Categoria(s) do post: Diário da Thais, Criatividade, Vida Organizada

Estou passando por uma grande revolução interna e vocês podem perceber, pela frequência mais espaçada dos posts, que isso tem se refletido na publicação de conteúdos por aqui. A partir dessas resoluções minhas, quando finalmente “fecho” a conclusão de algo, me sinto com vontade de escrever.

É o caso aqui. Segunda e terça realizamos a nossa reunião de planejamento do ano para o Vida Organizada e, depois, pude pegar todas as minhas anotações, refletir sobre elas e finalmente recomeçar a estrutura das minhas responsabilidades profissionais e os papéis que desempenho atualmente. E atenção: é maravilhoso poder fazer isso mensalmente porque eu tenho a mais absoluta certeza que daqui a um tempo isso irá mudar, pois estou trabalhando com uma consultoria para a nossa universidade corporativa e a partir de janeiro haverá um plano de ação que vai impactar nesses papéis com a absoluta certeza.

A Thais empresária precisou de muitos anos de terapia para lidar com isso (e ainda terá para o resto da vida), mas hoje eu consigo entender que, gostando ou não da estrutura macro-econômica que vivemos sob, eu tenho esse papel e preciso assumir as minhas responsabilidades perante ele. Eu preciso sim me colocar mais como empresária e assumir, da maneira mais humana e compassiva que puder, todas as responsabilidades que esse papel me demanda. Porque, quando eu não faço isso, as pessoas que trabalham comigo sofrem. Por consequência, os alunos. E assim vai.

Por isso, eu vejo que, nesse caso, existem duas responsabilidades principais, de onde derivam todas as outras relacionadas à liderança. Uma é o direcionamento da empresa e outra é o desenvolvimento de pessoas. E eu estou justamente nesse momento incrível em que preciso me formar como essa líder e, por isso, esse é um grande foco para mim para 2022 e além.

App: Notion

E aqui estão todos os meus papéis então, percebidos neste momento:

  • Liderança
  • Professora Especialista
  • Marketing
  • Criação de Conteúdo
  • Pesquisa & Capacitação
App: Notion

Como professora especialista eu sou aquela que escreve os livros, grava aulas, pensa no macro dos cursos (resultados dos alunos, objetivos), autora do método, faz LIVEs etc.

No Marketing, eu sou a responsável por várias coisas legais: estratégia de lançamentos, branding e posicionamento, campanhas criativas e alguns textos (copywriting). Essa reflexão acabou resultando em fazer as pazes com a minha carreira de marketing e isso foi muito significativo para mim. <3

Criação de conteúdo essencialmente raiz, ou seja: conteúdo criado a partir do método, que tem um embasamento, de modo que desse possam ser derivados outros materiais em formatos diversos.

Por fim, pesquisa e capacitação, que embasam todos os outros papéis. Desde o meu estudo e prática pessoal com metodologias de terceiros que me permitem afiar o machado (holacracia, GTD, fórmula de lançamento), até a pesquisa acadêmica e todas as suas nuances.

Definitivamente, isso resume quem sou eu profissionalmente hoje e fiquei muito feliz com essas percepções.

No desenho Steven Universe, as gems (pedras), quando sofrem algum impacto mais radical, quase agressivo, param de se projetar como luz e voltam ao estado bruto de pedras, apenas. Elas só retornam a sua projeção quando se regeneram – isso significa passar por todo um processo sozinhas, interno, para que voltem transformadas e com um aprendizado e sabedoria maiores.

Eu sinto que passei por esse mesmo processo este ano e uma nova Thais foi regenerada neste momento. É a melhor analogia que consigo encontrar para explicar como me sinto.

Espero que este compartilhamento possa ser útil a você. Essa reflexão é muito importante independentemente da profissão ou tipo de trabalho que você tenha. Para quem tem dificuldade de fazer sozinho, no nosso curso nós ensinamos um passo a passo, mas as vagas estão encerradas. Você pode se cadastrar na lista de espera para ser avisado de uma nova turma clicando aqui.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

4 comentários

  1. ANA PAULA MAGRI MOREIRA comentou:

    Tão importantes esses momentos de processar internamente… enquanto isso, do lado de fora, me peguei chocada com o slogan de uma propaganda de analgésico que promete efeito por até 12 horas: “Pra você fazer mais por mais tempo”, ou seja, nem direito a sentir dor e parar pra ver o que está acontecendo as pessoas tem mais.

    Pensei em você e na produtividade compassiva na hora, e como foi bom um dia ter encontrado o blog e poder pensar e trazer pra minha vida justamente o contrário dessa produtividade tresloucada.

    Abraço!

    1. ANA PAULA MAGRI MOREIRA comentou:

      E obrigada por tudo

  2. Fernanda comentou:

    Obrigada por compartilhar, Thais!

    Como comunista e pessoa que quer abrir a própria empresa, me identifiquei com o conflito que você descreveu no post. Também tenho trabalhado bastante em terapia essas posições conflitantes, pensando que tendo minha própria empresa, tenho também maior controle de gerar um impacto positivo no mundo (e atualmente trabalho em um banco, só para aumentar o nó na minha cabeça, rs).

    Muito legal a decisão de focar na liderança, faz toda diferença para a equipe e os clientes mesmo. Alguns livros que tenho como referência nisso são “Pipeline da liderança” (excelente para pensar nos diferentes papéis e níveis de liderança), “A Regra é não ter regras” e “Coragem para liderar”.

    Curiosa para o que vem aí em 2022! 🙂

  3. Geórgia comentou:

    Thaís, gosto muito das suas reflexões, admiro seu desprendimento em compartilhar da sua vida e dos seus pensamentos e projetos. Adoro o blog,
    Canal de que mais gosto, ele me incentiva a refletir sobre os temas e me ensina muito. Promete que nunca vai deixar o blog morrer! Beijos e ótimo finalzinho de ano.