Categoria(s) do post: Diário da Thais, Anual

Todo ano eu gosto de escolher uma área da vida que acredito que, caso seja trabalhada, impactará positivamente todas as minhas outras áreas. Em 2022, a área escolhida foi saúde – e ainda bem, porque eu realmente precisei ter esse foco no ano. Para 2023, vou escolher a área social, e vou dizer por quê:

  1. Nunca trabalhei essa área antes e acho que é um bom momento, pois estou voltando a estar em atividades em grupo;
  2. Tenho dificuldade em equilibrar estar com os outros com o estar em família, então penso que será uma boa encarar essas questões no ano que vem;
  3. Eu acredito que já deixei muita coisa legal passar na vida simplesmente porque não aproveitei melhor minhas conexões.

Dito tudo isso, o que significa a área social? É basicamente aquela em que você interage com outras pessoas em diferentes frentes.

Programa: Mind Meister

A orientação aqui é pensar: qual área, se eu focar meus esforços no ano que vem, ou daqui em diante, vai impactar positivamente todas as outras? Porque é claro que todas as áreas são importantes. Mas nossa intuição sempre nos diz qual a área que deve ser focada para trazer resultados em todas as outras. 

Uma reflexão legal de fazer, ao definir a área, é pensar qual o resultado desejado para aquela área – quando eu chegar ao final de 2023, o que quero que tenha sido verdade naquela área em questão? E, se você conseguir destrinchar em vários sub-tópicos, como eu fiz na imagem acima, pode ser legal fazer a mesma reflexão para cada um deles.

Vou explicar qual o meu grande problema aqui. Na verdade, são dois: empolgação e displicência. Vou explicar.

Muitas vezes eu me empolgo muito com determinada atividade na minha vida e acabo queimando a largada nela – fazendo muitas coisas relacionadas e me sobrecarregando depois de um tempo, o que gera a vontade de dar um tempo de modo geral. Já aconteceu com você? Enfim, eu tenho muito disso, e preciso aprender a lidar melhor com as minhas empolgações, respeitando esse fogo inicial mas pensando na constância do médio a longo prazo. O negócio tem que ser sustentável senão eu não consigo manter.

O lance da displicência tem a ver com a empolgação, mas em seu sentido oposto: deixo tão de lado que acabo perdendo oportunidades legais que nem vi que aconteceram porque estava meio ausente. E eu não quero mais que isso aconteça, especialmente com pessoas mais próximas a mim, como minhas amigas.

É curioso porque, se a gente for pensar em termos de tempo, se eu dedicar 1h por semana para cada atividade acima, terei 11h só de atividades sociais – o que dá uma média de 1,8 atividades por dia. E existem atividades, como trabalho voluntário, que não levam apenas 1h por semana – levam mais. Então meu grande resultado desejado para 2023 é encontrar o equilíbrio dessas atividades, ver o que ainda faz sentido manter, colocar ordem nessas coisas que talvez eu não esquematizasse antes, sabe? Eu apenas ia dizendo sim e depois pensava em como distribuir meu tempo.

Meu próximo passo é destrinchar o recorte de cada uma dessas “sub-áreas” para 2023.

Eu também estou refletindo sobre o que ficou pendente em termos de Saúde para finalizar algumas coisas nesses dois meses finais do ano e o que precisarei manter para o ano que vem.

Convido você então a fazer essa reflexão e compartilhar aqui embaixo nos comentários que área você escolheu para focar em 2023 e por quê. Você pode usar meu exemplo acima para listar as áreas ou listar as áreas de maneira personalizada para a sua vida. Não existe um formato certo e fixo, mas o que funciona para você.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

7 comentários

  1. Mônica Viollet comentou:

    Thaís, a minha área de foco em 2023 é a financeira. Explico. Eu escolhi a saúde como área de foco de 2022 e não consegui realizar absolutamente nada nesta área. Por que? Porque com a visa financeira em frangalhos, sobrevivendo, não consegui fazer os exames, ir à academia, ir às consultas.
    Percebi que se a área financeira estiver bem, isso impacta positivamente todas as outras. Isso envolve a minha área profissional que precisa de atenção também, apesar de que no profissional eu consegui cumprir as minhas metas.
    Eu não paro de estudar.
    É isso.
    Te admiro muito. Beijos!
    Nam myoho renge kyo

  2. Kelma Maia comentou:

    Escolhi carreira, pois estou sentindo falta de uma dedicação maior e isso vai me trazer mais felicidade e influencias as outras áreas da minha vida.

  3. Maria comentou:

    Oi, Thaís! Penso que agora, já meio distante das lembranças da pandemia todos nós vamos ter que reorganizar a área social. Vai ser legal te acompanhar e poder comparar conosco mesmo. Mas não consegui compreender o “equilibrar estar com os outros com o estar em família”; seria prioridade, tipo: 1ª família; 2º amigos; 3º colegas de trabalho, etc?

  4. Cynthia comentou:

    Achei super legal a escolha da área, Thais! Depois de dois anos de pandemia, talvez o que nós precisemos seja mesmo nos abrir para o outro novamente.

  5. Juliana Andrade Carvalho comentou:

    Achei interessantíssima a sua escolha! Confesso que fiquei surpresa até! Estou empolgada em lhe acompanhar nessa sua jornada com essa área! Ver um pessoa aparentemente introvertida como eu trabalhando essa área me empolga a quem saber tentar essa área em algum ano futuro! Sobre a minha área, ainda não cheguei nesse ponto e estou refletindo sobre 2022 ainda. Sigo lenta, a passos de tartaruga 🐢 Quando tiver uma área definida, volto aqui pra contar!

  6. Silvana comentou:

    Muito legal, Thais! Já estou animada para acompanhar os conteúdos sobre essa área no ano que vem 🙂

  7. Laís Helena comentou:

    Gostei muito do post! Ainda não parei para refletir qual será minha área de foco para 2023, mas andei revisando meus objetivos nesses últimos dias e provavelmente vou escolher a escrita (que está dentro da área carreira) como área de foco. Explico: agora em novembro comecei num emprego novo, meu primeiro emprego que não é precarizado, o que vai me deixar com mais tempo e dinheiro para investir numa possível publicação (escrevo ficção). Ademais, vinha colocando a escrita como área de foco nos últimos anos e nunca conseguia avançar muito, justamente por não ter condições financeiras (e não adiantava colocar o financeiro como área de foco pois não havia o que ser feito). Agora, finalmente, poderei avançar nessa que é a minha área favorita da vida.

    Abraço!