Categoria(s) do post: Liderança

Uma das dificuldades mais relatadas pelo pessoal que me acompanha no Vida Organizada é sobre não conseguir fazer aquilo que foi planejado. Os planos tiveram que mudar. E eu quero dizer que isso é absolutamente normal, esperado e parte de todo planejamento. O planejamento não é uma profecia. Ele é um caminho desenhado para chegar a um objetivo final. Se você precisar ou quiser, poderá fazer ajustes – o que inclui até mesmo deixar o projeto em stand-by para focar em outras prioridades durante um tempo ou até mesmo repensá-lo a ponto de perceber que ele não era tão importante assim, abandonando-o.

Todo NÃO que você fala para um projeto seu é um SIM enorme que você abre em termos de espaço na sua vida.

Thais Godinho

Eu quis trazer essa reflexão simples hoje porque, na semana passada, fizemos dois dias de planejamento anual aqui na empresa. E, depois desse dia, tenho me envolvido com esse planejamento diariamente, até para poder disponibilizar as reflexões e informações no nosso workspace no Notion para todo mundo (sim, estamos migrando oficialmente a parte toda de gestão de informações para o Notion – em breve comentarei mais sobre isso).

Terminei a leitura de um livro chamado “Responsabilidade Extrema” e, em determinado momento, o autor fala sobre a questão de priorização. E a pergunta chave que me fiz, olhando os projetos que definimos para 2021 (ao menos inicialmente), foi: “qual desses projetos é o mais importante de todos? qual é prioridade?”. E claro que fazer esse tipo de reflexão é difícil, porque tudo ali soa como prioridade – até mesmo por isso colocamos na lista. Mas refletir sobre essa pergunta foi fundamental, porque me permitiu entender que o mais importante de tudo, independente de qualquer outro projeto, é a gente acertar internamente o nosso processo para a organização dos lançamentos, pois assim conseguiremos antecipar o máximo de atividades, abrindo espaço para que outras iniciativas continuem sendo tocadas em paralelo, sem estresse.

O que eu quero dizer com isso é que, por mais que tenham feito o planejamento do ano nesses dois dias, essa reflexão continua, porque é natural. A vida muda, é dinâmica. Temos uma missão muito forte aqui a alcançar, em termos de legado, então nossos processos e projetos precisam estar no nosso radar sempre. Isso envolve refletir sobre o que é prioridade sempre.

Não é porque você fez o seu planejamento do ano que você não vai mais olhar para ele ou mudá-lo. Ele não está engessado. Você não apenas pode como deve refletir sobre as prioridades com a frequência que considerar apropriada porque essa é a vida, minha cara / meu caro. <3

Ah! E também não existe “um livro” que fale sobre prioridades. Você conhece suas prioridades. Livros são ferramentas de apoio e recursos para que você busque conhecimento, que te ajudará com a clareza sobre elas.

Este post está sendo publicado durante um período de breve recesso do Vida Organizada neste final de ano. Os comentários serão aprovados e respondidos com um intervalo maior de tempo. Obrigada pela compreensão.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.