Categoria(s) do post: Diário da Thais, Empreendedorismo, Lifestyle

Este ano planejamos fazer uma viagem para Trindade, no Rio de Janeiro, para conversarmos sobre o planejamento anual da empresa Рapenas um dos primeiros passos. A Malu e a Karina ṣo as duas pessoas que esṭo totalmente full neste trabalho e a ideia era gerar uma intera̤̣o maior entre elas e ter conversas sobre processos internos, progresṣo de carreira e capacita̤̣o. Em janeiro, faremos mais reuni̵es de planejamento com os tutores, mentores e prestadores de servi̤os.

Vale dizer que muito desse planejamento começa comigo porque, com informações organizadas na agenda, especialmente relacionadas a eventos e viagens, nós conseguimos saber qual será a minha disponibilidade para participar de grandes projetos. E esse planejamento tem que ser factível porque eu tenho muitos compromissos. Por mais que muito da empresa seja delegado e que, com a construção da universidade corporativa, nós tenhamos mais professores, tutores e mentores fazendo as entregas e não apenas eu, ainda é parte intrínseca do meu trabalho estar presente em alguns locais, eventos, grupos etc.

Foi ideia delas e eu adorei que a gente fizesse essa conversa olhando o mar e não dentro do escritório, então resolvemos ir para Trindade – RJ, que eu amo. Infelizmente a Malu não conseguiu ir pois teve um problema de saúde de última hora, então o papo com ela será retomado depois do recesso, mas a Karina e eu conseguimos fazer boas conversas e reflexões e eu mesma consegui pensar em todas as coisas com muita clareza. Nada como estar com a mente descansada. Em uma das manhãs, eu fiz o planejamento financeiro da empresa e acho que foi uma das manhãs mais produtivas do ano! E só pude fazer isso porque minha mente estava bem.

Eu fui alguns dias antes para Paraty – RJ por alguns motivos:

  • Queria encontrar a Lud lá (ela é mentora do MVO e também responsável pelas entregas corporativas, e estava lá de férias com a família apenas até domingo)
  • Queria dar uma volta com calma pela cidade
  • Queria ter o “meu momento” antes da chegada das meninas na terça

A semana foi de bastante chuva e até alguns dias frios, mas eu consegui entrar no mar pelo menos uma vez, o que foi o meu grande banho de água e sal grosso que precisava para voltar e começar o ano novo. Fora que, nos dias em que fiquei sozinha, pude refletir demais sobre a vida e o trabalho em si, li muitos livros (levei só o iPad com o app do Kindle e e-books dentro), fiquei quietinha, enfim, foi bom. Só me reforçou a importância de fazer essa viagem todo ano, nessa época.

No domingo eu saí de Paraty e fui para Trindade cedo para me instalar em um restaurante a ver o Messi sendo feliz na final da Copa. Depois disso, fiz check-in na pousada e dormí! Foi tão bom! Estava aquela chuva fininha e um ventinho frio, e eu simplesmente dormí. No dia seguinte, na segunda, estava frio e chuva novamente e eu aproveitei para ler, estudar e pensar mais sobre o planejamento, mas sempre alternando com cochiladas aqui e ali. Isso foi tão produtivo quanto o tempo que eu passei trabalhando.

No dia seguinte (terça), fiquei sabendo que a Malu não viria, e só a Karina, então tive que repensar nossos planos. A ideia seria prosseguir então com as minhas reflexões sobre planejamento, mas focar em conversas com a Karina sobre o desenvolvimento dela e algumas questões relacionadas. Basicamente, quarta e quinta seriam os dias do planejamento. Nessa terça, parou de chover e eu consegui ir na praia e dar um mergulho. Ainda bem que fiz isso, porque nos outros dias não parou de chover um minuto!

Eu compartilhei bastante da minha rotina nos stories do Instagram então, se você não viu, recomendo que me siga lá!

Teve uma pessoa que perguntou no Instagram que tipo de ferramenta eu estava usando para o planejamento, e eu respondi que era simplesmente papel e caneta. Gosto de ser simples nessas horas. Ferramentas são importantes mas esse raciocínio do momento não precisa delas – só depois. Aliás, uma tática legal para esse bloquinho de notas (que comprei na Livraria das Marés na última viagem para Paraty, para a FLIP): uma ideia por página. Assim, eu consigo entender que o que está naquela página é um insight único que vou processar depois.

Foi muito legal conversar com a Ka, compreender a visão que ela tem do próprio trabalho, da empresa, e dos planos que ela tem para o futuro. Eu pretendo revisar o perfil comportamental dela e da Malu antes de conversarmos em janeiro, para iniciarmos o que estamos planejando para fazer a partir do ano que vem.

Ainda temos outras fases desse planejamento. Farei minha reunião 1:1 com a Malu. Depois, uma reunião nós três, para concluir a ideia do que seria essa reunião na viagem. Depois, nós + mentores e tutores. Depois, nós + prestadores de serviços. A conversa também envolverá sócios e a agência de lançamentos. Todo esse processo deve ser finalizado até o início de fevereiro. Isso não quer dizer que a gente só vai começar a colocar em prática nessa época. Não! Temos bastante coisa que estamos tocando e que nos demandará tempo e energia até lá. Lembre-se: o planejamento do ano não é algo que você faz em um evento e pronto. Ele é vivo, deve ser revisado, atualizado e modificado ao longo de todo o ano. E nós ainda estamos finalizando 2022, já trabalhando em projetos definidos para 2023.

Todo esse processo me deu vontade de elaborar um workshop de planejamento anual para empresas para oferecer para vocês. Você teria interesse? Se sim, deixe um comentário. Muito obrigada!

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

9 comentários

  1. Luca comentou:

    Que legal!!! uhuuuu!!

  2. Lucas comentou:

    Belo texto… Achava que para ter um “bom” planejamento teria que ser rígido no cumprimento dos objetivos, mas com o passar do tempo percebi que a flexibilidade faz parte do nosso dia a dia ao longo da vida…rs.

    Fiz um passeio neste Natal com a família e passamos 3 dias inteirinhos fora de casa e notamos a mudança de ares, influenciando principalmente no ambiente de trabalho… Acredita?…rs.

    Enfim, adorei sua explanação acerca de como planejar a empresa, associando sempre com a vida pessoal e social… Pois relaxar também é essencial.

  3. Whalas de Almeida Rocha comentou:

    Que demais, Thais! Amei, eu teria interesse sim. 🙂

  4. tamara comentou:

    Simmm! Como elaborar planejamento empresarial!!! Por favor! : )

  5. Juliana Andrade comentou:

    Eu amei isso de viajar pra algum lugar pra fazer o planejamento da empresa e fiquei pensando em como seria legal eu promover uma atividade em um lugar diferente pra pensar o planejamento da minha equipe em 2023. No meu caso, que não sou empresária, fiquei pensando em como seria interessante um curso com você sobre liderança de pessoas… joguei no ar e saí correndo! rsrsrs! prestei atenção nesse ponto porque de fato notei que estou precisando desenvolver isso: saí de uma “euquipe” em 2021 para uma equipe com 3 liderados diretos (e + 30 liderados de vínculo horista) em 2022 e percebi que eu não sei como conduzir o desenvolvimento pessoal e profissional dessas pessoas. delegar já consigo de forma embrionária, mas preciso melhorar bastante nesse ponto. você tem indicação de algum livro que tenha sido importante para a formatação do seu jeito de tocar esse desenvolvimento da equipe?

  6. Geisa comentou:

    Oi Thais! Que viagem inspiradora! Deu vontade de fazer algo parecido todos os anos. E sim! Adoraria um workshop sobre planejamento anual pra empresas. Certamente estarei dentro.

  7. Roberta Stuani comentou:

    eu ia adorar o workshop para empresas!

  8. Maíra Santiago comentou:

    Oi, Thais. Tenho uma empresa com meu marido e também separamos uma semana para fazer o planejamento anual da empresa (semana que vem). Estamos verificando se pegamos um AirBnb ou um coworking. Achei bem legal quando vi que vocês também fizeram o planejamento anual em um lugar diferente. Teria bastante interesse em fazer um workshop de planejamento anual para empresas com vocês. Abraços e feliz 2023!