Categoria(s) do post: Diário da Thais, Estudos, Família

Passando por aqui para compartilhar como foi a minha volta às aulas presenciais no Doutorado e às do Paul na escola.

As aulas dele começaram logo no início de fevereiro e, na primeira semana, houve um caso de COVID na sala, imediatamente isolado. Paul ficou em casa uma semana e depois retornou normalmente. Ele tomou a segunda dose da vacina pouco tempo depois e, esta semana, deu o prazo de 20 dias em que ele pode se considerar imunizado. Com isso, vamos nos sentir mais à vontade para retomar algumas atividades, como academia e outras (eu dei um tempo com a onda da ômicron, enquanto o Paul não estava totalmente imunizado).

As minhas aulas começaram esta semana, no início de março. Foi a primeira vez que fui ao Doutorado presencialmente desde que comecei, no início do ano passado. Foi muito emocionante para mim entrar na faculdade que a minha avó estudou e amava. Eu cheguei a acompanhá-la algumas vezes, quando ela deu aulas, mas não lembrava muito bem e também nunca tinha tido a experiência como aluna mesmo, lá. Foi muito significativo.

Sobre os cuidados: nada de muito diferente do que já vínhamos fazendo antes da volta às aulas, se fôssemos ao mercado, por exemplo. Distanciamento social, máscara, álcool gel, todo o pacote de proteção. Por mais que o Governo de SP tenha liberado esta semana o uso da máscara em ambientes abertos, nós optamos por continuar usando. Eu imagino que, quando estiver subindo uma ladeira, ou depois de ter corrido ou feito caminhada, como exercício físico, eu possa querer tirar para respirar melhor. Mas, tirando isso, ainda acho que não me custa nada continuar me precavendo.

O primeiro dia de aula presencial no Doutorado foi legal, por ver a professora e os meus colegas pessoalmente mas, por outro lado, ainda não está 100% normal. Não teve intervalo, tínhamos que evitar sair da sala, tínhamos que sentar com distanciamento, não podia ligar os ventiladores (nesse calor que está fazendo em SP!), enfim. Mas só de sair de casa, ter a experiência de ir à faculdade, pegar um livro na biblioteca… tudo isso foi muito incrível.

Eu confesso que tive um pouco de ansiedade nos dois dias de aulas que já fui. Faz parte. Afinal, faz mais de dois anos que não entro em uma sala de aula da faculdade.

Eu no #8M

Na nossa opinião aqui em casa, estamos assim: a pandemia não acabou. Ainda demanda cuidados, mas dá pra gente retomar as nossas atividades, evitando aglomerações e tomando os cuidados de sempre. Mas só de o Paul já estar imunizado com duas doses da vacina, isso já deixa a gente MUITO mais tranquilos.

E com você? Como foi o retorno presencial ao trabalho ou às aulas?

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

6 comentários

  1. Laís comentou:

    Eu não vou ter volta ao presencial porque já antes da pandemia eu tinha optado por faculdade online e trabalho em home office (adoro a tranquilidade de ficar em casa e confesso que o trânsito e a agitação de um trabalho presencial me exaurem). Mas é bom que a pandemia esteja recuando e a gente possa ir aos lugares. Confesso que estou com saudades de ir à biblioteca. Tem algo de mágico em trabalhar e estudar em meio aos livros (e a biblioteca tem ar condicionado, coisa que na minha casa não tem 😂).

    Enfim, bons estudos!

  2. Ana Luiza Rei comentou:

    Oi, Thais!

    No meu trabalho agora é obrigatório ir duas vezes por semana para o escritório, e hoje já descobri uma pessoa do meu time que estava com covid no dia em que estivemos lá juntas, então assim…
    Além disso, a obrigatoriedade tem deixado as pessoas bem insatisfeitas.
    Eu tenho tentado focar no fato de ainda estar empregada e tocar em frente, é sobre isso.

    Que bom que o Paul já está imunizado, fico feliz por vocês, realmente é um alívio, né?
    Obrigada por compartilhar sua experiencia aqui!

  3. Rute comentou:

    Oi, Thais. Tenho acompanhado um pouco do seu trabalho faz alguns meses. Já li alguns textos do blog, já vi uns poucos vídeos do teu canal no YouTube e comecei a ler os livros “Vida Organizada” e o “Casa Organizada”. Tudo muito válido pra mim – e acredito que poderá começar a ser para minha família também (minha mãe, meu irmão e meu sobrinho), em nossa organização comunitária. Basta que ingressemos todos no mesmo barco rs.

    Retornei à aula presencial no curso técnico de música que faço em minha cidade após dois anos… mas claro que ainda com muitas restrições. O ensino segue híbrido. Estou tendo apenas aula com o professor de piano em que ficamos apenas os dois numa sala ampla e ventilada. A escola está meio vazia – é estranho. Eu me senti um pouco cansada depois dessa primeira aula pós retomada – quando eu iria me cansar numa aula de piano? Então, acho que podem ser sensações/sentimentos similares.

    Uma outra coisa que queria perguntar a você (sim, fora do “contexto” do texto, perdão rs) – não teria como o livro Vida Organizada retomar ao kindle unlimited? Eu assinei basicamente pra ler esse teu livro e um de outro autor gringo (e, claro, vai acabar me trazendo outras leituras, agora que prorroguei a assinatura por uma promoção dessas de sempre da Amazon). Não faço ideia, neste momento, se estou sendo cara de pau/sem noção! Qualquer coisa, me diga, por favor.

    Bom fds!

  4. Karina Zimmer comentou:

    Oi, Thais! Penso como você: continuo usando máscara em todo lugar, até ao ar livre se estiver próxima de outras pessoas. Os demais cuidados também estão sendo mantidos. Sou a excessão no meu círculo social e na família. Perdi maus pais pra covid e tenho algumas sequelas leves que me lembram cotidianamente que nunca foi uma gripezinha.

  5. Luciana comentou:

    Aqui no Rio de Janeiro, ainda me acostumando a liberação total das máscaras. Estranho ver todos sem máscara e ainda na dúvida se tiro ou não. Mas retornar a fazer as coisas que fazia antes da pandemia tem sido maravilhoso e reencontrar as pessoas tem sido a melhor parte S2

  6. João Victor Oliveira comentou:

    Hoje foi o dia do meu retorno às aulas presenciais, ainda naquele clima de começo de período, as duas aulas que tive foram curtas.
    Estou tendo que conciliar minha graduação com um novo emprego que consegui em janeiro. E estou enfrentado esse desafio com a ajuda do conhecimento que vim acumulado com o MVO durante a pandemia.
    Fiz meu planejamento semanal, e organizei os meus blocos de tempo na minha agenda, levando em consideração os deslocamentos.
    Chegou o dia de hoje e alguns aspectos do meu planejamento não fluíram como planejei.
    Mas isso não me abalou, eu consegui reprogramar e ajudar o que foi planejado com o factual do dia. E funcionou!
    Olhando pro meu planejamento original eu não levei em conta que tomar café tarde no dia anterior iria me deixar desperto até mais tarde, atrapalhando o meu horário de dormir e acordar – que era o que mais dependia para o meu planejamento dar certo. Na próxima semana eu já irei ajustar esse aspecto da minha rotina.
    Desejo força, energia e muita sorte nessa volta presencial a vida acadêmica.
    Acredito que todos nós da comunidade acadêmica estamos diferentes nesse retorno.