Categoria(s) do post: Diário da Thais, Armazenamento, Decoração

Eu não estava muito satisfeita com a configuração do meu escritório em casa.

No ano passado, ao fazer a mudança dos escritórios, eu trouxe alguns móveis para cá.

Um deles foi o sofá, que ficou aqui no meu escritório. Também tínhamos duas mesas brancas que eu acabei deixando no quarto. Aí aqui, no meu escritório, eu comprei uma mesa pequena com estante da Evolukit para ficar no cantinho e deixar o “meio” livre.

Na teoria parece ótimo mas, na prática, não curti. Trabalhar virada para a parede é péssimo. Eu gosto de trabalhar virada para a janela ou vendo o movimento. A mesa era pequena demais para mim. E o sofá, apesar de confortável, não acrescentava muito ao espaço, porque quando eu queria sentar e ler, eu fazia isso em outros lugares da casa, deixando o escritório para trabalhar mesmo no computador.

Tinha o outro ponto, que era a cadeira desconfortável. Eu levei a minha cadeira gamer para o escritório mesmo (fora de casa), para ter mais conforto lá, e trouxe uma das cadeiras do escritório para casa. Ela não foi muito ergonômica para mim. Enfim, eu estava insatisfeita e precisava tomar algumas decisões.

Quem acabava curtindo mais o sofá eram os cachorros. O Paul, na foto acima, raramente ficava por aqui.

A primeira delas foi investir em uma cadeira confortável e ergonômica, visto que passo a maior parte do tempo aqui. Comprei a mais barata da Herman Miller e sinceramente estou satisfeita. Ela era tudo o que eu precisava.

Depois, decidi que queria colocar a mesa embaixo da janela. Até tentei com a mesa + estante da Evolukit, mas não ficou legal. E ainda tinha o problema da mesa ser pequena (cabia o computador e um bloco de notas e só – era difícil quando eu precisava apoiar outros materiais, especialmente nas aulas online).

Foi quando conversei com o meu marido e ele trouxe comigo as duas mesas que estavam lá no quarto e eu subi a minha mesa do escritório para lá. Nós também colocamos o sofá no quarto do Paul, o que acabou sendo bom porque ele precisava de um cantinho assim no quarto dele.

Uma coisa que sempre quis ter aqui no escritório é um modelo que vi de uma moça na gringa uma vez que eram duas mesas com a cadeira no meio, de modo que você consiga alternar entre os dois espaços conforme a necessidade. Então o que eu fiz foi colocar uma mesa embaixo da janela, até para pegar a luz natural para escrever, gravar, fazer reuniões etc., e a outra atrás, bem embaixo do lustre e de frente para a porta. Funcionou lindamente.

Essa é a visão da porta do escritório, logo quando entra.

Ainda estou arrumando porque muita coisa vai precisar ser reajustada após essa mudança, mas está em processo. Vou comentar um pouco sobre como está no momento e o que ainda pretendo fazer.

Bem, a mesa que fica embaixo da janela já mudou a minha vida, porque eu adoro trabalhar olhando pela janela e ouvindo os passarinhos. Nela, coloquei alguns elementos de decoração e itens úteis. Da esquerda para a direita: enfeite com folhas, castiçal, apagador de velas, coleção das Obras Completas do Spinoza, meus óculos, oleozinho para dar energia de manhã, ampulheta, deck de tarô, vela de citronela, caneca com canetas variadas, porta-retrato com a minha família, luminária e commonplace book. Mesmo de noite esse cantinho fica super gostoso.

Embaixo da mesa tem dois detalhes técnicos: um filtro de linha para carregar computador, celular etc. e um gaveteiro para apetrechos diversos que uso no dia a dia (papéis, clipes, tesoura, estilete, cola, post-its, carregadores e esse tipo de miudeza).

As duas mesas são da Tok&Stok, assim como a luminária branca. Todo o restante garimpei por aí, desde loja de rua até lembrança que era da minha avó e antiguidades no Mercado Livre.

Já a mesa do meio tem uma função muito interessante. Gosto de trabalhar nela para questões que demandam mais agilidade, como processar caixas de entrada, pagar contas, fazer planejamentos. Fico de frente para a porta e consigo ver o movimento da casa, o que é especialmente útil quando o Paul está em aula e eu fico de olho para ele não ficar dispersando muito.

Nessa mesa, eu deixo a minha caixa de entrada física (uma bandeja de madeira da Tok&Stok) com um pote de álcool gel dentro (rs), meu computador, o Bullet Journal e um porta-livros de acrílico que comprei na Kalunga para deixar pastas de apoio com papéis da faculdade, contas a pagar e outros papéis úteis.

Essa mobilidade da cadeira também foi bem boa para as minhas gravações, já que consigo variar os cenários. Agora estou estruturando os acessórios de filmagem e fotografia para ficarem sempre prontos para quando eu precisar trabalhar com eles – tripé com a câmera, ring light posicionada, esse tipo de coisa.

Eu sinceramente estou amando trabalhar aqui, mas ainda faltava resolver o problema de armazenamento.

Minha ideia inicial era manter apenas livros nas estantes, e não caixas, discos etc. Queria guardar isso em outro lugar.

Reorganizando meus livros, percebi que isso não fazia sentido. Eu precisava daquele espaço de armazenamento, geralmente na parte de baixo das estantes (todas da Evolukit também), pois a altura da prateleira é maior. Eu também não queria tirar meus discos daqui (são o meu xodó), além de outros elementos que, do meu ponto de vista, têm que ficar no escritório e não em qualquer outro cômodo da casa, como documentos.

Então, com a saída da mesinha de canto e o uso principal do espaço sendo no meio, percebi que dava para colocar mais duas estantes no canto onde estava a mesa e, assim, meio que circular todo o cômodo com livros. Para mim, que sempre tive o sonho de ter uma biblioteca em casa, achei incrível.

Essa é a estante da Evolukit que comprei para o outro canto do escritório. Comprei duas, semelhante à outra parede. Modelo Estante 72x26x221 Branca – by Pipoca e Nanquim

Então, só pra constar: quando as estantes chegarem, vou conseguir reorganizar os livros, reorganizar a parte de armazenamento de arquivos etc., e quando finalizar essa parte eu pretendo gravar um tour pelo escritório, pelas estantes, e fazer um novo post mostrando como ficou. Combinado? Mas achei que valia a pena já compartilhar sobre essa mudança na estação de trabalho, pois ela fez muita diferença por aqui, especialmente no quesito ergonomia, que virou prioridade.