Categoria(s) do post: Diário da Thais, Plenitude & Felicidade, Lifestyle

A carta do Julgamento no tarô, não à toa, é o arcano de número XX, que tem a ver com a energia do ano como um todo, visto que temos um 2 triplo em 2022 e, no arcano, um 20 pra trazer mais um pouquinho dessa sincronicidade. Mas, para mim, 2022 foi o ano do julgamento, do “juízo”, no sentido alegórico bíblico da coisa mesmo. Chegou o apocalipse e é isso aí – haverá um arrebatamento. 2022 foi um ano de amadurecimento para mim, mas não que eu tenha ficado mais “séria”, necessariamente, mas de colocar em cheque absolutamente todas as questões da minha existência. Relacionamentos, maternagem, carreira, finanças, saúde mental, saúde física, absolutamente tudo. Então, quando pensei em escrever este post com o resumo do ano, essa carta me veio à mente de imediato.

“Não espere pelo juízo final. Ele acontece diariamente.”

Albert Camus

Agradeço por muitas coisas este ano. Paul ter sido vacinado, as pessoas com as quais eu me conectei, as amizades que retomei, significativas, as mudanças positivas na minha alimentação, ter parado de beber álcool, todos os momentos em equipe e o que elas fizeram por mim quando eu não estava bem, a empresa ter mantido um faturamento mínimo para se manter aberta mesmo com tantas questões ocorrendo.

Sobre questões, acho que a principal, sem dúvida nenhuma, foi o sequestro. Eu sofri um sequestro relâmpago em março e isso impactou completamente a minha vida. Eu mudei radicalmente de lá para cá, no sentido de ir na raiz dos meus problemas para efetivamente solucioná-los. Muitas pessoas falam sobre a minha mudança de aparência e que eu pareço mais autoconfiante, e certamente tudo isso vem justamente desse processo iniciado naquele acontecimento horroroso.

Eu tenho algumas coisas muito boas que gostaria de pontuar como marcos de 2022:

  • Vacina
  • Mudança de Governo (pelamor)
  • Nossa universidade corporativa
  • O lançamento da certificação do MVO
  • A equipe fazendo o VO funcionar enquanto eu estava imprestável
  • A AF, organização que me ajuda desde então com a questão da compulsão
  • Minha nova terapeuta
  • Minha nova psicóloga
  • Voltar a tocar bateria
  • Paul mandando benzaço no teclado
  • A volta do pai dele à banda
  • Parar de tomar Coca zero na minha rotina
  • Os masterminds que participei e que me apoiaram e me mantiveram viva
  • Minha radicalização
  • Todo o meu processo de reorganização
  • A compra da nossa sala comercial para ser a “casinha” do Vida Organizada para sempre
  • Ter conquistado a bolsa no Doutorado
  • Curso de Holacracia que fiz no início do ano
  • Paul ficar bem na escola nova (ele ama!)
  • Ter retomado o Organiza Cast
  • Dinheiro que consegui investir mesmo em um ano tão complicado
  • Minha mãe estar bem
  • As parcerias profissionais que fiz
  • Ter completado 41 anos de vida (esse último foi suado)
  • Ter me centrado novamente no trabalho
  • Ter tido a chance de trabalhar de novo na RNP, o que só precisei sair devido à bolsa do Doc
  • Rotina tranquila
  • Ter conseguido focar na minha saúde mental
  • Artigo concluído para um livro do nosso núcleo de pesquisa da PUC
  • Melhorar no meu tratamento com a ansiedade que veio com a pandemia
  • Imersões presenciais que fizemos com alunos
  • Ter ido finalmente à FLIP em Paraty! Sonho antigo
  • Voltar à Trindade-RJ depois da pandemia
  • A confiança do Paul em mim sobre questões pessoais

Eu não tenho muito mais a dizer além disso. Foi um ano difícil pra caramba, como têm sido os anos da pandemia. Foi um ano sim de arrebatamento, mas cara, como estou melhor agora. Como tenho clareza. Como me sinto preparada para todas as mudanças que preciso abraçar em 2023 e para o restante da minha vida como um todo. Pela primeira vez, desde a “minha idade de adulta” aos 36, eu me sinto adulta de verdade. Mas não apenas no aspecto do compromisso com as minhas responsabilidades, mas me permitindo ser feliz em meio a todas elas. Me redescobrir. Paguei um preço alto por isso? Com certeza. Mas a tempestade foi embora. O julgamento veio, me tomou como tinha que tomar, e agora só me resta o mundo. Tô prontaça.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

5 comentários

  1. Adriana Rabbit comentou:

    Oi Thais! Que coisa boa este seu post! Me veio à mente um livro que folheei recentemente, cujo titulo é “O Obstáculo é o caminho” .. só o titulo já dá o q pensar, não é?
    E me fez pensar em todas as dificuldades que atravessaram meu caminho nos últimos 10 anos!
    Todas deixaram suas marcas doloridas ou revelaram feridas antigas cicatrizadas só por fora, mas que ainda sangravam por dentro …
    Depois de me descabelar em algumas das sessões de terapia, resolvi agir conforme o pensamento estóico (Sofrimento é opcional) e a frase de Jean-Paul Satre (Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você).
    Afinal, depois que a situação dolorida acontece, temos que lidar com aquilo… E fica o aprendizado de como enfrentamos a situação, não é?
    Então, acho que você mostra muito disso quando compartilha suas situações de vida no blog ou nas lives:
    O que deve ficar da situação dificil é o aprendizado, não deve ser dor nem o sofrimento ao lembrarmos do fato. Para estes, tratamos fazendo terapia.
    What doesn’t kill you makes you stronger!
    Obrigada, Thais!! Um 2023 brilhante para vocês 3 e seus 2 salsichas!!

  2. Tatiane comentou:

    Que lindo Thais! Muito bom acompanhar essa sua mudança, vc é uma das pessoas mais fortes que conheço, e uma inspiração em vários sentidos ? Que 2023 seja bom para nós!

    PS: só notamos o tanto de acentos que usamos quando a formatação buga né? kkkk

  3. Laros comentou:

    Boa tarde, Thais,
    Não sei se isso se extende a outros leitores, mas no momento em que estou acessando, o site está com erro de unicode. Inspecionando aqui a documentação está correta, em utf-8, então provavelmente é alguma configuração do wordpress ou falha em algum plugin de terceiros que bagunçou todos os textos do site. Acredito que seja fácil de reverter, já que alterou todos os textos de uma vez, daí achei melhor avisar…

    1. Obrigada, Laros. Estamos verificando, pois parece ser algum bug de plugin. Aguardamos a compreensão.