Categoria(s) do post: Diário da Thais, Carreira, Estudos

Toda a minha formação desde a graduação tem sido em Comunicação, que é uma área dentro das Ciências Sociais e Humanas Aplicadas.

No Mestrado, eu já “flertei” com a Sociologia do Trabalho e quase-quase fiz o curso em Ciências Sociais. Fiz em Comunicação porque queria trabalhar com o conceito de Midiatização.

Para o Doutorado, quando elaborei o pré-projeto, ele estava “pedindo” que eu fosse para a Sociologia, e assim o fiz. Estou fazendo o Doutorado em Ciências Sociais na PUC-SP, em específico na área de Sociologia do Trabalho.

Ao entrar no Doutorado, a minha professora orientadora me pediu para cursar todas as disciplinas “base” do curso, sempre que fossem oferecidas. Eu fiz isso. No primeiro semestre, foi uma disciplina que estudou os três clássicos: Marx, Durkheim e Weber e, no segundo semestre, a disciplina de Teoria e Método (que foi maravilhosa). Agora, no terceiro semestre, farei outra disciplina base, que é sobre o pensamento sociológico contemporâneo.

Além disso, eu tenho um projeto para a vida que é o da leitura dos livros dos três clássicos da Sociologia, conforme citado acima. Leva tempo, mas está em andamento.

De qualquer maneira, eu sentia a falta de uma licenciatura. E você pode me perguntar: “mas Thais, qual o ponto? você vai querer dar aula em escola?”. Não sei. Realmente não sei o que o futuro me reserva em termos de vontades. Mas eu queria ter essa formação em licenciatura, especialmente porque não descarto a possibilidade de fazer algo em filosofia ou sociologia da educação futuramente. Achei que a licenciatura seria uma introdução boa, além de um adicional no meu currículo como professora (sempre é bom ter alguns títulos).

Cheguei a considerar fazer Pedagogia, mas pensei: já que vou fazer, vou fazer em Ciências Sociais, que é a área que estou estudando e quero me graduar. O único formato que cabia na minha vida junto com o Doutorado era uma graduação EAD. Cheguei a procurar várias e acabei optando por fazer na Cruzeiro do Sul Virtual. Comecei em agosto de 2021 e, agora, estou entrando no segundo semestre dela.

O esquema das disciplinas é bastante tranquilo para mim. Uma disciplina por mês, que envolve assistir aulas, ler os materiais, fazer leituras próprias (livros e outros), e uma prova no final do mês. Não sobrecarrega em nada e está dando para levar numa boa junto com o Doutorado, que tem outra “pegada”.

Estou curtindo e sinto que será uma formação legal de fazer e concluir até o fim do Doutorado também.

Se tiver alguma dúvida sobre esse tema, me fala? Deixe nos comentários. Obrigada.