Categoria(s) do post: Diário da Thais

Querido diário,

Existem dias bons e dias ruins.

Eu entendo que um dia não é uma vida. Não é para sempre. E que ele passa. Amanhã será um novo dia.

Nos últimos anos, eu aprendi a me respeitar. Aprendi que, em um dia ruim, não adianta eu ficar com cobranças fora da realidade sobre a minha “performance”. Sei que a vitória será fazer o mínimo. Então é isso: faço uma coisa de cada vez.

Em dias assim, cada movimento é um esforço enorme. O dia passa rápido, sem que as coisas sejam feitas. Tento não ficar frustrada, mas na maioria das vezes é difícil. Faz parte. Amanhã será um novo dia.

Como a organização pode nos ajudar em dias ruins:

1. Limpe a sua agenda. Cancele ou adie compromissos que não vai conseguir cumprir.

2. Faça o mesmo com a sua lista de afazeres. Negocie prazos com colegas. Avise as pessoas.

3. Tenha uma lista do que chamo de Mínimo Viável Diário. É o mínimo que você precisa fazer em um dia para que as coisas não desandem totalmente – casa, trabalho, você.

4. Escolha uma única coisa que, se você fizer isso, vai dar seu dia como pago. Pode ser a declaração do imposto de renda, ir buscar algum documento que nunca consegue tempo pra ir, ou até mesmo alguma atividade para você, como “não beber refrigerante”.

5. Pare mais. O dia já vai ser mais lento. Respeite-se. Faça pausas entre uma atividade e outra. Beba mais água, para oxigenar o cérebro. Faça alguns alongamentos restaurativos. Feche os olhos um pouco. Tome chá. Durma cedo.

Amanhã será um novo dia.

* Se você se sentir assim todos os dias, pode valer a pena procurar um médico para ver deficiência de vitaminas ou até mesmo outras questões que possam estar afetando o seu ânimo de maneira geral.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

9 comentários

  1. Laismara comentou:

    Gratidão

  2. Renata comentou:

    Como eu amo os seus posts! Obrigada por nos ensinar com tantos conteúdos valiosos, Thais.
    Fique bem!
    Renata

  3. Anita comentou:

    Seus textos são sempre maravilhosos…estava sentindo a sua falta aqui no blog!

  4. Nara comentou:

    Que post valioso! Costumo ser produtiva, mas hoje estou tendo um dia ruim e esse texto ajudou muito. Acho que ele é super válido também para os dias em que a TPM ataca forte, pelo menos no meu caso, tem meses em há dias de TPM que me paralisam e eu sofro por me sentir improdutiva, essas dicas podem a judar a me culpar menos.

  5. Vivi comentou:

    Ótimas sugestões!! Agora com uma bebezinha em casa, tem noites que ela dorme muito mal e consequentemente eu também….No outro dia, claro que meu rendimento não é o mesmo, então vou me virando conforme dá. Às vezes é frustrante, mas o segredo é pensar que é apenas uma fase e que vai passar.

    Thais, eu adoro aquela revista Sorria que vendem na Droga Raia. Não sei se você soube, em um dos textos da edição fev/mar 2022, você e o seu método de destralhamento foram mencionados 🙂
    A autora do texto relata como aprendeu com o seu método a ter a casa mais organizada!!

  6. Daniele comentou:

    Achei muito sensato o seu comentário final sobre procurar ajuda médica, caso a pessoa se sinta assim por mais tempo. Te admiro muito.

    1. Sergio Toscano comentou:

      Uso como meu Mantra frase de achico Xavier que diz. Tudo passa. Momentos difíceis dias de tristeza Tudo Passa

  7. Bruna Andrade comentou:

    Nos meus dias ruins nem a agenda eu verifico, “shame on me”, mas sei que quando passa tudo está organizado e é só correr atrás do prejuízo e realocar os compromissos e tarefas que ainda podem ser feitos. Organização é vida! Espero que esteja bem, Thais!

  8. Nedyr Martinho comentou:

    Gostei muito dessa estratégia:escolher uma area para salvar no “dia ruim”.Hoje foi um dia assim,segundão que resolvi ficar com enfase no serviço da casaParece que tudo passou em camara lentaJá depois das 20:00hs encontrei sua mensagem e vi que fiz o que era melhor para hoje.Me perdoei.Obrigada Thais!