpar durante a semana, o mínimo que você pode fazer para manter  a casa habitável é dedicar 15 minutos da sua noite para:

  • guardar o que está fora do lugar
  • lavar a louça
  • limpar a pia do banheiro depois de escovar os dentes

Em 15 minutos, você faz poucas coisas que já mudam significativamente o astral da sua casa.

Ninguém está falando em perfeição, mas em melhorias. Esqueça a perfeição e faça o melhor que puder hoje.

17 Oct 2011

Ganhe um vale-compras de R$1.500,00 com a Rubbermaid

Antes e depois: gavetas da cozinha (Concurso Rubbermaid organiza sua cozinha, sua casa e sua vida!).

Para a segunda fase do concurso da Rubbermaid, eu resolvi organizar as gavetas da cozinha da minha avó também. Como o armário, ela acumula muitos objetos sem uso, o que dificulta no manuseio diário. Veja como a Rubbermaid pôde salvá-la:

Antes

Depois

As gavetas estavam uma bagunça, pois ela tem muita coisa (muitos talheres e utensílios que não usa) que foi acumulando ao longo dos anos. Ela tinha um divisor de gavetas que não dava conta do recado e o produto da Rubbermaid mostrou como se deve fazer!

Além de diminuir a quantidade de tralha, cada peça foi setorizada de acordo com a sua função: facas, colheres de pau, escumadeiras. Tudo disposto de forma prática para o dia-a-dia na cozinha!

O bacana dos divisores de gaveta da Rubbermaid é que eles são produzidos em cores neutras e possuem um forro emborrachado que mantém os utensílios no lugar – ou seja, quando abrimos a gaveta, os talheres não ficam sambando para frente e para trás. Isso é essencial para manter a gaveta organizada.

Gostou? Vote no Vida Organizada no blog da Rubbermaid! Você concorre a um prêmio incrível de R$1.500,00 em vale-compras para a sua casa!

Para participar é só se cadastrar no site da Rubbermaid, e depois ir lá no blog da Rubbermaid votar no “Antes e depois” que você mais gostou e responder a pergunta da semana.

Obrigada!