Categoria(s) do post: Diário da Thais, Hábitos, Vida Organizada

Eu estou no segundo ano do Doutorado, mas eu já trabalho diariamente na minha tese desde o ano passado. Ainda não realizei minha pesquisa de campo, mas há muito a ser feito mesmo assim. Se teve algo que aprendi durante o mestrado foi justamente aproveitar os momentos de empolgação nas leituras e estudos para não apenas ler mas PRODUZIR conhecimento através dessas leituras – e isso se faz escrevendo, que sejam notas sobre as leituras. Fazer isso coloca o cérebro para trabalhar e um único comentário pode gerar parágrafos produzidos.

Eu amo ler e sei que é terreno perigoso o lance de ficar só estudando e não escrever! Por isso eu me habituei a, todos os dias, estudar um pouquinho e me forçar (no bom sentido) a escrever o que achei da leitura, fazer resumos de conceitos ou de capítulos, enfim, produzir algum conhecimento em cima daquilo.

App: Notion

A importância de fazer todos os dias tem a ver com o hábito. Hábito é a construção do estilo de vida que você quer viver. Se eu quero ser pesquisadora, pesquisadora pesquisa. Lê, estuda, escreve. Então é o que eu tenho que fazer todos os dias.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

4 comentários

  1. Fernanda comentou:

    Oi Thais!
    Defendi meu doutorado este ano e, a partir de agora, vou recomendar este post para todos.
    Eu achava que grifar os artigos era suficiente pra depois escrever, mas que nada. Depois de 3 anos lendo todo tipo de referência possível eu não conseguia mais lembrar porque tinha destacado aquele trecho lááá do começo dos estudos.

    Ótima dica, como sempre!

  2. Aretha Guimarães comentou:

    Thais, vc pode fazer um flip through do seu caderno de pesquisa? Muito curiosidade sobre como tá ficando! Abraço

  3. Karol comentou:

    Thais, você já ouviu falar no sistema de anotações zettelkasten? Me parece algo bastante interessante para quem lê muito e precisa produzir novos conteúdos a partir dessas leituras. A ideia, pelo que entendi até aqui (ainda estou investigando e planejo implementar), é que você tenha pequenas anotaç~es, mas que sejam publicáveis, assim fica mais fácil de juntar tudo e mandar bala.

  4. Nubya comentou:

    Oii! tudo bem?
    Estou no segundo ano do DR também e acredito muito nessa forma de lidar com o processo de produção da tese. Mas Thais.. tenho muita dificuldade na organização, estruturação do texto em si, a partir das referencias… muita dificuldade com os “fichamentos” e a produção textual. Vc teria alguma dica de organização dessa prática? Algum sistema que possa compartilhar conosco?